Debora Diniz: “Suspeito quando assisto homens treinados na política lacrimejando com uma bandeira entre os dedos”

Debora Diniz fala de um vídeo que tem circulado nas redes como atual, o de Flávio Bolsonaro enxugando as lágrimas em uma bandeira do Brasil: “O macho que chora é o que oscila entre a brutalidade da vida cotidiana e os relâmpagos de uma histeria lacrimosa”

Por Debora Diniz, na Marie Claire

Um vídeo circula como atual, mas é só recente. Flávio Bolsonaro chorando como uma criança desamparada. Na falta de um lenço, enxugou as lágrimas com a bandeira do Brasil. Um lencinho teria sido mais elegante, mas a ideia era mesmo a pieguice, pois era tempo de campanha política. A razão era legítima para intenso sofrimento, o pai estava esfaqueado no hospital. Não duvido das razões, só questiono a performance pública. Logo ele, o homem bruto que defende armas, fala grosso e se expressa como se sempre estivesse na arquibancada da torcida do Flamengo no Maracanã.  O macho que chora não me convence como o homem sensível. Ao contrário: me provoca outro personagem – o macho bruto. É como se existisse um roteiro em que, para compor o macho da política ou do futebol, o macho que chora fosse um adorno à existência.

(mais…)

Ler Mais

Harvard e Oxford adoram Paulo Freire, o pedagogo que Bolsonaro quer tirar do MEC com um lança-chamas

Por Rosana Pinheiro-Machado, The Intercept Brasil

RECENTEMENTE, FIZ um relato no Twitter sobre a importância da pedagogia crítica na formação de professores da Universidade de Oxford, e o tema despertou tanto o interesse de professores quanto raiva de haters, me chamando de mentirosa. Achei prudente, então, contar um pouco mais aqui da minha experiência.

(mais…)

Ler Mais

A MP 870 e o programa inconstitucional para os povos indígenas. Por Julio José Araujo Junior

No Jota

Os primeiros dias do governo de Jair Bolsonaro vêm indicando um firme compromisso de levar a cabo algumas promessas de campanha quanto aos povos indígenas. Logo no primeiro dia de governo, a edição da Medida Provisória (MP) nº 870 começa a materializar os primeiros passos na execução de um programa inconstitucional para os povos indígenas. Ela transfere as competências administrativas de demarcação, delimitação, reconhecimento e identificação e titulação das terras indígenas, que antes cabiam à Fundação Nacional do Índio (FUNAI), para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (art. 21, XIV c/c § 2º). Além disso, o governo indicou que pretende transferir a demarcação de terras a um conselho de ministros, de diversas áreas1.

(mais…)

Ler Mais

Fiasco em Davos e imobilismo interno

Candidato do mercado, presidente não consegue esclarecer seu projeto de país. Em meio a tropeços diplomáticos, Brasil exportou vergonha alheia

Por Paulo Kliass, em Outras Palavras

O governo do capitão ainda não completou um mês desde a sua posse. Mas já coleciona um número impressionante de escândalos políticos, contradições de propostas, denúncias de corrupção e bate-boca entre os principais integrantes de seu primeiro escalão. A cada dia a imprensa e as redes sociais divulgam um novo caso vergonhoso, sempre envolvendo algum filho ou familiar do presidente recém eleito. A cada dia vem à tona alguma declaração de integrante de sua própria base criticando uma ou outra política ou decisão de ministros. 

(mais…)

Ler Mais

A hipótese do “pitbull encoleirado”

Diante do rápido desgaste de Bolsonaro, há quem preveja impeachment rápido. Quem dera! O que fotos sugerem é um esforço do poder econômico e mídia para submeter presidente, por completo, à agenda ultracapitalista

por Antonio Martins, em Outras Palavras

Entusiasmado – com justíssimas razões… – pela rápida erosão do governo Bolsonaro, o jornalista Luís Nassif formulou, domingo (20/1), uma hipótese audaz. “A certeza, no quadro político atual é que o governo Bolsonaro acabou”, escreveu ele. A dúvida seria sobre o que virá depois. Os escândalos envolvendo o filho Flávio respingariam inevitavelmente sobre o Palácio do Planalto, a ponto de inviabilizar a continuidade do governo. O comentário pareceu ecoar a agora célebre capa de Veja, em que Bolsonaro aparece, em montagem, com os pés trocados, à la Jânio Quadros – o presidente que renunciou menos de sete meses após tomar posse, em 1961.

(mais…)

Ler Mais

Nota do CONIC sobre o Decreto que facilita a posse de armas

Foi realizada, nos dias 17 e 18 de janeiro, em Brasília, mais uma reunião de Diretoria do CONIC. Na pauta do encontro estava a preparação para a Assembleia deste ano – de 28 a 30 de maio – a reunião conjunta com a diretoria da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), em Salvador, nos dias 4 e 5 de abril, além do encontro entre igrejas brasileiras e palestinas (confira a matéria aqui). Um dos encaminhamentos do encontro foi a elaboração de uma nota a respeito do Decreto presidencial que, na prática, facilitou o acesso de pessoas a armas de fogo.

Confira a nota:

(mais…)

Ler Mais

A mentira se tornou símbolo nacional e a corrupção valor familiar

Bolsonaro construiu sua imagem apenas com palavras, sem nenhuma atitude que legitime o que vomita. Hoje vemos a corrupção entranhada na instituição que ele tanto valorizou: sua própria família

Por Raphael Fagundes e Wendel Barbosa*, na Fórum

A nossa capacidade de expressão, verbal ou não verbal, é algo singular no processo de comunicação. É algo que envolve troca de informações ou ideias e se utiliza de signos e símbolos diversos. A construção desses símbolos se constitui como um instrumento de comunicação. E, tal construção, muitas vezes, tem por finalidade moldar o imaginário popular.

(mais…)

Ler Mais

Justiça anula expulsão de universitário que ameaçou ‘matar negraida’

Juíza federal alega que Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, não seguiu o Código de Decoro Acadêmico e, por isso, o argumento de expulsão de Pedro Baleotti não é sustentável

Por Mariana Ferrari, especial para Ponte

A Justiça Federal de São Paulo mandou a Universidade Presbiteriana Mackenzie aceitar o estudante de Direito Pedro Baleotti, 25 anos, de volta nesta segunda-feira (21/1), de acordo com o Coletivo AfroMack, que acompanhava o caso. O rapaz foi expulso da faculdade no dia 12 de dezembro de 2018, depois que vídeos gravados por ele mesmo com falas racistas viralizaram nas redes sociais. As publicações foram feitas logo após o segundo turno das eleições e, nelas, o aluno aparecia usando uma camiseta do presidente recém-eleito Jair Bolsonao (PSL) e posava com uma arma, dizendo que estava indo votar no capitão reformado. Na sequência, em outra gravação, ele ameaçava “matar a negraiada”.

(mais…)

Ler Mais

Segurança alimentar e nutricional: PFDC questiona ministro da Cidadania sobre possível extinção do Consea

Procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, solicita informações sobre funcionamento do Conselho e qual órgão do governo assumirá suas funções caso seja, de fato, extinto

MPF

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão do Ministério Público Federal (MPF), encaminhou nesta quinta-feira (17) ao ministro da Cidadania, Osmar Terra, um pedido de informações quanto à manutenção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea).

(mais…)

Ler Mais

Milicianos suspeitos pelo assassinato de Marielle foram homenageados por Flávio Bolsonaro

Um dos suspeitos recebeu de Flávio a medalha Tiradentes, principal honraria da Assembleia Legislativa

em Revista Fórum

Os dois principais alvos da Operação Intocáveis, deflagrada na manhã desta terça-feira (22), o ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega e o major da PM Ronald Paulo Alves Pereira, foram homenageados, em 2003 e 2004, na Assembleia Legislativa do Rio, por indicação do deputado estadual Flávio Bolsonaro. Ele sempre teve ligações com policiais militares.

(mais…)

Ler Mais