Coronavirus e o véu das (in)justiças: crise e vulnerabilidades socioambientais

por Marcelo Firpo*, no CEE

Usar o poder da palavra, da escuta e do silêncio ativo neste momento é algo precioso, numa sociedade marcada pelo consumismo compulsivo e sem tréguas, para refletir. Precisamos nos manter calmos, atentos e fortes, até porque nossa saúde mental é estratégica para enfrentarmos com vitalidade o contato com o vírus que virá, mais cedo ou mais tarde. Nossa saúde de corpo e alma também é importante para quem faz parte ou cuida dos grupos de risco (idosos e doentes crônicos com diabetes, hipertensão e asma), ou quando somos responsáveis por crianças cheias de energia em casa que nos pedem cuidado, atenção e amor. Para cuidar dos outros e do mundo, precisamos também cuidar de nós mesmos com mais profundidade e sensibilidade, dos amigos, de quem genuinamente amamos, dos vulneráveis que mais necessitam. Cuidar também implica compreender o presente e transformá-lo na direção de outros futuros que poderão superar a crise e melhorar o mundo. Essa é uma das lições que mulheres, ecologistas, povos e comunidades tradicionais têm nos dado cotidianamente.

(mais…)

Ler Mais

Polícia Militar invade terra indígena e coloca em risco povo Xakriabá, que mantinha medidas de distanciamento social

“Estamos com medo do que eles podem ter trazido”. Ação da Polícia Militar desrespeitou decisão de lideranças e interrompeu esforço coletivo de distanciamento social para evitar a proliferação do COVID-19.

Por Guilherme Cavalli, Cimi

No início da Terra Indígena Xakriabá uma placa adverte: proibido a entrada de pessoas não indígenas dentro do território. A recomendação de distanciamento social orientada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde contra o coronavírus foi atendida pelo povo no norte de Minas Gerais há aproximadamente um mês. O povo cancelou todas as atividades comunitárias. Contudo, o esforço coletivo para manter o distanciamento social e evitar a proliferação do COVID-19 foi interrompido por uma ação da Política Militar no último sábado (04), que invadiu o território realizando incidências nas aldeias. Em nota, lideranças e caciques denunciam a ação como atividade que colocou em risco a saúde coletiva do povo com aproximadamente 12 mil indígenas, “principalmente de anciãos e anciãs, os quais temos mantido cuidados redobrados”.

(mais…)

Ler Mais

Agência de Mineração interdita 47 barragens por falta de segurança; 37 estão em MG

Número representa mais de 10% dos 431 locais de mineração inseridos na Política Nacional de Segurança de Barragens

Redação Brasil de Fato

A Agência Nacional de Mineração anunciou a interdição de 47 barragens em todo o país, que não apresentaram os estudos de segurança necessários. Deste número, 37 são barragens do estado de Minas Gerais, onde aconteceram os dois maiores crimes socioambientais com barragens no país, da Samarco na Bacia do Rio Doce e da Vale, em Brumadinho.

(mais…)

Ler Mais

Segurança hídrica municipal é chave para combater proliferação da COVID-19

Marussia Whately e Raquel Rolnik*, no blog da Raquel Rolnik

A COVID-19 é transmitida pelo ar e pelo contato entre as pessoas e as medidas de prevenção dependem muito  do acesso a saneamento básico. Populações sem acesso à água, expostas ao esgoto não têm como cumprir as práticas sanitárias recomendadas pelas autoridades para achatar a curva de expansão da doença no Brasil. 

(mais…)

Ler Mais

Esquizofrenia, epilepsia, depressão: há 23 anos agricultor lida com efeitos trágicos do agrotóxico

Pelos efeitos do Round Up, feito à base de glifosato, Monsanto perdeu processo em primeira instância, mas recorreu e foi absolvida

Por Pedro Grigori, Agência Pública/Repórter Brasil

Depois de passar cinco anos aplicando o glifosato em sua pequena lavoura de café, o agricultor Sebastião Bernardo da Silva desenvolveu um quadro de epilepsia e esquizofrenia que, segundo perícias feitas por um neurocirurgião, foi consequência à exposição ao agrotóxico. Com laudos médicos atestando que suas doenças eram sequelas da intoxicação, o pequeno agricultor obteve uma rara conquista judicial contra a gigante Monsanto em 2009. Mas sua vitória durou pouco. A empresa recorreu e ganhou em segunda e em terceira instância com argumento de que o caso estava prescrito.

(mais…)

Ler Mais

STF proíbe propagandas do governo contra o isolamento social

A medida cautelar, deferida pelo ministro Barroso, atinge contratos que sigam linha de orientação contrária à OMS

Caroline Oliveira, Brasil de Fato

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), proibiu a circulação de propagandas governamentais que estejam na contramão do isolamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), durante a pandemia causada pela covid-19.

(mais…)

Ler Mais

MAB: “É hora de colocar a vida acima do lucro”

Diante da situação de emergência em todo o país por conta da pandemia do Coronavírus, o Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB – publicou nesta segunda-feira (23) um documento intitulado “Água, luz e gás de cozinha – não pagar e não cortar”, no qual defende uma série de medidas para minimizar os impactos econômicos sobre os mais pobres e proteger a vida dos trabalhadores brasileiros.

Por Leonardo Fernandes / MAB

O documento destaca que mais de 50% da classe trabalhadora brasileira “corre sério risco de cair na extrema miséria com as consequências do Coronavírus”. “É o mínimo que o Estado brasileiro deve garantir para que as pessoas consigam enfrentar esta situação com uma qualidade de vida minimamente razoável”, pontua Iury Paulino da Coordenação Nacional do MAB.

(mais…)

Ler Mais

Fórum das Organizações e Movimentos Populares do Vale do Jequitinhonha – Fórum do Vale

No Mab

Consolidado há mais de 20 anos no Vale do Jequitinhonha, como um dos principais espaços de debate, organização popular e de resistência da sociedade civil da região, o Fórum das Organizações e Movimentos Populares do Vale do Jequitinhonha – Fórum do Vale – se pronuncia, por meio deste manifesto, sobre a situação de calamidade em saúde que o nosso país enfrenta em decorrência da pandemia do Coronavírus (COVID-19). 

(mais…)

Ler Mais

Garantir abastecimento é desafio com desmonte de políticas para agricultura familiar

Setor é responsável pela produção de 70% dos alimentos no país; para indústria e varejo não há risco de desabastecimento

Nara Lacerda, Brasil de Fato

Frente a imagens de corrida aos supermercados e falta de produtos básicos nas prateleiras em diversos países por causa da pandemia do coronavírus, o setor produtivo brasileiro se apressou em dar garantias de que não haverá desabastecimento no país.

(mais…)

Ler Mais

Coronavírus e o bolso: “Ninguém que está vivo no Brasil hoje viu algo tão sério”

Garçons, vendedora, jardineiro, aeronauta: os relatos de trabalhadores suspensos ou que perderam empregos e os de empresários com seus negócios interrompidos pelo avanço da pandemia

Por Ciro Barros, Rafael Oliveira, Raphaela Ribeiro, Thiago Domenici, Agência Pública

João*, 50 anos, é garçom de uma rede de restaurantes que atende alguns hotéis em São Paulo. Há cinco anos na função, no início da semana passada foi avisado pela gerente de que deveria ficar em casa por tempo indeterminado. “Não fui demitido, mas afastado”, esclarece. A falta de clientes na cidade que é o epicentro da Covid-19 no país foi o motivo alegado pela gerente para mandar o garçom para casa. “A comunicação foi verbal, nada por escrito”, afirma. Casado e pai de três filhos, ele se diz preocupado com a situação financeira da família. “Minha esposa é diarista e também está parada”, explica. À espera do direcionamento da empresa sobre os próximos passos, João compreende que o coronavírus atingiu a economia de forma acachapante, mas que não pode ficar sem seus direitos. “Vou esperar mais um pouco antes de procurar um advogado.” Para ele, atravessar a quarentena sem entender o que lhe reserva o futuro no trabalho é um drama que não imaginou viver. “Eu tenho um irmão na mesma situação.”

(mais…)

Ler Mais