O bolsonarismo penetra em terreno minado

Trump, sua âncora geopolítica, se vai. E fim dos R$ 600 o colocará ou contra uma multidão de desamparados, ou em choque com a “classe dos 0,1%”, sua escora principal. Mas para fazê-lo temer, falta oposição que vá além das vacilações liberais

Por Juarez Guimarães*, em Outras Palavras

Após as eleições presidenciais de 2018, realizadas já em um ambiente de colapso democrático na sequência do golpe de 2016, houve um debate sobre como qualificar politicamente o novo governo, como avaliar a sua força e estabilidade e sobre qual caminho estratégico para enfrentá-lo. As divergências aí surgidas estão na base da dificuldade de unidade e de protagonismo nacional das esquerdas, que se manifestou durante estes dois últimos anos e nitidamente nas eleições municipais de 2020. Por isso, longe de ser apenas um exercício retrospectivo, um balanço de dois anos do governo Bolsonaro deve ser capaz de criar um campo de previsão, condicionado e prudencial, sobre sua dinâmica neste ano de 2021 capaz de orientar uma diretriz e um campo unitários de ação das esquerdas brasileiras.

(mais…)

Ler Mais

Incerteza com vacinas começa a corroer o governo

Falha tudo no primeiro dia do plano de distribuição de Pazuello. Atacada pelo Planalto, China atrasa remessa de princípio ativo. Ministro agora nega que tenha recomendado a cloroquina. Pesquisa atesta queda no apoio popular ao ex-capitão

Por Raquel Torres, em Outra Saúde

O REI DA LOGÍSTICA

Com o início da vacinação em São Paulo no domingo e a promessa de distribuir as doses de CoronaVac na segunda-feira, ficou difícil para o Ministério da Saúde manter sua ideia original de começar as aplicações em todos os (outros) estados ao mesmo tempo, no dia 20 de janeiro. Os governadores não iam querer ficar de braços cruzados até lá, e não faria sentido ter uma cerimônia celebrando o início da campanha nacional hoje, dois dias depois de a imunização já ter começado de fato em São Paulo. Então, ontem de manhã, no “ato simbólico de recebimento das vacinas” que promoveu com governadores, o ministro Eduardo Pazuello disse que eles estariam liberados para aplicar suas doses à tarde.

(mais…)

Ler Mais

Governo Bolsonaro sabia 10 dias antes de colapso em Manaus e necessidade de transferir pacientes

Documentos do Ministério da Saúde falam em “possibilidade iminente de colapso” desde 4 de janeiro

Por Bruno Fonseca, em Agência Pública

“Há possibilidade iminente de colapso do sistema de saúde, em 10 dias”, afirma um documento do ministro Eduardo Pazuello sobre o sistema de saúde de Manaus. O diagnóstico foi a principal conclusão de uma comitiva do Ministério da Saúde que visitou a capital do Amazonas mais de uma semana antes do colapso no sistema de saúde local. Exatos 10 dias depois, hospitais de Manaus esgotaram suas reservas de oxigênio com pacientes morrendo por asfixia. 

(mais…)

Ler Mais

A exigência da vacina e o risco da deslembrança

Contra os escroques, a saída possível é a imunização. Mas ela não nos protegerá de um sistema que devastou os serviços públicos, aprofundou o abismo das desigualdades e escancarou o divórcio com a natureza. Será preciso ir muito além

Por Antoni Aguiló*, no Público.es | Tradução: Rôney Rodrigues, em Outras Palavras

Diz Boaventura de Sousa que as sociedades atuais se dividem em dois grandes grupos populacionais: quem não pode esquecer e quem não quer recordar as injustiças de ontem e hoje. A dicotomia entre o esquecimento e a memória foi umas das que atravessou com mais força os debates éticos e sociais da segunda metade do século XX. As guerras mundiais, os totalitarismos, os fascismos, os campos de extermínio, os gulags e os crimes contra a humanidade exigiram uma reflexão sobre o dever de recordar sob o imperativo de que “Auschwitz não se repita”, nas palavras de Adorno.

(mais…)

Ler Mais

Vacina chega após arrogância e erros homéricos de uma diplomacia brasileira limitada. Por Jamil Chade

Brasil deixou de aderir inicialmente a uma coalizão global pelas vacinas em abril, que daria prioridade aos brasileiros com vacinas. Optou por uma política que minava a confiança na Coronavac e investiu num pacote negacionista que explica o colapso de Manaus e a dor de milhares de famílias

em El País

Aqui jaz os restos conceituais da política externa do governo de Jair Bolsonaro, responsável por isolar o país do grupo das grandes democracias do mundo e destruir a reputação de uma nação. Na lápide da diplomacia do Brasil, essa bem poderia ser a descrição para quem um dia for visitar o memorial dedicado às ideias, projetos e políticas que não sobreviveram à pandemia.

(mais…)

Ler Mais

Chefe do Itamaraty rejeita mudanças nas políticas externa e ambiental e espera “compreensão” de Biden

No Climainfo

Ao que tudo indica, o Brasil não pretende mudar uma vírgula de sua estratégia diplomática com os EUA de Joe Biden, mesmo sob o risco de intensificar o isolamento político do país. Em entrevista à Bloomberg, o chanceler Ernesto Araújo refutou qualquer mudança por parte do governo brasileiro e disse esperar um esforço de “compreensão mútua” para evitar problemas no relacionamento bilateral. Ele também minimizou as preocupações ambientais da comunidade internacional com o Brasil, “exageradas pela mídia local e internacional”. O Valor publicou uma tradução da entrevista.

(mais…)

Ler Mais

O Brasil é uma enfermeira preta vacinada. Por Thiago Amparo

Monica Calazans encarna a ciência e o serviço público a quem devemos o dia

Na Folha

Na política e na vida, imagens importam. Neste domingo (17), a cara do Brasil não é a do presidente da República espumando sandices pela boca ou a de seu ministro da Saúde, abestalhado, isolado no alto palco de sua irrelevância em uma entrevista coletiva que nada explica.

(mais…)

Ler Mais

PGR determina apuração sobre omissão dos governos do Amazonas e de Manaus e do Ministério da Saúde no combate à covid

Manaus enfrenta crise causada por falta de oxigênio. Augusto Aras também solicitou aos procuradores de Justiça providências no âmbito local

O procurador-geral da República, Augusto Aras, determinou neste sábado (16) abertura de inquérito no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para apurar eventual omissão do governador do estado do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e da Prefeitura de Manaus quanto à adoção das medidas necessárias ao enfrentamento da pandemia de covid-19, especialmente no tocante ao fornecimento de oxigênio medicinal.

(mais…)

Ler Mais

Falta de oxigênio em Manaus: “É desumano pedir 6 mil reais num cilindro”

Na corrida contra o tempo para salvar familiares com Covid-19, manauaras relatam abuso nos preços e desespero para juntar dinheiro em meio ao colapso da saúde

Por Thiago Domenici, da Agência Pública

Enquanto mais de 50 países já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil vê pacientes em Manaus perderem a vida asfixiados por falta do elemento mais essencial da sobrevivência humana, o oxigênio. 

(mais…)

Ler Mais