Projeto “Sim, Eu Posso!” atende 1,8 mil indígenas no Maranhão e tem lista de espera

Pelo menos 320 pessoas aguardam novas vagas no programa de alfabetização, que utiliza método cubano

Por Cristiane Sampaio*
Do Brasil de Fato | Enviada especial ao Maranhão / MST

A Jornada de Alfabetização no Maranhão tem, entre os grupos atendidos, um segmento especial: o dos indígenas. Na região central do estado, cerca de 1,8 mil deles tomam assento em uma das turmas do Projeto Sim, Eu Posso nos municípios de Jenipapo dos Vieiras e Itaipava do Grajaú. Um público que, mesmo após meio século de violência e exploração, resiste à exclusão social, abraçando a possibilidade de mergulhar no universo da língua portuguesa. (mais…)

Ler Mais

MPF quer suspensão de leis sobre abordagem de gênero e escola sem partido

Por Helena Martins, repórter da Agência Brasil

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), do Ministério Público Federal (MPF), quer que o Supremo Tribunal Federal (STF) suspenda e julgue a inconstitucionalidade de duas leis municipais que tratam do ensino de questões de gênero e da escola sem partido. Para a procuradoria, as regras violam garantias fundamentais do direito à educação. (mais…)

Ler Mais

Cresce o número de escolas fechadas no campo no Brasil

Segundo estudo, de 2002 até o primeiro semestre de 2017, cerca de 30 mil escolas rurais no país deixaram de funcionar

Por Jaqueline Deister, no Brasil de Fato

O fechamento de escolas em áreas rurais do Brasil não para de crescer. De acordo com um levantamento da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), de 2002 até o primeiro semestre de 2017, cerca de 30 mil escolas rurais no país deixaram de funcionar.  (mais…)

Ler Mais

Jornada de Alfabetização reúne caciques indígenas no Maranhão

Encontro debateu a importância da alfabetização nas aldeias indígenas

Por Reynaldo Costa
Da Página do MST

No último  sábado (20), foi realizado em Jenipapo dos Vieiras, região central do Maranhão, o primeiro seminário de Caciques Guajajaras pela alfabetização. Cerca de 50 aldeias participaram debatendo a situação estrutural que vivem as comunidades. (mais…)

Ler Mais

Chile aprova gratuidade universal no ensino superior

Projeto era a principal promessa do governo de Michelle Bachelet

Na Carta Educação

O Congresso do Chile aprovou nessa quarta-feira (24), em último debate, a lei do ensino superior que estabelece gratuidade universal, uma decisão que o governo da presidente Michelle Bachelet classificou de “histórica” e um dos projetos emblemáticos de sua gestão.

(mais…)

Ler Mais

Na UFRGS, projeto ‘Saberes indígenas’ muda relação de crianças com as culturas guarani e kaingang

Fernanda Canofre – Sul21

Até pouco tempo, uma criança kaingang ou guarani não tinha livros ou material para aprender a ler e escrever na língua de seu próprio povo. A alfabetização que restava era em língua portuguesa. Com os mesmos livros que outras crianças, de escolas não-indígenas, que viviam uma vida fora da aldeia, recebiam no início do ano. As últimas apostilas que haviam sido impressas com foco nas línguas indígenas eram dos anos 1970. (mais…)

Ler Mais

Universidade Federal do Espírito Santo inicia curso de Educação do Campo

Licenciatura beneficia mais de 250 estudantes de diversas localidades do estado

Por Danielle Melo
Da Página do MST

Começou nesta segunda-feira (08), as aulas do curso de Educação do Campo, na Universidade Federal do Espírito Santo, Campus Goiabeiras. Mais de 80 alunos, provenientes de vários municípios do estado são contemplados com este e outros dois cursos: um na área das ciências sociais e outra em linguagens. (mais…)

Ler Mais

Urubus ao redor

O que poderia significar a recente invasão de urubus numa Fatec? Acerto de contas do movimento secundarista, sombra da repressão policial ou percepção das aves de que a civilização é que é uma grande rapina?

Crônica de Priscila Figueiredo* – Outras Palavras

Das muitas notícias que li nos jornais hoje, passando pela fala de Henrique Meirelles na Igreja Sara Nossa Terra (apresentado não por um pastor-empresário, mas por um empresário-pastor, o presidente das Lojas Riachuelo, segundo o qual algo “profético” tinha acontecido, isto é, a suposta recuperação da economia, depois chamada de “milagre”, agora não só um termo emprestado do mundo mítico-religioso, como na expressão “milagre econômico”, mas antes um enunciado emitido do interior mesmo desse mundo encantado, em associação com o qual a economia pode se realizar melhor e mais racionalmente), o que, pra dizer a verdade, mais me espantou foi a reportagem sobre os urubus na Fatec do Bom Retiro, que, sem tirar nem por muito, dava uma narrativa de realismo fantástico(1). (mais…)

Ler Mais

Setor privado do ensino superior avança com processo de mercantilização

Por Samuel Pontes do Nascimento, no Justificando

A companhia de capital aberto Kroton S.A., maior mantenedora de instituições particulares de ensino superior no Brasil, pareceu constrangida com sua última aquisição. Demorou seis dias para divulgar que havia comprado um novo ativo, o Instituto Camilo Filho, em Teresina-PI, com seus 2.200 alunos. Ao mercado, os diretores da empresa atribuíram a demora em comunicar a novidade aos acionistas “à baixa representatividade do ativo adquirido frente ao atual porte, condições econômicas e operacionais da Kroton”.

E é assim que tem “evoluído” o nosso modelo privado de ensino superior: mercantilização do direito à educação, e nada mais.  (mais…)

Ler Mais