MPF quer solução do Comitê da Bacia Hidrográfica sobre variações intensas na vazão do Rio São Francisco

Câmara técnica tem chance de assumir o protagonismo em controvérsia que causa sérios danos ao meio ambiente em Alagoas e Sergipe

MPF

Na próxima quinta-feira (23), o Ministério Público Federal acompanhará reunião da Câmara Técnica Institucional e Legal (CTIL), do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), em Recife (PE). Na ocasião, os técnicos analisarão a admissibilidade do Procedimento de Resolução de Conflito de Uso dos Recursos Hídricos provocado pelo MPF, em razão das intensas variações na vazão do Rio São Francisco causada pela Hidrelétrica de Xingó, situada entre os estados de Alagoas e Sergipe. (mais…)

Ler Mais

Exploração de potássio no Amazonas avança sem consultar populações indígenas e ribeirinhas

Por Carlos Henrique Silva (Comunicação CPT Nacional), com informações da CPT Regional Amazonas e Cimi Regional Norte 1 

Alardeada pelo governador do Amazonas como a solução para o desenvolvimento do estado, inclusive com a presença do vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, a extração de potássio em Autazes (AM) tem se configurado como uma realidade cada vez mais irreversível, ignorando os potenciais danos às populações ribeirinhas e principalmente indígenas do povo Mura, que já possuem um protocolo de Consulta Prévia, Livre e Informada elaborado desde 2019. Esse é um direito garantido pela Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e que o Brasil tem o dever de cumprir, uma vez que é signatário. (mais…)

Ler Mais

Comunidades indígenas e ribeirinhas reivindicam ação mais efetiva do Estado diante da extração ilegal de madeira no Rio Mamuru

Por Carlos Henrique Silva (Comunicação CPT Nacional), com informações de Manuel do Carmo da Silva Campos (CPT Regional Amazonas)

Intitulada de “Operação Mamuru”, uma ação de fiscalização foi deflagrada de 10 a 16 de março pela Marinha do Brasil, Polícia Federal, IBAMA, ICMbio e FUNAI, nas calhas dos Rios Mamuru e Uaicurapá, na fronteira entre Amazonas e Pará. A operação é uma resposta às inúmeras denúncias dos indígenas da etnia Saterê-Mawe sobre a exploração ilegal de madeira, encaminhadas ao Ministério dos Povos Indígenas (MPI), além de denúncias endereçadas ao Ministério Público Federal (MPF) pelo Coletivo em Defesa do rio Mamuru, do qual fazem parte comunidades ribeirinhas e diversos movimentos populares, como a Comissão Pastoral da Terra (CPT) Amazonas / Equipe Diocese de Parintins. (mais…)

Ler Mais

Belo Monte desestruturou um ecossistema e as vidas de indígenas, ribeirinhos e pescadores

Obra de R$ 19 bilhões alterou o curso do rio Xingu, deslocou dezenas de milhares de pessoas e matou espécies da flora e fauna locais.

ClimaInfo

Desde novembro de 2021, a hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, opera sem licença ambiental, que venceu na ocasião. Desde então, a Norte Energia, dona da usina, tenta aqui e ali passar uma imagem de bom-mocismo e “limpar” um projeto que, além de ineficiente em termos de energia, provocou impactos ambientais e sociais profundos. Basta ir até a região para verificar. (mais…)

Ler Mais

De Olho nos Ruralistas lança série de vídeos sobre cultura e povos do campo

Episódios do especial De Olho na Cultura serão publicados às sextas-feiras; temas vão de festas populares ao trabalho de artistas e intelectuais, destacando o protagonismo dos povos indígenas, quilombolas e camponeses; canal do observatório no YouTube completa 10 anos em março

Por Nanci Pittelkow, em De Olho nos Ruralistas

O programa De Olho na Cultura ganhou espaço próprio e terá episódios lançados semanalmente, toda sexta-feira. O primeiro, sobre a multiplicidade criativa e o engajamento social e ambiental do músico francês Manu Chao, já está no ar. “A ideia da série é abordar a cultura ligada aos povos do campo, incluindo indígenas, quilombolas, sem-terra, camponeses, ribeirinhos e outros povos tradicionais”, explica Luís Indriunas, um dos roteiristas do canal. “A obra de artistas engajados com as causas dos povos do campo também são destaque do programa”. (mais…)

Ler Mais

Comunidades da Reserva Extrativista do Rio Ituxi (AM) pedem socorro por assistência em Saúde

Por Carlos Henrique Silva (Comunicação CPT Nacional), com informações da comunidade local

Com cerca de 123 famílias, a Reserva Extrativista (RESEX) do Rio Ituxi, situada no município de Lábrea (sul do Amazonas), continua a enfrentar o adoecimento dos seus moradores e moradoras. As comunidades ribeirinhas já haviam denunciado a morte de peixes e a contaminação da água com suspeita de uso de agrotóxicos, mas muito pouco foi feito de concreto, em relação a políticas públicas de atendimento à Saúde por parte do Estado ou do município. (mais…)

Ler Mais

Comunidades ribeirinhas do Rio Ituxi (AM) denunciam sofrimento com os danos causados pelos agrotóxicos

Por Carlos Henrique Silva (Comunicação CPT Nacional) e Luis Antonio Fernández (CPT Lábrea), com apoio da comunidade local

*Utilizamos nomes fictícios para proteger a identidade das pessoas e comunidades

Moradora de uma comunidade extrativista às margens do Rio Ituxi, um dos afluentes do Rio Purus em Lábrea (AM), dona Maria* costuma banhar sua bebê de 1 ano nas águas do rio como sempre fez durante a vida, junto com a comunidade local. Mas na quinta-feira da semana passada, algo aconteceu diferente: “Dei banho na minha filha de tarde, e na mesma noite, ela já começou a ter febre, frio, um monte de carocinhos na pele, e fica na rede sem conseguir aguentar nem usar uma roupa no corpo.” (mais…)

Ler Mais