Tempos sombrios, tempos de ternura

Mesmo o ódio justo transforma as feições e torna rouca a voz, embrutece a alma e pode aviltar os fins éticos justos. Neste momento é necessário um distanciamento muito difícil para que não nos percamos na lama destes tempos sombrios. Talvez seja esta a dimensão ética que nos distingue da barbárie e que impede que nos misturemos à mesma lama de ódio que ela secreta

Por Mauro Luis Iasi*, no Blog da Boitempo

“Posso compreender que um homem aceite as leis que
protegem a propriedade privada e admita sua acumulação,
desde que nessas circunstâncias ele próprio seja capaz de atingir
alguma forma de existência harmoniosa e intelectual.
Parece-me, porém, quase inacreditável que um homem cuja existência
se perdeu e abrutalhou por força dessas mesmas leis possa
vir a concordar com sua vigência […] devem ser muito tolos”

Oscar Wilde, A alma do homem sob o socialismo

(mais…)

Ler Mais

Geógrafo alerta para desmonte da Funai

Professor do IG vê “cenário bastante trágico para as populações indígenas”

por Luiz Sugimoto, em Unicamp

O professor Vicente Eudes Lemos Alves, do Instituto de Geociências (IG) da Unicamp, ressalva que não é um estudioso da questão indígena, embora coordene um projeto de extensão junto à população Guarani da aldeia Rio Silveira, em Bertioga – ali vivem cerca de 500 indígenas da etnia Mbya, sendo que as outras duas ramificações, Nhandeva e Kaiowá, estão concentradas especialmente no Mato Grosso do Sul. A sua área de pesquisa, contudo, envolve o agronegócio e a expansão da fronteira agrícola, bem como seus impactos nas populações agroextrativistas – indígenas, quilombolas, geraizeiros –, autorizando-o a opinar sobre as medidas anunciadas pelo governo Bolsonaro logo no dia da posse e que apontam para um desmonte da Funai.

(mais…)

Ler Mais

‘Não bastasse Trump, agora Bolsonaro nos cria dificuldades’, diz líder de associação de imigrantes brasileiros nos EUA

Por João Fellet, da BBC News Brasil em São Paulo

A declaração do presidente Jair Bolsonaro de que “a grande maioria dos imigrantes em potencial não tem boas intenções nem quer fazer bem ao povo americano” amplia o estigma sobre centenas de milhares de brasileiros que vivem nos EUA e enfrentam dificuldades crescentes, diz à BBC News Brasil Natalícia Tracy, dirigente de uma das principais associações de imigrantes brasileiros no país.

(mais…)

Ler Mais

Passo a passo para acabar com um projeto de país

Ao aliar políticas ultraliberais com um retrógrado projeto social, governo Bolsonaro coloca em risco a soberania nacional – e risco pode ser mais nefasto que uma ocupação estrangeira

Um ensaio de Samuel Pinheiro Guimarães, em Outras Palavras

1. O Presidente Bolsonaro se propõe regenerar o Brasil e fazer com que a sociedade e o Estado brasileiro retornem à sua pureza original, deturpada que teria sido pelo socialismo, comunismo e petismo.

(mais…)

Ler Mais

‘Grande maioria dos imigrantes não tem boas intenções nem quer fazer o bem aos americanos’, afirma Bolsonaro à Fox News

Presidente diz que ‘quem pensa em socialismo deve olhar para a experiência da França’

Por André Duchiade, em O Globo

O presidente Jair Bolsonaro comentou aspectos variados de seu governo em entrevista à Fox News transmitida na madrugada desta terça-feira no Brasil, de acusações de possíveis vínculos com um dos acusados do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) ao vídeo de uma cena de escatologia que divulgou no Twitter após o carnaval, passando porVenezuela e imigração nos EUA. 

(mais…)

Ler Mais

Nota da AJD de repúdio ao ataque às instituições indispensáveis ao Estado Democrático de Direito e Garantias Fundamentais

A Associação Juízes para a Democracia (AJD), entidade não governamental e estatutariamente não corporativa, repudia veementemente os ataques ao Supremo Tribunal Federal em momento no qual coloca em pauta e se prepara para julgamento de ação da qual poderá resultar o reconhecimento do princípio da inocência até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória, tal como esculpido na Constituição da República, sem prejuízo das prisões processuais como prisão em flagrante, prisão temporária e prisão preventiva, nos casos previstos em lei.

(mais…)

Ler Mais

Atmosfera em universidades brasileiras preocupa organização internacional que protege acadêmicos ameaçados

Em entrevista à Pública, pesquisadora do Scholars at Risk diz que tem sido procurada por professores que querem deixar o país temendo pela própria vida

Por Natalia Viana, na Pública

Desde as eleições, as universidades brasileiras têm se tornado um campo de batalha onde crescem as denúncias de assédio, achaques e ameaças contra professores que são identificados como “de esquerda”. No final de outubro, pouco antes de 17 campi universitários serem invadidos pela polícia por manterem cartazes com mensagens antifascistas, professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) receberam uma carta anônima listando o nome de 15 docentes e estudantes de ciências humanas ameaçados de serem “banidos” da instituição depois da posse de Jair Bolsonaro. A carta detalha que todas as pessoas nomeadas desenvolvem pesquisas e trabalham com o público LGBT, ou seriam “lésbicas, gays, prostitutas e partidários de esquerda”.

(mais…)

Ler Mais

A morte como política. Por Marcelo Semer

Na Cult

Há um ano atrás, quando a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram cruelmente assassinados, a campanha presidencial já estava a todo vapor. Os pretendentes ao Planalto cuidaram de manifestar solidariedade e indignação com o bárbaro crime. Exceto o então deputado Jair Bolsonaro, que preferiu o silêncio, sob o pretexto de que uma manifestação sua seria “muito polêmica”.

(mais…)

Ler Mais

A Lava-Jato e a ANPR contra a procuradora-geral da República: mais um desserviço ao País. Por Eugênio Aragão

Pretendem que sua “independência funcional” tudo pode, como se soberanos fossem

No GGN

O ministério público federal (mpf, com iniciais minúsculas mesmo) chegou ao fundo do poço. Entre tapas, arranhões e puxadas de cabelo, a instituição parece mostrar, de público, que não está à altura de sua missão constitucional. Nunca se viu tamanha degradação. Alguns membros lá da província do sul, embevecidos com a reputação que ilicitamente construíram na famigerada “operação Lava-Jato”, perderam todas as estribeiras e passaram a ignorar a lei, a chefia e até os princípios que regem o funcionamento de sua casa. Pretendem que sua “independência funcional” tudo pode, como se soberanos fossem.

(mais…)

Ler Mais