Christiane, Aida, Marcia, Maria, Adelia: cinco histórias de Margaridas

Mulheres de todas as idades, do campo e da cidade, levaram para Brasília diferentes pautas para o encontro de camponesas; em comum, a intenção de fortalecer a luta por seus direitos 

Por Priscilla Arroyo, em De Olho nos Ruralistas

Luta, esperança e coragem. As palavras resumem os propósitos das milhares de mulheres que ocuparam as ruas de Brasília com um chapéu na cabeça e um sorriso no rosto durante a Marcha das Margaridas, nos dias 13 e 14, maior evento de luta feminina da América Latina. Apesar dos desafios impostos pela política, estavam felizes por encontrar as companheiras e ter as suas vozes ampliadas. Elas falam, cada uma a seu modo, sobre as mudanças que gostariam de ver no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Marcha das Margaridas deixa recado em meio à retirada de direitos: “Vamos renascer das cinzas”

Protesto contra retrocessos nas políticas públicas do governo Bolsonaro marcaram ato que reuniu recorde de cem mil pessoas em Brasília durante os dias 13 e 14; mudanças nas regras da aposentadoria são a maior preocupação das mulheres do campo

Por Priscilla Arroyo, em De Olho nos Ruralistas

“Vamos renascer das cinzas, plantar de novo um arvoredo. Bom calor nas mãos unidas, na cabeça de um grande enredo”. Em uma nova versão, na voz de uma mulher, os versos de Martinho da Vila permearam a abertura da 6ª Marcha das Margaridas, ato que levou 100 mil mulheres à capital durante os dias 13 e 14. Trata-se de um número recorde de participantes da ação, que, desde 2000, acontece de quatro em quatro anos, com desfecho em Brasília. Esta edição aconteceu sob o lema “Margaridas na luta por um Brasil com soberania popular, democracia, justiça, igualdade e livre de violência”.

(mais…)

Ler Mais

Marcha das Margaridas termina com demonstração de força e união de 100 mil camponesas

Maior mobilização de trabalhadoras rurais da América Latina emociona trabalhadoras e dá força à luta popular

Cristiane Sampaio, Brasil de Fato

Foi com brilho nos olhos que a agricultora Maria Anecy Martins, de 45 anos, chegou a Brasília esta semana para participar da Marcha das Margaridas 2019. A mobilização reuniu mais de 100 mil mulheres camponesas e foi encerrada nesta quarta-feira (14), com um grande ato que tomou as ruas da capital. Vinda do interior do Maranhão, Anecy ela viajou durante mais de dois dias, enfrentou problemas na estrada e o cansaço físico para participar do evento, que é um símbolo da luta popular no Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres Sem Terra do Maranhão se unem à Marcha das Margaridas

A expectativa é reunir cerca de 100 mil mulheres em um espaço para todas aquelas que lutam por seus direitos e por um Brasil melhor

Por Mariana Castro, na Página do MST 

Com força e otimismo, mulheres de assentamentos e acampamentos do Maranhão deixaram suas casas na madrugada desta segunda (12) rumo à Brasília (DF), para se unirem à Marcha das Margaridas, que acontece durante os dias 13 e 14 de agosto.

(mais…)

Ler Mais

Em marcha histórica, mulheres indígenas afirmam que irão ocupar todos os espaços

I Marcha das Mulheres Indígenas reúne cerca de 3 mil mulheres na Esplanada dos Ministérios em defesa de seus corpos e territórios

por Adi Spezia, em Cimi

Com o tema “Território: nosso corpo, nosso espírito”, cerca de três mil mulheres indígenas saíram em marcha nesta manhã, 13, em Brasília. Suas cores, seus cantos e rituais deram o tom da marcha e das denúncias. A marcha, que percorreu a Esplanada dos Ministérios, foi composta por mulheres indígenas de aproximadamente 115 povos, vindos de todas as regiões do país, que com suas próprias mãos constroem a I Marcha das Mulheres Indígenas, sua história de luta e empodeiramento.

(mais…)

Ler Mais

Mulheres de cem etnias se reúnem em Brasília para defender seus direitos

Representantes de 113 povos marcam presença na capital para a primeira Marcha das Mulheres Indígenas, que acontece de 9 a 14 de agosto; objetivo é fortalecer a resistência ao governo Bolsonaro, contrário à demarcação de territórios

Por Priscilla Arroyo, em De Olho nos Ruralistas

O gramado da Fundação Nacional das Artes (Funarte), em Brasília, está ocupado por mais de mil e quinhentas indígenas. Elas vieram de 21 estados do País e representam 113 povos. Marcam presença na capital Federal para participar da primeira Marcha das Mulheres Indígenas, que acontece de 9 a 14 de agosto com o tema “Território, nosso corpo, nosso espírito”.

(mais…)

Ler Mais

13 anos da lei Maria da Penha: mulheres vítimas de violência doméstica

Artigo traz reflexão sobre a luta das mulheres contra a violência e ausência de atuação política

Por Lucinéia Miranda de Freitas*, na Página do MST

Pela vida das Mulheres, 
Somos todas Marielle!

De Margarida Alves, liderança sindical assassinada em 12 de agosto de 1983 à Dilma Ferreira, dirigente do MAB, assassinada em 22 de março de 2019. De Maria da Penha, vítima de tentativa de feminicídio em 1983, às milhares de Marias, Marielles, Marianas, Fabianas, Mateusas, Fátimas. Vítimas de diversas formas de violências todos os dias, revelam um quadro social onde o patriarcado é estruturante.

(mais…)

Ler Mais

Direito à manifestação: PFDC solicita ao governo do DF medidas para assegurar realização da Marcha das Margaridas

Mobilização por defesa de direitos está prevista para 13 e 14 de agosto e deve reunir, em Brasília, mais de 60 mil mulheres trabalhadoras rurais

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão que integra o Ministério Público Federal, encaminhou nesta quarta-feira (7) ao governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, ofício em que solicita a adoção das medidas necessárias para assegurar o direito à realização da Marcha das Margaridas, prevista para ocorrer nos dias 13 e 14 de agosto, em Brasília/DF.

(mais…)

Ler Mais

Marcha das Margaridas 2019 na luta pela mulheres do país

Pela autonomia e liberdade das mulheres sobre o seu corpo e a sua sexualidade

Da Contag / MST

A sexualidade feminina é marcada por diversos tabus que frequentemente impedem as mulheres de falarem sobre isso, e de buscarem compreender melhor sobre o próprio corpo, suas fases, emoções e tudo o que compreende esse universo, a princípio individual, mas que em algum momento também encontra o coletivo. Tabus que começam em casa, principalmente quando as mulheres chegam à puberdade, e se arrastam por toda a vida, perpetuados pela mídia e pelas convenções sociais ainda fortemente arraigadas nos princípios patriarcais que reprimem a sexualidade feminina. Fatalmente, a liberdade das mulheres em fazer suas escolhas na esfera da sexualidade ainda é muito usada como motivação para a violência contra elas.

(mais…)

Ler Mais

Por uma vida livre de todas as formas de violência, sem racismo e sem sexismo

Mulheres se unem na organização da Marcha das Margaridas 2019

Da Contag / MST

12 de agosto de 1983. Naquele dia, a mando de fazendeiros e pelas mãos de pistoleiros armados, Margarida Maria Alves seria assassinada na porta da sua casa, em frente ao marido e ao filho. Uma tentativa brutal de silenciar uma líder que ousou romper com os padrões de gênero e, por doze anos, presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, na Paraíba, denunciando o abuso e o descumprimento dos direitos de trabalhadoras(es) na região. 

(mais…)

Ler Mais