Racismo mata: o caso do Carrefour e outros tantos Brasil adentro

Por Vera Lúcia Santana Araújo*, em ConJur

20 de Novembro é Dia da Consciência Negra. Conquista arrancada pelo Movimento Negro para assinalar a persistência do racismo que estrutura e dá forma ao Brasil, a data segue sendo uma construção renovada pelas forças vivas da negritude e homenageia nosso líder quilombola, revolucionário, Zumbi dos Palmares.

(mais…)

Ler Mais

Douglas Belchior sobre Carrefour: “Foi um protesto desproporcional. Eles nos matam”

Ao Brasil de Fato, liderança do movimento negro no país defende subir o tom em protestos: “Acabou a paciência”

Por Igor Carvalho, no Brasil de Fato

Uma das lideranças do movimento negro no Brasil, Douglas Belchior está incomodado. Quando chegou à manifestação da última sexta-feira (20), na avenida Paulista, em São Paulo, que deveria ser um ato pelo Dia da Consciência Negra e se tornou mais um protesto em repúdio à morte de um homem negro, o militante disparou. “Até quando? Está insuportável.”

(mais…)

Ler Mais

Nota pública da ONU Brasil sobre a morte de João Alberto Silveira Freitas

A ONU Brasil manifesta solidariedade à família de João Alberto Silveira Freitas, que foi brutalmente agredido na noite de 19 de novembro de 2020 e veio a óbito em seguida, na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

A violenta morte de João, às vésperas da data em que se comemora o Dia da Consciência Negra no Brasil, é um ato que evidencia as diversas dimensões do racismo e as desigualdades encontradas na estrutura social brasileira. Milhões de negras e negros continuam a ser vítimas de racismo, discriminação racial e intolerância, incluindo as suas formas mais cruéis e violentas. Dados oficiais apontam que a cada 100 homicídios no país, 75 são de pessoas negras. O debate sobre a eliminação do racismo e da discriminação racial é, portanto, urgente e necessário, envolvendo todas e todos os agentes da sociedade, inclusive o setor privado.

(mais…)

Ler Mais

Caso João Beto: presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados pede urgência na investigação

Por Pedro Calvi / CDHM

O soldador de portões João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos e negro, foi espancado e morto por dois homens brancos, na noite desta quinta-feira (19), em uma unidade da Rede Carrefour, na zona norte da capital gaúcha. João Beto, como era conhecido, deixa mulher, [quatro filhos] e uma enteada.

Os dois agressores trabalhavam como seguranças no supermercado. Eles foram presos em flagrante. Um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar. O outro é segurança da loja e está em um prédio da Polícia Civil. Um deles não tem o registro nacional para atuar na profissão, mas a polícia não informou qual dos dois. Ambos são funcionários de uma empresa terceirizada.

(mais…)

Ler Mais

Um pacto entre as organizações do Movimento Negro Brasileiro: a Coalizão Negra por Direitos

“A gente não nasce negro, a gente se torna negro. É uma conquista dura, cruel e que se desenvolve pela vida da gente afora. Uma pessoa negra que tem consciência de sua negritude está na luta contra o racismo.” – Lélia Gonzalez

Por Tatiana Lima. no Rio On Watch

Se a população negra é maioria no país —quase 54% entre pretos e pardos, segundo o IBGE, o que torna o Brasil a segunda maior nação negra, após só a Nigéria— por que a população negra não ocupa espaços de poder? Por que o movimento negro organizado brasileiro não é considerado uma voz a ser ouvida para a construção e ação de um projeto de país? Por que somente 17,8% dos parlamentares no Congresso Nacional são negros e pardos?

(mais…)

Ler Mais

Caso de indígenas Chiquitano chacinados pela polícia brasileira segue impune

Assassinatos ocorreram em agosto e policiais responsáveis seguem trabalhando normalmente, apesar de pedido de afastamento

Por Nanda Barreto, no Cimi

A chacina de indígenas do povo Chiquitano mortos pela polícia brasileira em agosto deste ano segue impune. Os familiares de Paulo Pedraza Chore, Ezequiel Pedraza Tosube, Yonas Pedraza Tosube e Arcindo Sumbre García, que vivem em San José de la Frontera, na Bolívia, exigem a apuração do caso. “Eu espero que se faça justiça. Agora eu fiquei só, com nossos dois filhos e meu marido era o único que me ajudava”, diz, consternada, Fabíola Tosube, viúva de Yonas.

(mais…)

Ler Mais

Extermínio de negros, o empreendimento mais bem-sucedido do Brasil

Por Breiller Pires, no El País

Esqueça a Bolsa de Valores ou a especulação imobiliária. O negócio que nunca sai de moda nem apresenta risco ao investidor é o racismo à brasileira. Fundada na colonização, capitalizada na escravidão e repaginada na era das redes sociais, a discriminação racial se consolida cada vez mais como o título de renda mais sólido para governos, empresas e pessoas físicas que lucram com a eliminação de corpos negros. Nem mesmo o brutal assassinato de João Alberto Freitas, o Beto, espancado por seguranças na porta do Carrefour, em Porto Alegre, ameaça a estabilidade dos rendimentos. Afinal, toda a cartela de aplicações está estruturada sobre a lógica da diversificação das formas de opressão e massacre.

(mais…)

Ler Mais

Os indígenas nos ensinam sobre resistência e sobre esperança. Entrevista especial com Roberto Liebgott

“Está em curso uma ação genocida do governo federal, planejada para o extermínio indígena, que se implementa por meio desta antipolítica”, diz o coordenador do Conselho Indigenista Missionário – Cimi Sul

Por: João Vitor Santos, em IHU On-Line

Um dos organizadores do relatório “As violências contra os povos indígenas no Brasil”, produzido pelo Cimi, Roberto Liebgott diz que os dados sobre a  violência contra os povos originários em 2019, “diferentemente de outros anos, indicam haver uma espécie de institucionalização das agressões“. Segundo ele, essa situação se manifesta na “execução de uma antipolítica indigenista por parte do governo federal, que vem alicerçada no tripé da  desconstitucionalização dos direitos, da desterritorialização dos povos  e da tentativa de integração dos indígenas à sociedade majoritária“.

(mais…)

Ler Mais

“Fogueirinha”, diz Heleno ao minimizar aumento das queimadas na Amazônia

ClimaInfo

A viagem de embaixadores europeus à Amazônia, liderada por Mourão & Cia., parece não ter sensibilizado o ministro-general Augusto Heleno, que acompanha a comitiva. Em uma declaração no mínimo curiosa, o chefe do SN… ops, Gabinete de Segurança Institucional (GSI) minimizou o recorde histórico de queimadas na floresta. “Passamos por cima e ressaltamos que tem algumas áreas de queimada, mas isso é totalmente deturpado, porque é colocado fora de contexto, que é uma coisa majestosa, e fica virando uma fogueirinha ali. Isso é ruim pra gente”. Heleno afirmou também que, se a floresta estivesse realmente pegando fogo, ia “chegar fumaça em Londres e Paris”. Mas, de acordo com o INPE, o total de queimadas no Amazonas, palco da excursão diplomática, chegou a 16.333 em 2020, sendo 153 focos ativos apenas nos primeiros dias de novembro. Este já é um recorde anual histórico para o estado.

(mais…)

Ler Mais

Com viagem de embaixadores à Amazônia e campanha publicitária, governo Bolsonaro prepara “guerra de narrativas”

ClimaInfo

Incapaz de conter a devastação ambiental, o governo federal preferiu investir em publicidade para responder à pressão internacional contra o desmatamento e as queimadas na Amazônia. A 1ª ação será a visita de embaixadores europeus à região amazônica, prevista para acontecer nesta semana. Encabeçada por Mourão, a delegação passará por Manaus, São Gabriel da Cachoeira e Maturacá, no Amazonas – nenhuma delas no arco do desmatamento. Para aplacar as críticas da Europa, a ideia do Palácio do Planalto é mostrar aos diplomatas as ações empreendidas pelo governo para a proteção na floresta. Já os embaixadores pretendem aproveitar a viagem para ampliar o diálogo não apenas com o governo federal, mas também com atores da sociedade civil e autoridades estaduais e municipais. Nesse sentido, representantes da União Europeia participaram na última 6ª feira (30/10) de uma videoconferência com entidades ambientalistas e indígenas, segundo o G1.

(mais…)

Ler Mais