Um trabalhador morre a cada 30 segundos no mundo por exposição a substâncias tóxicas, diz ONU

Governos e empresas devem aumentar seus esforços para proteger trabalhadores, suas famílias e comunidades contra qualquer exposição a produtos químicos tóxicos, afirmou o relator especial da ONU sobre direitos humanos e substâncias e resíduos perigosos, Baskut Tuncak, no início de setembro (12). Segundo ele, a exposição de trabalhadores a químicos tóxicos deve ser considerada uma forma de exploração, bem como uma crise de saúde global.

Por ONU Brasil, na CPT

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de um trabalhador morre a cada 30 segundos no mundo devido a exposição a produtos químicos tóxicos, pesticidas, radiação e outras substâncias prejudiciais. Além disso, as cadeias de suprimento globais são frequentemente acusadas de não proteger trabalhadores de exposições tóxicas e por se recusarem a fornecer um tratamento eficaz para indivíduos que foram afetados de alguma maneira. (mais…)

Ler Mais

Após denúncia do MPF, Justiça condena duas pessoas por trabalho escravo na região de Araraquara (SP)

Uma delas aliciou 12 maranhenses para colheita de laranja em fazenda de Bariri; a outra manteve vítimas sob condições degradantes

Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

Duas pessoas foram condenadas em Araraquara (SP) por aliciamento e redução de 12 trabalhadores a condições análogas à escravidão. As vítimas vieram de Penalva (MA) em 2011 com promessa de serviço na safra de laranja em uma fazenda na região do município paulista de Bariri. Um dos réus foi o responsável por arregimentar os empregados no Maranhão, enquanto o outro os manteve em situação precária de habitação e não garantiu condições mínimas para o exercício digno do trabalho. As penas de prisão, substituídas por realização de serviços comunitários e pagamento de prestação pecuniária, são resultado de uma denúncia do Ministério Público Federal contra ambos. (mais…)

Ler Mais

Alckmin, Boulos, Haddad e Marina aderem a compromisso contra escravidão. Por Leonardo Sakamoto

No Blog do Sakamoto

Os candidatos à Presidência da República Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL), Marina Silva (Rede) e Vera Lúcia (PSTU) aderiram à Carta-Compromisso contra o Trabalho Escravo, afirmando que estabelecem como prioridade o combate à escravidão contemporânea em suas gestões, caso sejam eleitos. Todos os outros presidenciáveis foram convidados a assinar, mas não responderam. (mais…)

Ler Mais

MP do Trabalho processa Havan, acusada de coagir funcionários a votar em Bolsonaro

Empresário disse que ‘se esquerda ganhar’, fechará lojas e demitirá equipe

Marcello Corrêa, O Globo

O Ministério Público do Trabalho em Santa Catarina (MPT-SC) entrou nesta terça-feira com uma ação judicial contra a rede de lojas Havan, após o dono da empresa, Luciano Hang, pedir que seus funcionários votem no candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Na mensagem, Hang afirma que “se a esquerda ganhar” fechará lojas e demitirá empregados, o que foi considerado pela procuradoria uma forma de coação. (mais…)

Ler Mais

Temer promulga decreto que libera geral terceirização no setor público

Poucas funções seguirão sob controle exclusivo de funcionários de carreira, como atos administrativos e ações de planejamento, coordenação, supervisão e controle

por redação RBA

O presidente Michel Temer (MDB) promulgou na última sexta-feira (21) o Decreto 9.507, que trata da terceirização de serviços na administração direta e em autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pelo governo federal. (mais…)

Ler Mais

Candidato ao governo pernambucano pertence a família recordista em trabalho escravo

Em oito anos, 1.406 trabalhadores foram resgatados da Destilaria Araguaia; irmão do senador Armando Monteiro foi condenado à prisão por gestão fraudulenta

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

Com apenas quatro deputados federais vinculados à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Pernambuco não está entre os estados mais representativos na bancada ruralista. No entanto, assim como o vizinho Alagoas – veja na reportagem “Usineiros e seus defensores dão as cartas na política alagoana“– a política pernambucana é historicamente dominada por famílias usineiras. (mais…)

Ler Mais

As condições reais de vida determinam a consciência. Por Gilvander Moreira*

Não cabe dicotomia entre sujeito e objeto no processo de pesquisa, nem separação entre teoria e prática. O sujeito vê/analisa o objeto, mas este também vê/influencia o sujeito. Não apenas o escultor faz uma escultura a partir da pedra, mas a pedra também molda o escultor. Segundo a filosofia sartreana “a obra constrói seu próprio autor ao mesmo tempo que ele cria a obra” (MÉSZÁROS, 1991, p. 38). Essa perspectiva teórica nos dá a possibilidade de nos aproximarmos/afastarmos metodologicamente do objeto da pesquisa. Esse processo dialético de tensão entre sujeito/objeto não pode ser entendido como neutralidade ou completo afastamento teórico-metodológico do objeto em questão. Ao contrário, por essa razão o processo de pesquisa é um processo dialético. “Toda vida social é essencialmente prática. Todos os mistérios que induzem a teoria ao misticismo encontram sua solução racional na prática humana e na compreensão dessa prática” (MARX; ENGELS, 2007, p. 534 e 539). A Observação Participante “é uma técnica de eleição para o pesquisador que visa compreender as pessoas e as suas atividades no contexto da ação, podendo reunir na Observação Participante, uma técnica de excelência que lhe permite uma análise indutiva e compreensiva” (CORREIA, 2009, p. 31). (mais…)

Ler Mais

Fiscais resgatam trabalhadores em situação análoga à de escravo no PA

Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil

Fiscais do Ministério do Trabalho resgataram três trabalhadores em situação considerada análoga à de escravo, em uma fazenda no Pará. Atuando como vaqueiros e auxiliares de serviços gerais, eles estavam em um empreendimento em São Félix do Xingu, sudoeste do estado, em um alojamento em condições precárias, infestado de ratos, no meio da mata, sem água nem instalações sanitárias. (mais…)

Ler Mais