Terras adquiridas antes da Constituição não estão isentas de serem demarcadas

Tribunal considerou ilegítimo pedido feito pela Federação da Agricultura e Pecuária do MS

Procuradoria Regional da República da 3ª Região

Desde a implementação da Constituição de 1988, a demarcação de terras tradicionalmente ocupadas pelos índios tem sido um fator constantemente presente nos conflitos entre as comunidades indígenas brasileiras e ruralistas. No dia 30 de agosto, o Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF-3) negou, mais uma vez, apelação da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL) sobre o tema. (mais…)

Ler Mais

Candidato ao governo pernambucano pertence a família recordista em trabalho escravo

Em oito anos, 1.406 trabalhadores foram resgatados da Destilaria Araguaia; irmão do senador Armando Monteiro foi condenado à prisão por gestão fraudulenta

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

Com apenas quatro deputados federais vinculados à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Pernambuco não está entre os estados mais representativos na bancada ruralista. No entanto, assim como o vizinho Alagoas – veja na reportagem “Usineiros e seus defensores dão as cartas na política alagoana“– a política pernambucana é historicamente dominada por famílias usineiras. (mais…)

Ler Mais

Usineiros e seus defensores dão as cartas na política alagoana

Entre nove deputados federais, cinco são de famílias ligadas ao setor da cana; em mundo de dívidas bilionárias, políticos enriquecem durante mandatos

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

O coronelismo não morreu. Se, em Brasília, os deputados e senadores alagoanos circulam entre as altas esferas de decisão, em Alagoas o poder político e econômico continua, há décadas, concentrado nas mesmas famílias. Trata-se de um estado, ainda hoje, dominado por famílias usineiras. Isso se reflete na representação parlamentar: dos nove deputados federais eleitos em 2014, cinco vêm de famílias ligadas ao setor sucroalcooleiro. (mais…)

Ler Mais

Um aborto a cada quatro grávidas

A cidade em que o agrotóxico glifosato contamina o leite materno e mata até quem ainda nem nasceu

por Nayara Felizardo, em The Intercept Brasil

O filho de Maria, Félix, de 21 anos, resistiu pouco mais de seis meses de gestação. Morreu ainda no ventre, com apenas 322 gramas. A causa do aborto, que aconteceu com 25 semanas de gravidez, foi má formação: o bebê tinha o intestino para fora do abdômen e também problemas no coração. Não é incomum que as mães da região percam seus filhos precocemente. O bebê de Maria, ao que tudo indica, foi mais uma vítima precoce do agrotóxico glifosato, usado em grandes plantações de soja e de milho em Uruçuí, a 459 km de Teresina, no Piauí. (mais…)

Ler Mais

Líder do governo Temer, deputado sergipano André Moura (PSC) lidera indicações na Funai

Articulador do impeachment de Dilma Rousseff, parlamentar controla Dataprev e tem o poder de nomear e barrar presidentes do órgão indigenista

Por Bruno Stankevicius Bassi, no De Olho nos Ruralistas

O ano de 2016 foi decisivo para o deputado federal André Moura (PSC-SE). Pouco conhecido até então, ele foi catapultado de membro do baixo clero a líder do governo na Câmara. Além de articulador pessoal de Michel Temer. Nos últimos dois anos, acumulou prestígio a ponto de controlar a indicação de cargos-chave na Fundação Nacional do Índio (Funai). Ele ganhou o direito de lotear uma estatal, a Dataprev, entre parentes e correligionários. (mais…)

Ler Mais

Lobby em defesa dos produtores de café é marca da bancada capixaba

Senador Ricardo Ferraço (PSDB) e deputado Evair de Melo (PP) estão entre os mais ativos na defesa desse setor; dois membros da FPA são candidatos ao governo do estado

Por Alceu Luís Castilho, em De Olho nos Ruralistas

A foto principal desta reportagem parece a de dois garotos-propaganda. São eles o deputado Evair de Melo (PP) e o senador Ricardo Ferraço (PSDB). E não deixam de ser. Os parlamentares assumem um papel específico na defesa do setor cafeeiro. Não foi difícil achar foto similar – com Ferraço e o governador Paulo Hartung (MDB) alegres, igualmente exibindo uma peneira com grãos de café. O Espírito Santo é o segundo maior produtor do país, atrás de Minas. (mais…)

Ler Mais

Bancada ruralista quer o tucano Xico Graziano na presidência da Embrapa

Servidores temem que próximo gestor seja nomeado por questões políticas; Alckmin e Temer protagonizaram polêmica relativa à adesão do PSDB ao governo Temer

De Olho nos Ruralistas

A bancada ruralista no Congresso pressiona pelo nome de Xico Graziano, chefe de gabinete de Fernando Henrique Cardoso no primeiro ano de seu governo, em 1995, para a presidência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A notícia divulgada pelo Relatório Reservado informa que os funcionários da Embrapa desejam um nome técnico e com história na instituição, como o atual diretor de Inovação e Tecnologia, Cléber Soares. (mais…)

Ler Mais

Brasil atende a interesses do latifúndio e do capital internacional, diz pesquisadora

Para Larissa Mies Bombardi, em vez de seguir o caminho da segurança e soberania alimentar, país “se vira do avesso” para transformar o território nacional em base para o capitalismo internacional

por Redação RBA

Autora do Atlas de Geografia do Uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia, a professora do Programa de Pós Graduação em Geografia Humana da Universidade de São Paulo (USP) Larissa Mies Bombardi acredita que, para entender a configuração da agricultura no Brasil, é preciso antes compreender a existência de uma questão agrária mal resolvida. “Nós não fizemos a lição de casa, que era promover o acesso à terra. Temos uma classe social, o campesinato, que foi e é permanentemente excluída da terra. E se temos as experiências agroecológicas trazidas pelos camponeses, por outro lado, temos a força enorme do latifúndio”, afirmou, em entrevista nesta quinta-feira (13), aos jornalistas Marilu Cabañas e Glauco Faria, na Rádio Brasil Atual(mais…)

Ler Mais

Candidatos de SP preferem defender o setor da cana a participar da FPA

Entre os 18 deputados paulistas membros da Frente Parlamentar da Agropecuária, 15 são candidatos à reeleição; mas lista exclui expoentes do agronegócio, como Arnaldo Jardim

Por Alceu Luís Castilho e Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

A maior bancada da Câmara, a de São Paulo, não repete essa condição numérica na face mais conhecida da bancada ruralista. Apenas 18 deputados federais paulistas são signatários da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Menos de 10% do total da FPA. Entre esses deputados, 15 tentam a reeleição. Trata-se de uma porcentagem pequena – nacionalmente falando – em relação ao total de 70 deputados no Congresso. Mesmo assim, os paulistas estão entre os que mais possuem membros na FPA, atrás de Minas Gerais (32) e Paraná (20). (mais…)

Ler Mais

Réu, “deputado das laranjas” transfere bens para os filhos e fica mais pobre

Alvo da Operação Registro Espúrio, Nelson Marquezelli (PTB-SP) tem histórico de projetos voltados à defesa da Cutrale, do setor cítrico e dos próprios interesses

Por Alceu Luís Castilho e Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

“Todo mundo legisla em causa própria”. Foi o que disse o deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), produtor de laranja, após apresentar projeto de lei, em 1991, que obrigava escolas e quartéis a consumir suco de laranja. Era sua estreia na Câmara. Dono de 11 fazendas nessa época, em São Paulo e Minas, ele voltou a defender a ideia em 2009. Depois, em 2013, atuou no Congresso para dificultar a aprovação de um projeto de penhora online de bens – mesmo sendo alvo, na Justiça de São Paulo, de uma ação pelo bloqueio dos próprios bens. (mais…)

Ler Mais