Governo libera mais 51 agrotóxicos; um deles ameaça abelhas polinizadoras

Com nova relação de venenos aprovados pela Agricultura, chega a 290 total de produtos liberados em 205 dias de Bolsonaro

Redação Brasil de Fato

Subiu para 290 o total de agrotóxicos liberados pelo governo Bolsonaro desde a posse. Nesta segunda-feira (22), o Ministério da Agricultura aprovou a comercialização de mais 51 marcas, envolvendo sete novas substâncias e outras já existentes em produtos do mercado.

(mais…)

Ler Mais

“Como se ele tivesse qualificação para fazer análise de dados”

Presidente do Inpe rebate declarações de Bolsonaro que acusou o órgão de mentir sobre o desmatamento na Amazônia

por Ana Luiza Basílio, em CartaCapital

O diretor do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), Ricardo Magnus Osório Galvão, rebateu no sábado 20 as críticas do presidente Jair Bolsonaro que acusou o órgão de mentir dados sobre o desmatamento e atuar a serviço de uma ONG. “A questão do Inpe, eu tenho a convicção que os dados são mentirosos, e nós vamos chamar aqui o presidente do Inpe para conversar sobre isso, e ponto final nessa questão”, declarou o presidente, que ainda emendou: “Se for somado o desmatamento que falam dos últimos 10 anos, a Amazônia já acabou. Eu entendo a necessidade de preservar, mas a psicose ambiental deixou de existir comigo.”

(mais…)

Ler Mais

Governo sanciona lei que autoriza extração do amianto em Goiás

Produção, venda e uso do produto, que é considerado cancerígeno, está proibida em todo país por decisão do STF.

Por Vitor Santana, G1 GO

O governador Ronaldo Caiado sancionou uma lei que autoriza a extração do amianto crisotila em Goiás. A produção, venda e uso de materiais com o produto está proibida em todo país pelo Supremo Tribunal Federal (STF), pois ele representa risco à saúde.

(mais…)

Ler Mais

MPF apresenta recurso para suspender licença ambiental de fábrica da Coca-Cola em Duque de Caxias (RJ)

Apesar de afetar a Rebio Tinguá, a APA Petrópolis e o Parque Municipal da Taquara, Inea não exigiu da empresa a elaboração de EIA/RIMA

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) para que este reforme a decisão da 1ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Duque de Caxias (RJ), que indeferiu o pedido de liminar para suspender a Licença Prévia e de Instalação n° IN 032342 da empresa Rio de Janeiro Refrescos (Coca-Cola Andina Brasil) e para paralisar a supressão de vegetação e as obras de instalação do empreendimento até o julgamento do mérito da ação.

(mais…)

Ler Mais

Los humanos de mente plana. Por Eliane Brum

El rechazo a la ciencia y la ascensión de los nacionalismos autoritarios están conectados

El País

Los Gobiernos autoritarios de países como Brasil y Estados Unidos han mostrado que puede ser imposible impedir las catástrofes resultantes del calentamiento global. No estamos enfrentando solo una crisis climática. También una profunda negación de todo lo externo. Desde que la verdad se desconectó de los hechos y se convirtió en una elección personal, el mundo de fuera ha dejado de existir para cada vez más gente.

(mais…)

Ler Mais

“Política antiambiental” de Bolsonaro ameaça o Fundo Amazônia; entenda

Noruega e Alemanha discordam de ministro que defende usar recursos do fundo para pagar indenizações a ruralistas

Por Lu Sudré, em Brasil de Fato / MST

O maior projeto de cooperação internacional para a preservação da floresta amazônica pode estar com os dias contados. Isso porque Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente do governo de Jair Bolsonaro (PSL), quer alterar regras para o uso de recursos do Fundo Amazônia, mantido com doações dos governos da Noruega e Alemanha. 

(mais…)

Ler Mais

MPF pede condenação da Reduc por poluição na Baía de Guanabara

Perícia judicial confirmou depósito irregular de óleos e outras substâncias em 2010 e 2011; algumas irregularidades persistem até hoje

Procuradoria da República no Rio de Janeiro

Em uma manifestação enviada para a Justiça Federal da 4ª Vara Federal de São João de Meriti (RJ), o Ministério Público Federal (MPF) na Baixada Fluminense, por meio do procurador da República Julio José Araújo Junior, reiterou o pedido de condenação criminal da Petrobras e de seus gerentes em ação movida pela prática de crimes de poluição por meio de lançamentos de resíduos no rio Iguaçu e também na Baía de Guanabara (Processo nº 0810735-07.2011.4.02.5101). A manifestação foi apresentada após laudo pericial ter confirmado os fatos narrados na ação.

(mais…)

Ler Mais

7 milhões de catarinenses estão prestes a deixar o óleo e o gás de xisto no chão

Projeto de lei que proíbe a exploração foi aprovado na Assembleia Legislativa e segue para análise e sanção do governador Carlos Moisés (PSL)

Por Não Fracking Brasil 

Após diversas mobilizações, que foram realizadas do Alto Vale do Itajaí ao Planalto Norte, a proibição da exploração de óleo e gás de xisto em Santa Catarina pode se tornar realidade. Na noite de terça-feira (16), foi aprovado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) o projeto de lei nº 145/2019, de autoria do deputado Valdir Cobalchini (MDB), que assegura a proibição em todo o território catarinense. Dessa forma, mais de 7 milhões de pessoas que residem no quinto estado mais rico do Brasil poderão manter suas atividades no ramo da agricultura, indústria, turismo e pesca sem os grandes impactos gerados pelas práticas. O próximo passo é a análise do texto pelo governador Carlos Moisés (PSL), para posterior sanção governamental.

(mais…)

Ler Mais

A extinção da política ambiental no Brasil e os riscos para a vida no planeta. Entrevista especial com Cristiana Losekann

Por: João Vitor Santos, em IHU On-Line

Desde que tomou posse, as ações do governo de Jair Bolsonaro têm deixado claro que o meio ambiente é uma área que deve se submeter às demais. E por aí vem liberação recorde de agrotóxicos, questionamentos sobre dados de desmatamento, o desejo de emprego de recursos do Fundo Amazônia para indenizar agricultores (quando o recurso deve servir para ações diretas de preservação), ataque a direitos e mecanismos de proteção de povos originários, além de fortalecimento do discurso de que as questões ambientais devem ser flexibilizadas em prol do desenvolvimento econômico. Essas e outras tantas medidas são, para a cientista social Cristiana Losekann, muito mais do que um revés da política ambiental. “O que está em jogo não é um novo modelo de política ambiental, mas o próprio fim da política ambiental”, dispara, em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line. “O governo atual rompe com nossa tradição de política ambiental e inicia uma série de medidas que eliminam a participação da sociedade e a corresponsabilidade da sociedade. Ao fazer isso, restringe o poder de proteção ambiental ao Estado ao mesmo tempo que desmantela os órgãos de controle e fiscalização”, avalia.

(mais…)

Ler Mais

Copelmi e Fepam não comparecem a mais um debate sobre a Mina Guaíba

Reunião que tratou sobre projeto de mineração de carvão ocorreu na Câmara de Vereadores Porto Alegre

Catiana de Medeiros, da Página do MST, no Brasil de Fato

Quem foi até a Câmara de Vereadores de Porto Alegre na noite de segunda-feira (15) para tirar suas dúvidas sobre a Mina Guaíba, que trata da instalação da maior mina de carvão a céu aberto do país, saiu do Plenário Ana Terra sem respostas. A Copelmi, empresa responsável pelo projeto, e a Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam), que analisa a concessão de licença prévia ambiental ao empreendimento, se recusaram a participar de uma reunião sobre o tema, organizada pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da casa legislativa.

(mais…)

Ler Mais