‘E Quanto às Pessoas?’ Desenvolvimento Comunitário Sustentável no Rio, Parte 2—Ferramentas de Planejamento

Esta é a segunda matéria, de uma série de duas partes, de uma resenha do livro ‘Social Sustainability, Climate Resilience and Community-Based Urban Development: What About the People?’ (Sustentabilidade Social, Resiliência Climática e Desenvolvimento Comunitário Urbano: E Quanto às Pessoas?), de Cathy Baldwin e Robin King, incorporando conceitos que contribuem para pensar sobre as favelas do Rio. Leia a primeira parte aqui

por Patricia Basile e Priscilla Mayrink, em RioOnWatch

Sustentabilidade Social, Resiliência Climática e Desenvolvimento Comunitário Urbano: E Quanto às Pessoas? deixa claro que o ambiente construído tem grande impacto sobre a sustentabilidade social* de uma comunidade, como discutido na primeira matéria desta série. Esta matéria enfoca especificamente nas ferramentas apresentadas pelos autores que podem ser úteis para líderes de favelas do Rio que buscam fazer intervenções em seu ambiente construído e social. (mais…)

Ler Mais

MPF/SC denuncia seis pessoas pelo falso suicídio de Higino João Pio durante a ditadura militar

Higino era prefeito de Balneário Camboriú quando foi preso e morto no cárcere

Ministério Público Federal em SC

O Ministério Público Federal em Santa Catarina (MPF/SC) protocolou na Justiça Federal denúncia relativa a crimes cometidos pela ditadura militar. O caso trata da montagem do suicídio do então prefeito de Balneário Camboriú, Higino João Pio, nas dependências da Escola de Aprendizes Marinheiros, em Florianópolis, ocorrido no dia 3 de março de 1969. Foram denunciadas seis pessoas e pedida a extinção da punibilidade de outros seis envolvidos, em decorrência de seu falecimento. (mais…)

Ler Mais

A história esquecida do 1º barão negro do Brasil Império, senhor de mil escravos

Por 

Um próspero fazendeiro e banqueiro do Brasil nos tempos do Império, dono de imensas fazendas de café, centenas de escravos, empresas, palácios, estradas de ferro, usina hidrelétrica e, para completar a cereja do bolo, de um título de barão concedido pela própria Princesa Isabel. A biografia do empresário mineiro Francisco Paulo de Almeida, o Barão de Guaraciaba, não seria muito diferente de outros nobres da época não fosse um detalhe importante: ele era negro em um país de escravos. (mais…)

Ler Mais

MPF fará nova missão por mortos e desaparecidos políticos do Araguaia

No GGN

A Comissão Especial sobre Mortos e Desparecidos Políticos (CEMDP), que tem como presidente a procuradora federal dos Direitos do Cidadão adjunta, Eugênia Augusta Gonzaga, e como membro, o procurador da República, Ivan Marx, realiza nesta semana, entre os dias 16 e 20 de julho, expedição à região do Araguaia. Na ocasião, serão feitas atividades de escavação, de reconhecimento e de georreferenciamento de possíveis novos pontos inumação de desaparecidos políticos, bem como oitivas de testemunhas e visitas a locais de memória. (mais…)

Ler Mais

Seminário discutirá genocídio e etnocídio contra os povos indígenas durante a ditadura militar

Evento será realizado no Auditório Wilson Fonseca, do Campus da Unidade Rondon, da Ufopa, em Santarém, no dia 11 de julho, a partir das 14h30.

Por G1

Um seminário discutirá genocídio e etnocídio praticados pelo governo brasileiro contra os povos indígenas durante a ditadura (1964-1985), com ênfase na abordagem histórica, antropológica e as novas informações desveladas pela Comissão Nacional da Verdade.

(mais…)

Ler Mais

PFDC quer identificar universidades e institutos federais que homenageiam autores de crimes na ditadura

Instituições deverão informar a existência de títulos honoríficos, nomes de prédios, salas, espaços, praças ou logradouros de campi com alusão a responsáveis por violações de direitos

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC/MPF)

Universidades e Institutos Federais de Educação de todo o Brasil deverão informar ao Ministério Público Federal (MPF) sobre a existência de homenagens concedidas a quaisquer dos 377 autores de graves violações de direitos humanos praticados durante a ditadura no Brasil já identificados no Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade. (mais…)

Ler Mais

MPF-SP denuncia ex-agente do Doi-Codi por assassinato de militante político cujos restos mortais ficaram sem identificação por 47 anos

O militar e o legista que falsificou dados da necrópsia de Dimas Casemiro também são acusados por ocultação de cadáver

Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

O Ministério Público Federal denunciou o ex-suboficial do Exército, Carlos Setembrino da Silveira, pelo assassinato do dirigente do Movimento Revolucionário Tiradentes, Dimas Antônio Casemiro, em 17 de abril de 1971, em São Paulo. Também foi denunciado, por falsidade ideológica, o ex-médico legista Abeylard de Queiroz Orsini, que omitiu informações no laudo necroscópico da vítima.  (mais…)

Ler Mais

Governo Temer suspende pedido de desculpas às vítimas da ditadura

Comissão de Anistia, ligada ao Ministério da Justiça e que julga casos de perseguições políticas daquele período, decidiu acabar com o ritual do perdão. Decisão final é do ministro da Justiça

Na Gazeta do Povo

A atual composição da Comissão de Anistia, vinculada ao Ministério da Justiça e que julga desde 2002 casos de perseguições aos opositores do regime militar, decidiu suspender um dos atos mais aguardados nesse tipo de julgamento: o pedido de desculpas do Estado brasileiro às vítimas da ditadura. (mais…)

Ler Mais

Rocinha Histórica Tour #RedeFavelaSustentável

por Jessica Depies, em RioOnWatch

“É enorme. E a história dela é maior ainda.” Essa é a apresentação, por Fernando Ermiro, da Rocinha, a maior e uma das mais conhecidas favelas do Rio, na Zona Sul da cidade.

Se tem alguém que pode falar da história da comunidade, é ele. Nascido e criado na Rocinha–ele se auto-denomina “autóctone” da comunidade–Fernando é formado em História pela PUC-Rio. Apesar de ter frequentado uma universidade particular e seleta, Fernando encontrou falhas nas aulas de história. “Dentro do curso de história, o que me interessava? História do Brasil, História das Américas. Mas nada fazia sentido. Eu não tinha nenhuma identificação com aquela história. A História do Brasil [como ensinada] não tem nada a ver com o povo brasileiro”. A partir dessa crítica aos estudos tradicionais da história, surgiu a vontade de Fernando em concentrar-se nas histórias da sua própria comunidade, sua história social. (mais…)

Ler Mais

MPF/MG: audiência pública discute efetivação de recomendações sobre crimes da ditadura militar

As recomendações são um dos resultados da investigação feita pela Comissão Regional da Verdade do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba Ismene Mendes

Ministério Público Federal em Minas Gerais

O Ministério Público Federal (MPF) em Minas Gerais realizou no dia 25 de maio, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU), audiência pública para discutir meios de viabilizar as recomendações feitas no Relatório II da Comissão Regional da Verdade do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba Ismene Mendes. (mais…)

Ler Mais