Financiadores da bancada ruralista publicam anúncio em “total apoio” a Ricardo Salles

CNA, Aprosoja, Sociedade Rural Brasileira e usineiros estão entre os que pagaram publicidade de página inteira, nos jornais de hoje, em desagravo ao ministro do Meio Ambiente; ele disse em abril, com Bolsonaro, que aproveitaria a pandemia para “passar a boiada” nas leis ambientais

Por Alceu Luís Castilho, em De Olho nos Ruralistas

Ricardo Salles não representa apenas Ricardo Salles. Mais de oitenta organizações patronais publicaram um anúncio de página inteira, nos jornais de hoje, em “total apoio” às políticas do Ministério do Meio Ambiente. Ainda que a nota não mencione o nome do ministro, trata-se de um aval à fala dele na reunião com Jair Bolsonaro no dia 22 de abril, quando ele disse que se deveria aproveitar a “tranquilidade” da cobertura da imprensa — que, segundo ele, só fala da Covid-19 — para aprovar as desregulamentações ambientais. Em suas palavras, “ir passando a boiada”.

(mais…)

Ler Mais

Direitos originários ou marco temporal? Por Manuela Carneiro da Cunha

As disputas legais em uma situação como a que vivemos hoje lembram as do século XVI

No Jota

O Parecer da AGU 001, editado em 2017 e que impõe a observância do chamado “marco temporal” a toda a Administração Pública, é mais um episódio na longa história de iniquidades praticadas contra os povos indígenas. Recorreu a um antigo e eficaz procedimento, o de distorcer a interpretação de garantias fundamentais para abrir, por meio de exceções, uma brecha por onde conseguem passar toda a sorte de abusos.

(mais…)

Ler Mais

Ruralistas do Centrão comandam negociações com Bolsonaro

Líderes à frente das conversas são membros da Frente Parlamentar da Agropecuária e donos de terras; após racha em bloco de partidos, PP, PL, Republicanos, PSD, PSC, PROS, Avante e Solidariedade negociam cargos no governo, que busca isolar Rodrigo Maia 

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

O Centrão embarcou de vez no governo. Após ter servido de saco de pancadas durante a campanha presidencial e também no primeiro ano de mandato de Jair Bolsonaro, o bloco de partidos de centro, frequentemente associado pelo presidente à “velha política”, deu início à partilha de cargos em troca da sustentação parlamentar do governo. Promessa similar àquela feita à ex-presidente Dilma Rousseff, em 2015.

(mais…)

Ler Mais

Ruralistas lamentam demissão de Moro: ‘Sempre foi solícito às demandas da FPA’

Pelas redes sociais, líderes da Frente Parlamentar da Agropecuária expressaram consternação pela saída do ex-juiz; Sergio Moro já buscou apoio de ruralistas para escapar de CPI da Vaza Jato e para aprovar “pacote anticrime”

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

O pedido de demissão do ex-juiz Sergio Moro, agora ex-ministro da Justiça, rapidamente repercutiu entre lideranças da bancada ruralista no Congresso. Fiadora política da eleição do presidente Jair Bolsonaro em 2018, quando decretou apoio ao candidato da extrema-direita ainda no primeiro turno, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) replicou publicação de seu presidente Alceu Moreira (MDB-RS) lamentando a saída do ex-juiz da Lava-Jato.

(mais…)

Ler Mais

No 1º ano de governo, projetos de Flávio Bolsonaro destacam-se entre “atentados” legislativos contra povos do campo

Expressão foi utilizada pelo professor Marco Mitidiero, da UFPB, em relatório da Comissão Pastoral da Terra sobre violência agrária em 2019; senador e bancada da bala uniram-se à bancada ruralista em projetos que atacam direitos sociais e ambientais

Por Ludmilla Balduino, em De Olho nos Ruralistas

Enquanto dados sobre o aumento da violência contra os povos indígenas e os camponeses são publicados no relatório Conflitos no Campo Brasil 2019, divulgado nesta sexta-feira (17) pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o governo federal e congressistas da bancada da bala — como um dos filhos do presidente, senador Flávio Bolsonaro — propõem leis que, se aprovadas, vão favorecer ainda mais os assassinatos de povos do campo, despejos e outras tensões nas áreas rurais nos próximos anos.

(mais…)

Ler Mais

Caciques do Xingu saem em defesa de promotora acusada de suposto desvio de recursos

Por Marcio Camilo, na Amazônia Real

Cuiabá (MT) – As principais lideranças do Alto Xingu assinaram nota de apoio à promotora Solange Linhares, afastada por decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso com base em denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPMT). Ela é acusada de suposto desvio de R$ 985,7 mil de projetos sociais para atender as comunidades indígenas. A promotora nega as acusações. O Movimento Nacional de Mulheres do Ministério Público considerou a acusação um preconceito contra a mulher e os indígenas.

(mais…)

Ler Mais

Bancada ruralista alinha-se a Mandetta durante fritura do ministro por Bolsonaro

Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) sobe o tom das declarações a favor do ministro da Saúde: “sua credibilidade se sobrepõe a qualquer outra orientação”, alfineta Alceu Moreira

Por Alceu Luís Castilho, em De Olho nos Ruralistas

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) teve papel decisivo na queda de Dilma Rousseff e, por duas vezes, na manutenção de Michel Temer no poder, durante os processos contra os ex-presidentes. Neste momento, durante a pandemia do coronavírus e em meio a um embate entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, o ruralista Luiz Henrique Mandetta, a frente pode ser decisiva para a permanência do político na pasta.

(mais…)

Ler Mais

Líder da bancada ruralista cobra dinheiro dos bancos na luta contra o coronavírus

Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS) diz que eles publicaram balanços com mais de R$ 50 bilhões em lucros “e até agora não contribuíram com nada”

Por Alceu Luís Castilho, em De Olho nos Ruralistas

O deputado Alceu Moreira (MDB-RS) chegou à presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) como um dos líderes mais virulentos da bancada ruralista. Costumava falar em “esquerdopatas” e adotar discurso de enfrentamento aos movimentos sociais do campo e organizações não-governamentais. Fez parte da base de apoio do presidente Michel Temer e esteve entre os que organizaram o apoio da FPA ao presidente Jair Bolsonaro, ainda durante a campanha.

(mais…)

Ler Mais

Senador Irajá Abreu dobra aposta de Bolsonaro em favor de criminosos ambientais

MP 910/2019, que deve ir a votação na próxima semana, pode se tornar a maior anistia para roubo de terra pública em décadas no Brasil

Por Greenpeace Brasil

Diante da entrada limitada da sociedade civil no Congresso Nacional devido à pandemia do coronavírus, deputados e senadores têm a oportunidade de votar a portas fechadas, na semana que vem, a Medida Provisória (MP) 910/2019, apresentada pelo Presidente Bolsonaro em dezembro. O relator da proposta, Senador Irajá Abreu (PSD/TO), quis beneficiar ainda mais os grileiros (quem rouba terras públicas) e criminosos ambientais, deixando o texto de Bolsonaro, que já era péssimo, pior. Essa medida pode se tornar a maior anistia para roubo de terra pública desde o fim da ditadura militar no Brasil. 

(mais…)

Ler Mais

Indígena Guarani Kaiowá preso acusado de atirar em segurança privado é solto por decisão do TRF-3

Para o desembargador José Lunardelli, na decisão pela prisão preventiva “verifica-se a existência de constrangimento ilegal”

Por Renato Santana, no Cimi

O indígena Guarani Kaiowá Geraldo Vera já pode voltar para a retomada Nhu Vera, em Dourados, no Mato Grosso do Sul. Na tarde desta sexta-feira, 13, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) concedeu habeas corpus revogando a prisão preventiva do indígena. O pedido foi feito pela Defensoria Pública da União (DPU).

(mais…)

Ler Mais