As mulheres na pandemia. A violência doméstica, o sofrimento e a necessidade de repensar o cuidado. Entrevista especial com Renata Moreno

Socióloga observa como a cultura do cuidado, sempre relegada às mulheres, apreende e domina esses corpos. Situação que tem piorado nesses tempos de Covid-19

Por: João Vitor Santos, em IHU On-Line

Desde o começo da pandemia causada pelo novo coronavírus, um dos dados que mais impressiona é o de violência doméstica contra as mulheres. Passado um ano, o quadro parece não ter mudado e, pelo contrário, tem tornado as mulheres as mais impactadas por toda essa situação de crises sanitária, econômica, social e até política. A socióloga Renata Moreno lembra que não é somente a situação de violência física que tem aumentado. “Metade das mulheres passou a cuidar de alguém na pandemia, justamente porque vivemos uma situação em que o Estado não cuida”, observa, na entrevista concedida por e-mail ao Instituto Humanitas Unisinos – IHU.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres-incubadoras: o projeto que condena a vítima e absolve o estuprador

O PL 5435, conhecido como Bolsa Estupro, é a última fronteira do domínio do Estado sobre os corpos das mulheres

Zadi Zaro, Denise Laitano, Márcia Martins, Clarisse Chiappini e Maíra Freitas, Brasil de Fato

Incubadora (substantivo feminino): aparelho que mantém condições favoráveis ao crescimento e ao desenvolvimento.

Menina de 10 anos precisa ser levada para outro estado para acessar o direito ao aborto legal, após ter sido estuprada pelo tio e é recebida aos gritos de “assassina”.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres negras na política: Marielle e suas sementes

Assassinato da vereadora tornou-se símbolo da luta pelo fim da violência política no Brasil. Tragédia ecoou e ampliou a presença delas no legislativo. Mas pesquisa mostra que a maioria continua sendo vítimas de injustiça institucional

Por CFEMEA, em Outras Palavras

Neste mês de março em que nós mulheres celebramos tantas conquistas e choramos tantas perdas, lembramos que luto é luta! Por várias razões. Destacamos aqui mais uma: no Brasil as datas de 8 e 14 de março representam juntas, a luta pelo fim da violência política contra as mulheres.

(mais…)

Ler Mais

Destruição de políticas públicas agrárias impactam principalmente a vida das mulheres do campo

No atual momento de pandemia e crise social, política e ambiental, as mulheres lideram iniciativas de manutenção da vida, mas também são extremamente impactadas pelas violências e opressões

Por Iris Pacheco e Solange Engelmann, na Página do MST

Das mãos e criatividade da mulher surge o desenvolvimento da agricultura no mundo, com saberes populares e tradicionais que ao longo da história vêm sendo aprimorados por inovações tecnológicas. Nesse cenário, diariamente as mulheres travam lutas pela sobrevivência da família, a preservação da biodiversidade, da terra, da água e do território, bem como para garantir a soberania alimentar dos povos.

(mais…)

Ler Mais

Juiz paulista que desprezou Lei Maria da Penha responde por violação do Código de Ética da Magistratura

Corregedoria-Geral da Justiça de São Paulo decidiu dar seguimento à apuração da conduta do magistrado que ofendeu mulheres vítimas de violência doméstica. Presidência da CDHM atuou no caso.

Pedro Calvi / CDHM

Em 9/12/20, durante uma audiência online sobre pensão alimentícia, o juiz Rodrigo de Azevedo Costa, da Vara de Família da Freguesia do Ó, na zona norte de São Paulo, minimizou a importância da Lei Maria da Penha e ofendeu vítimas de violência doméstica. É o que a presidência da CDHM argumentou no dia 21 de dezembro, quando pediu apuração sobre a conduta do juiz.

(mais…)

Ler Mais

Atos contra impunidade do caso Marielle Franco encerram Jornada de Luta das Mulheres Sem Terra

Em mais de 18 estados, as Mulheres do MST também denunciaram o aumento da fome, a destruição das políticas de Reforma Agrária, o aumento das violências e o fora Bolsonaro

Por Solange Engelmann e Maura Silva, na Página do MST

Quem mandou matar Marielle Franco? Com essa e tantas outras perguntas ainda sem respostas, as Mulheres Sem Terra encerram as ações de mobilização, solidariedade e afetos da Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra, que durante uma semana, de 08 a 14 de março, se espalharam por mais de 18 estados do país.

(mais…)

Ler Mais

Um 8M de lutas feministas e populares

Dia Internacional de Luta das Mulheres não pôde, em 2021, ser de multidões. Mas saímos às ruas e redes, em todo o Brasil, para exigir, durante a pandemia, a volta do auxílio emergencial, vacinas para todos e o fim urgente do governo genocida

por SOS Corpo

A gente sempre enfrenta o bicho olhando no olho. A tônica do movimento feminista sempre foi de agir pela transformação do mundo, ocupando massivamente as ruas, para fazer o enfrentamento ao patriarcado racista colonial. Sempre sem medo, porque isso nós temos mas não usamos, como nos ensinou Margarida Alves. Mas esse 8 de Março, Dia Internacional de Luta das Mulheres, precisou ser diferente por conta do grave momento de descontrole da contaminação do coronavírus no Brasil e em respeito à vida de milhões de pessoas que ainda poderiam estar entre nós se o governo Bolsonaro/Mourão, o Congresso Nacional e os demais poderes competentes estivessem encarando a maior crise sanitária do país de maneira efetiva e eficaz.

(mais…)

Ler Mais

Jamil Chade: Brasil “choca” com proposta na ONU sobre direitos da mulher

No Uol

O governo da França se declarou “chocado” com a postura defendida pela aliança liderada pelo Brasil para impedir o acesso de mulheres à saúde sexual e reprodutiva. Num discurso nesta semana no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, a diplomacia francesa atacou abertamente o bloco no qual a ministra Damares Alves (Direitos Humanos, Mulher e Família) tem um papel predominante.

O discurso ocorreu na terça-feira, um dia depois da data que marca o dia internacional da mulher. Naquele momento, o Brasil se recusou a aderir a uma declaração conjunta realizada por mais de 60 países para defender o direito de meninas e mulheres, inclusive no que se refere ao acesso a direitos reprodutivos e sexuais.

(mais…)

Ler Mais

CPT Araguaia realiza ação “Pela Vida das Mulheres: Mais Diálogo e direitos garantidos” no Mato Grosso

CPT

O coletivo recém criado “Mulher por Mulher”, com o apoio da CPT Araguaia, Centro de DHs Dom Pedro Casaldáliga e Rede de Sementes do Xingu, realizou diversas ações no 8 de março na região da Prelazia de São Félix do Araguaia. A live “Pela Vida das Mulheres: Mais Diálogo e direitos garantidos” fez memória de todas as mulheres que passaram pela região e contribuíram na saúde, na educação, na luta por direitos e na defesa das mulheres da comunidade. Uma carreata também foi realizada para chamar a atenção para a necessidade de fortalecer os movimentos em direção à igualdade de direitos e formação de coletivos de mulheres nos municípios, com o intuito de criar uma rede de diálogo, apoio e proteção às mulheres.

(mais…)

Ler Mais

Coletivo de mulheres do Cerrado no Oeste baiano protesta pelo direito à vida

Em sintonia com o mês e o dia de luta das mulheres, o Coletivo de Mulheres do Cerrado no Oeste baiano protesta pelos direitos e pela saúde

por Amanda Alves e Bruno Santiago, em Coletivo de Mulheres do Cerrado no Oeste baiano / CPT

As manifestações das mulheres no Oeste da Bahia acontecem desde o dia 4 de março de maneira virtual e em alguns municípios da região, como Barreiras, Coribe, Correntina, Santa Maria da Vitória e São Félix do Coribe, sem provocar aglomerações.

(mais…)

Ler Mais