O mundo em que vivemos perigosamente. Por Marcio Sotelo Felippe

Na Revista Cult

Johanna Altvater nasceu em Minden, Vestfália, em 1920, filha de operários. Em 1935 fez um curso de secretária comercial. Foi descrita na juventude como uma “mistura de moleca e namoradeira engraçada”. Em seu primeiro trabalho registraram ser “pontual, trabalhadora, honesta e muito interessada no trabalho”. Casou-se em 1953, adotando o nome do marido, Zelle. Não teve filhos naturais, mas tomou a seus cuidados uma criança de seis anos. Pagou seus estudos e depois a adotou. Morreu em Detmund, em 2003, aos 84 anos de idade.

(mais…)

Ler Mais

Para além da paranoia delirante. Por Marcelo Semer

Na Revista Cult

Eugenio Raul Zaffaroni, em seu recente Doutrina penal nazista (Tirant Brasil), reúne alguns textos sobre as bases filosóficas e jurídicas do nazismo, como o romantismo jurídico e a fixação antissemita. Sobre o delírio racista, afirma: “Estas loucuras não são apenas de autoria de personagens secundários do pensamento jurídico, mas também dos de primeira fila, cujas teorias às vezes parecem renascer sob roupagens inimagináveis”.

(mais…)

Ler Mais

De liderança respeitada a servilismo abjeto. Por Luiz Augusto Estrella Faria

O Brasil foi convertido em uma desprezível figura servil aos Estados Unidos

No A Terra é Redonda

As antigas civilizações humanas foram, em sua maioria, erigidas em sociedades multiétnicas nas quais uma delas exercia dominação sobre as demais. Esse tipo de organização política conhecemos como impérios, nos quais o povo conquistador submetia os demais pela força e os explorava economicamente, em geral na forma de pagamento de tributos ou de trabalho forçado e, em sua variante mais brutal, a escravidão.

(mais…)

Ler Mais

Assistimos à instalação de ampla e violenta visão de mundo. Por Felipe Milanez

Na Carta Capital

Mentiras absurdas na ONU propaladas ao mundo inteiro ecoaram o fogo no Pantanal, fogo na Amazônia, fogo no Cerrado e acobertaram a proteção ao agronegócio e a mineradoras, a perseguição e ameaças a lideranças indígenas.

Junte-se a isso terror, intimidação, agressividade, autoritarismo e frases como: “e daí se eu levar os missionários” para evangelizar os índios, “qual o problema?”; morrem 140 mil pessoas e “daí?”; morre sertanista da Funai em meio a invasão de terras indígenas e segue o silêncio.

(mais…)

Ler Mais

O bolsonarismo está encurralado e vivendo de bravatas. Por João Filho

No The Intercept Brasil

DEPOIS QUE O STF decidiu colocar freios no projeto bolsonarista de destruição da democracia, o golpismo do Planalto, que já vinha numa escalada, chegou ao degrau mais alto. Na manhã da última terça-feira, 16 de junho, o ministro Alexandre de Moraes determinou o cumprimento de 26 mandados de busca e apreensão e a quebra de sigilo bancário de 10 deputados e um senador bolsonaristas. À noite, Bolsonaro escreveu nas redes sociais um comunicado cifrado, repleto de mentiras delirantes, mas que deixa claro que a opção do golpe de estado está sobre a sua mesa.

(mais…)

Ler Mais

Nota oficial da Presidência do Supremo Tribunal Federal

Infelizmente, na noite de sábado, o Brasil vivenciou mais um ataque ao Supremo Tribunal Federal, que também simboliza um ataque a todas as instituições democraticamente constituídas.

Financiadas ilegalmente, essas atitudes têm sido reiteradas e estimuladas por uma minoria da população e por integrantes do próprio Estado, apesar da tentativa de diálogo que o Supremo Tribunal Federal tenta estabelecer com todos, Poderes, instituições e sociedade civil, em prol do progresso da nação brasileira.

(mais…)

Ler Mais

Os delírios e mentiras de Bolsonaro isolaram o Brasil da América Latina, China, Europa e até dos EUA. Por João Filho

No The Intercept Brasil

O BEM-SUCEDIDO projeto de destruição da democracia do governo Bolsonaro está promovendo uma lenta e dolorosa morte da reputação do país. Com a chegada da pandemia, ficou claro para o mundo que o Brasil está nas mãos de conservadores xucros, fundamentalistas religiosos e psicopatas dispostos a empurrar compatriotas para o cemitério em nome da salvação da economia. Se antes já havia motivos de sobra para a desconfiança internacional, agora a coisa ficou escancarada.

(mais…)

Ler Mais

Brasil está a pouca distância de uma tragédia monstruosa. Por Janio de Freitas

Os ditos de Bolsonaro e seu grupo são demonstrações de alienação

Na Folha

Com a histórica indiferença por seu destino, o Brasil está a caminho de todos os recordes negativos cabíveis na pandemia, já alcançados alguns deles. Como a rapidez de disseminação e a mais deficiente comunicação/conscientização dos riscos, orientadas por um governante (sic) que se dedica a incitar e encabeçar aglomerações com propostas criminalmente golpistas.

(mais…)

Ler Mais

Leite, racismo e neonazismo

Por Joana Monteleone, no Brasil de Fato

Alimentos e ingredientes têm sido usados muitas vezes na história como marcas de distinção cultural, social e racial.

Hoje, vemos imagens de racistas brancos consumindo leite nas redes sociais como prova de uma suposta superioridade genética. O leite, assim, passou a ser um código, um símbolo de um grupo social que se orgulha de partilhar uma característica genética, a de ser tolerante à lactose. 

(mais…)

Ler Mais