O ataque dos machos brancos. Por Eliane Brum

A tensão de gênero, raça e classe marcou a eleição de 2018

No El País

A apresentadora Fernanda Lima foi linchada nas redes sociais por ter encerrado a edição do seu programa “Amor & Sexo”, de 6 de novembro, na TV Globo, com as seguintes palavras. É bom ler vírgula por vírgula, porque a quantidade de gente que comenta, julga e condena sem sequer ler tem se multiplicado mais do que baratas. E, às vezes, com o cérebro de uma. Fernanda disse: (mais…)

Ler Mais

‘Nota técnica’ de membros do MP a favor da Lei da Mordaça é cópia de parecer do autor do projeto

Integrantes do Ministério Público divulgaram texto favorável à constitucionalidade do projeto Escola Sem Partido sem mencionar que era um parecer publicado seis meses antes

por Redação RBA

São Paulo – Uma “nota técnica” assinada por um grupo de mais de 200 membros do Ministério Público e divulgada no dia 9 de novembro buscava mostrar que o projeto Escola Sem Partido – denominado por entidades e movimentos contrários como Lei da Mordaça – seria constitucional, de acordo com a análise daqueles que subscreviam o texto. No entanto, o que não foi informado era que o documento não havia sido elaborado pelos integrantes do MP, tratando-se de uma cópia de parecer divulgado há seis meses, feito pelo próprio autor do projeto, o advogado Miguel Nagib. (mais…)

Ler Mais

MP do B: ‘Bancada’ de promotores pró-Bolsonaro se articula em torno de Escola Sem Partido

Evento realizado este mês com participação de membros do Ministério Público defende bandeiras do capitão

Por Gil Alessi, no El País

O presidente eleito Jair Bolsonaro irá contar com uma outra bancada de apoio, que não a da Bíblia, Boi e Bala, quando assumir o cargo no Palácio do Planalto: a de promotores e procuradores favoráveis às suas pautas, tais como o Escola sem Partido, o enfrentamento às agências de checagem e contra uma agenda de desencarceramento e políticas de “ideologia de gênero”. Pequena amostra do que está por vir poderá ser vista no 1º Congresso Nacional do Ministério Público Pró-Sociedade, organizado pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, que será realizado entre os dias 29 e 30 de novembro no Distrito Federal. A organização não tem vínculos diretos com o MP. Mas dentre os palestrantes, membros do Ministério Público de diversos Estados que já ganharam manchetes por defender nas redes sociais que o nazismo era “de esquerda”, por serem contrários a cotas para mulheres dentro do MP e por pregarem a fiscalização de professores para evitar “ideologização” nas escolas. Além de espalharem notícias falsas. (mais…)

Ler Mais

“PL que endurece Lei Antiterrorismo pretende criar o terrorista”, afirma jurista

Projeto que tem apoio do presidente eleito foi debatido em audiência pública nesta terça-feira (20), na CCJ do Senado

Cristiane Sampaio, Brasil de Fato

Em audiência pública ocorrida nesta terça-feira (20), no Senado, em Brasília (DF), especialistas de diferentes áreas de conhecimento criticaram o Projeto de Lei do Senado (PLS) 272/2016, que altera a Lei Antiterrorismo (13.260/2016) para ampliar as condutas previstas na legislação. (mais…)

Ler Mais

‘A esquerda foi singularmente incapaz e burra nessas eleições’. Entrevista com Jessé Souza

IHU On-Line

Duas coisas salvariam o Brasil: interpretação de texto e consciência de classe.” A frase é de um meme das eleições, mas funciona para resumir o pensamento do sociólogo Jessé Souza, professor titular da Universidade Federal do ABC, em seu novo livro, A Classe Média no Espelho (Estação Brasil, 2018), que chega às livrarias na próxima semana. (mais…)

Ler Mais

As ideias de Fraga Araújo, futuro Chanceler de Bolsonaro

Carlos Eduardo Martins comenta o artigo “Trump e o Ocidente”, assinado por Ernesto Araújo, recentemente indicado por Bolsonaro para o Ministério das Relações Exteriores do Brasil.

Por Carlos Eduardo Martins, no blog da Boitempo

O artigo “Trump e o Ocidente”, assinado por Ernesto Henrique Fraga Araújo, futuro Ministro das Relações Exteriores, é uma versão reacionária da já reacionária tese de Samuel Huntington, expressa em The Clash of Civilizations (1996) e, sobretudo, em Who are We? The Challenge`s to America`s National Identity (2004), menos conhecido do público brasileiro. Araújo aponta que o Ocidente não apenas está em perigo, mas está desesperadoramente em perigo. Seu texto propõe o engajamento na defesa do Ocidente para salvá-lo principalmente de seus inimigos internos, que seriam de longe os principais. (mais…)

Ler Mais

Uma ditadura de novo tipo. Por Marcio Sotelo Felippe

Na Cult

O regime da Constituição de 1988 acabou. Vivemos uma ditadura dissimulada, de novo tipo, com a aparência espectral de formas jurídicas e políticas de um Estado de direito.

O fim desse regime não seguiu o padrão histórico. Nós nos habituamos a ver uma ruptura quando uma Constituição é revogada e surge outra, seja por padrões democráticos, como a convocação de uma constituinte, seja por atos de força, como a outorga de um texto constitucional. Assim, por exemplo, o Estado Novo em 1937, a 5º República francesa em 1958, a Constituinte de 1945, a Carta de 1967 e sua alteração em 1969 e a própria Constituição de 1988. (mais…)

Ler Mais

Marcos Nobre: “Bolsonaro foi o candidato do colapso e precisa dele pra se manter no poder”

Para filósofo, eleição de militar reformado resultou da destruição do sistema político. Ele afirma que a frente democrática precisa repensar a democracia

por Felipe Betim, em El País

As forças políticas que não estão alinhadas ao governo de Jair Bolsonaro precisam se unir em torno de uma frente democrática para resistir às suas investidas autoritárias ao mesmo tempo em que buscam repactuar as regras da democracia brasileira. Essa é a opinião do filósofo Marcos Nobre, professor da UNICAMP e pesquisador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP). Sua tese é a de que o impeachment de Dilma Rousseff ainda não acabou, uma vez que o sistema político não se reorganizou desde então. “A eleição de Bolsonaro não foi de renovação, mas de destruição. E ele precisa do colapso pra se manter no poder”, argumentou, em entrevista ao EL PAÍS na última segunda. Para reconectar a sociedade ao sistema político, ele ainda defende que os partidos se abram através de prévias e mecanismos mais justos de distribuição dos recursos públicos partidários. Veja os principais trechos da conversa abaixo. (mais…)

Ler Mais