Ratinho, o Fazendeiro (IV) — Apresentador diz que suas terras no Acre têm 149.500 hectares

Em resposta a reportagens do De Olho nos Ruralistas, Grupo Massa diz que preservará floresta e trabalhará com créditos de carbono; em outra ocasião ele chegou a falar em 200 mil hectares, 1/3 da Palestina; povos indígenas criticam o latifúndio e seus impactos 

Por Mariana Franco Ramos, no De Olho nos Ruralistas

Três dias após o início da publicação de reportagens sobre seu império agrário, o Grupo Massa emitiu uma nota relativa às terras no Acre, tema do segundo texto da série. A empresa pertencente ao apresentador Carlos Massa, o Ratinho, informou que a área total na Amazônia é de 149.400 hectares, e não 175.300 hectares. E que as terras estão “documentadas e regularizadas pelos órgãos ambientais há mais de vinte anos”.

(mais…)

Ler Mais

Mais da metade dos votos pela LDO saíram da bancada ruralista

Entre os 278 votos que triplicaram o Fundo Eleitoral para R$ 5,7 bilhões, 140 são de integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária, fora as ausências e abstenções; integrantes da FPA no Senado representaram 60% dos votos relativos ao orçamento para 2022

Por Luís Indriunas*, em De Olho nos Ruralistas

Mais uma vez, a bancada ruralista foi decisiva para as intenções do governo Bolsonaro e do Centrão no Congresso. Aprovada a toque de caixa na quinta-feira (15), a Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) para 2022 recebeu 278 votos a favor na Câmara. No Senado, 40.

(mais…)

Ler Mais

Da fazenda à gôndola: agronegócio se une ao lobby da indústria alimentícia e dos supermercados

Frente Parlamentar da Agropecuária tornou-se modelo para outros setores no Congresso, que procuram diminuir a fiscalização, afrouxar regras de segurança alimentar e reduzir impostos;  principais articuladores são empresários e políticos bolsonaristas

Por Bruno Stankevicius Bassi, especial para o De Olho nos Ruralistas e o Joio e o Trigo

Com toda a pompa e circunstância, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) reuniu no dia 07 de junho alguns dos lobbies mais poderosos do país para debater as estratégias e objetivos comuns do setor de abastecimento para os próximos anos. Primeiro de uma série de três encontros que têm como foco a criação de uma estratégia unificada de governança ambiental, social e corporativa (ou ESG, na sigla em inglês), o 1º Fórum da Cadeia Nacional de Abastecimento foi prestigiado por empresários, líderes setoriais e pelo primeiro escalão do governo de Jair Bolsonaro.

(mais…)

Ler Mais

Bancada do agronegócio inicia campanha contra o De Olho nos Ruralistas

Frente Parlamentar da Agropecuária volta a atacar o observatório, insinuando que matérias críticas aos seus interesses são “fake news”; financiada por multinacionais como Bayer, BRF, JBS, Bunge e Cargill, frente já barrou equipe de reportagem em 2016

Por Alceu Luís Castilho, em De Olho nos Ruralistas

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), braço mais conhecido da bancada ruralista, a maior do Congresso, voltou a atacar o De Olho nos Ruralistas. Em post publicado nesta terça-feira (07), o perfil oficial da organização no Twitter convida as pessoas a seguirem a página, para ficarem “de olho nos ruralistas de verdade, sem fake news”.

(mais…)

Ler Mais

‘A boiada que o governo quer passar vai encontrar muitas cercas vivas no caminho’

Para Kátia Penha, da Conaq, revogação de normativa ambiental pela Fundação Palmares é parte de ”plano biocida”

Por Fernanda Couzemenco, Século Diário

A Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq) estuda juridicamente como impedir a implementação da Portaria nº 118/2021, que revoga a Instrução Normativa nº 01, de 31 de outubro de 2018, que “estabelece procedimentos administrativos a serem observados pela Fundação Cultural Palmares nos processos de licenciamento ambiental de obras, atividades ou empreendimentos que impactem comunidades quilombolas”. Assinada nessa segunda-feira (31) pelo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Nascimento de Camargo, a Portaria 118 é, no entendimento da Coordenação das Comunidades Quilombolas do Espírito Santo Zacimba Gaba (Conaq/ES), mais uma medida que visa “passar a boiada” sobre o patrimônio socioambiental brasileiro, numa alusão à frase dita pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante reunião de ministros de Jair Bolsonaro em maio de 2020, quando disse que era preciso aproveitar a atenção da imprensa sobre a pandemia para “passar a boiada” sobre a Amazônia, revogando e burlando leis ambientais.

(mais…)

Ler Mais

A nova ofensiva do agronegócio sobre a educação

Agronegócio quer ditar os rumos da educação brasileira. Campanha “De olho no material escolar” incita perseguição a professores e professoras. Representantes do agronegócio se articulam para interferir no currículo e no material didático de escolas públicas e particulares e na formação de professores.

Por  Geoagrária

Um grupo de mulheres ligadas ao agronegócio, que se autointitulam “mães do agro”, iniciou ano passado uma campanha denominada “De olho no material escolar”. Segundo suas fundadoras, diante do acompanhamento mais sistemático das atividades escolares realizadas por seus filhos e filhas no contexto do ensino remoto, perceberam que haveria em muitos materiais didáticos mentiras sobre a realidade do campo brasileiro, com críticas indevidas ao agronegócio.

(mais…)

Ler Mais

Avalista de Bia Kicis na CCJ financiou Salles e foi multado por danificar florestas

Família do empresário bolsonarista Winston Ling, que chamou deputada federal de “cão de guarda contra retrocessos”, tem histórico de crime ambiental e dívida com o INSS; clã doou para campanhas do ministro do Meio Ambiente e de outros candidatos do Novo

Por Mariana Franco Ramos, em De Olho nos Ruralistas

O empresário bolsonarista Winston Ling apareceu nos últimos dias na mídia comercial para enaltecer a posse de Bia Kicis (PSL-DF) na presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Ele pertence a um dos maiores grupos econômicos do Rio Grande do Sul, com histórico de crime ambiental e dívida com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

(mais…)

Ler Mais

Ruralistas tentam avançar na revisão da demarcação de Terras Indígenas na Câmara

ClimaInfo

Com o controle bolsonarista de comissões importantes na Câmara, a bancada ruralista começa a se movimentar para “passar a boiada” no Congresso Nacional. Segundo informou Daniel Biasetti n’O Globo, ao menos três projetos de lei que rediscutem a autonomia dos índios em seus Territórios ganharam força no Legislativo, impulsionados por fazendeiros, mineradores e pelo Palácio do Planalto. O PL que mais avançou foi o que transfere da União para o Congresso a decisão final sobre a demarcação de Terras Indígenas, que pretende também rever áreas já demarcadas e proibir a ampliação das reservas já existentes. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, comandada pela deputada bolsonarista Bia Kicis (DF), deve ler nesta semana o parecer do deputado Arthur Maia (BA), favorável ao projeto. A reportagem destacou também a atuação do deputado Nelson Barbudo (MT), que apresentou dois projetos que propõem alterar o Estatuto do Índio e a “realocação de não-índios ocupantes de terras tradicionalmente ocupadas por índios”, além de garantir indenização e títulos definitivos para os fazendeiros em caso de reversão das demarcações indígenas.

(mais…)

Ler Mais