Surto de coronavírus que matou Lucas Trindade em presídio superlotado de Minas poderia ter sido evitado

Unidade-modelo com capacidade para 84 presos foi inaugurada há um ano, mas segue vazia

Por Alice Maciel, Laura Scofield, Agência Pública

“Nenhum presídio é indicado para qualquer tratamento de saúde devido à estrutura precária e aglomeração de pessoas, e o risco de contágio por Covid-19 existente nesta unidade é altíssimo devido a esses fatores.” A conclusão é do diretor-geral do presídio de Manhumirim, Leonardo Proba Sena, em ofício enviado no dia 15 de julho à Vara de Execução Penal do município mineiro.

(mais…)

Ler Mais

Familiares de vítimas da violência policial e nos presídios fazem relatos à presidência da CDHM; denúncias serão enviadas para a ONU

Por Pedro Calvi / CDHM

“O servidor púbico que você paga mata seu filho, na rua ou dentro de casa. Todos os dias entram nas casas matando. Ainda temos que lidar com a pandemia, tem casa com 10 pessoas amontoadas e se sair para sentar na calçada, é morto. Vivemos uma situação terrível não só no Ceará, mas em todo país. Uma situação que destrói sonhos, deixa famílias adoecidas, mães com depressão. Basta de tanta morte na periferia, de só os pobres serem bandidos. Bandidos estão nos gabinetes, na presidência do país. É muito importante essa ajuda para levar nossa dor para a ONU, porque é uma dor que não passa. Não aguentamos mais.”

(mais…)

Ler Mais

Sobre maternidade e encarceramento feminino

Pesquisa aponta: mães e gestantes têm direito à prisão domiciliar, mas lei não é cumprida. Com pandemia, estão mais expostas à contaminação. Cuidado acaba pesando sobre avós. O que isso revela sobre o lado machista do punitivismo

Por Amanda Caroline Rodrigues, Emilyn Natirrê dos Santos, Marcela Verdade e Raissa Maia*, em Outras Palavras

Ao longo de quase 20 anos, o Instituto Terra, Trabalho e Cidadania tem se dedicado ao monitoramento da condição das mulheres privadas de liberdade, as quais são em sua maioria mães ou gestantes. Assegurado pelo direito fundamental ao acesso à informação, o instituto enviou a todos os estados do país e ao Depen pedidos de acesso a informação sobre o número de mulheres mães e gestantes que estiveram presas preventivamente nas unidades prisionais e também, quantas delas possuem o direito à prisão domiciliar, mas continuam dentro do cárcere. 

(mais…)

Ler Mais

CDHM acompanha situação da pandemia nos presídios; Estados não dão informações e DF nega por 3 vezes encontro para discutir o assunto

Pedro Calvi / CDHM

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) tem recebido uma série de denúncias e solicitações feitas por familiares de detentos, que apontam violações de direitos que vão desde a suspensão de entrega de itens de alimentação e higiene até a falta de medidas preventivas à transmissão do Covid-19, tanto para os presidiários como para os funcionários. A falta dessas medidas tem provocado mortes. Eles ainda se queixam da falta de informação sobre seus familiares presos.

(mais…)

Ler Mais

A “pior prisão do Rio de Janeiro” em tempos de coronavírus

A situação da unidade Ary Franco, a superlotada prisão-calabouço, considerada pela ONU como “desumana e degradante”

Por Mariana Simões, Agência Pública

Em pé e sem camisa, Adriano Diogo Cordova, de 21 anos, ajeita o boné na cabeça, cruza os braços sobre o peito e fala sem medo. “Quando você entra, você vai descendo para a galeria onde fica o presídio e tudo vai ficando feio e muito escuro. Tudo lá é subterrâneo. Você desce assim e vai ficando tudo abafado. Aí você começa a respirar diferente. É como respirar em um lugar úmido, fechado. É muito desumano”, conta.

(mais…)

Ler Mais

Covid-19: MPF e outras instituições rejeitam uso de contêineres no sistema prisional

GT cita estudo da UFRJ e Fiocruz que vê ambiente “nefasto à saúde de seus usuários”

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Departamento Penitenciário Nacional (Depen/MJSP) e o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) receberam nesta segunda-feira (11) uma nota técnica do Ministério Público Federal (MPF) e de outras nove instituições contra a construção, em unidades prisionais, de estruturas estilo contêineres alegadamente para controlar a propagação de covid-19 na população carcerária. O documento, redigido pelo GT Interinstitucional Defesa da Cidadania, e encaminhado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), reúne evidências de que essas construções alternativas, objeto de proposta do Depen ao CNPCP (Ofício nº 864/2020), aumentariam o risco de uma ampla contaminação em massa.

(mais…)

Ler Mais

Gestantes e mães com bebês enfrentam pandemia dentro das prisões paulistas

Cem gestantes e 50 lactantes com seus bebês correm risco de vida no epicentro da pandemia, enquanto Defensoria tem pedidos de habeas corpus negados pela Justiça

Por Andrea DiP, na Pública

Neste momento, em São Paulo, epicentro da escalada da pandemia do coronavírus no Brasil, 100 gestantes e 50 mulheres amamentando seus bebês estão dentro de unidades prisionais do estado, segundo informações obtidas pela Agência Pública com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). Sem poderem receber visitas ou o jumbo (entregas de comida e itens de higiene, agora feitas apenas por Sedex, com limite de peso e frequência), por causa das medidas de isolamento social, é difícil dizer com certeza em quais condições de saúde, higiene e segurança se encontram essas mulheres e bebês. A comunicação com familiares é feita apenas por carta – oficialmente elas estariam podendo receber telefonemas, mas os familiares entrevistados pela reportagem afirmam nunca ter conseguido.

(mais…)

Ler Mais

E aí, STF? Juízes ignoram a lei e mantêm pelo menos 5 mil mães na cadeia longe dos filhos durante a pandemia

Newsletter do The Intercept Brasil, por Leandro Demori

Enquanto você lê essa newsletter, mais de 5 mil mães estão presas ilegalmente, longe dos filhos, vendo a evolução de um vírus que ninguém sabe ao certo quantas pessoas vai matar. Há, entre elas, grávidas. As mães – mulheres com crianças de até 12 anos – não cometeram crimes violentos e deveriam estar soltas. 

Elas ganharam do STF, em fevereiro de 2018, o direito de esperar pela decisão final da justiça em casa. Só faltou o judiciário cumprir o que o próprio judiciário determinou. É uma sacanagem que já dura mais de dois anos e que o novo coronavírus torna ainda mais urgente. Vamos esperar que elas morram?

(mais…)

Ler Mais

ONU faz alerta sobre presídios no Brasil e apoia desencarceramento por causa da pandemia; presidente da CDHM endossou iniciativa em março

O Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos fez, nesta terça-feira (05), um alerta sobre a situação de milhares de detentos na América Latina no contexto da pandemia provocada pelo coronavírus. A precariedade do sistema carcerário brasileiro foi citada, além da situação de outros países como Venezuela e Peru.

Pedro Calvi, CDHM*

Para a ONU, a superlotação já era uma grande preocupação, com ocupação de 500% em alguns locais. Com a pandemia, a situação ficou ainda pior. “As condições em muitas prisões da região das Américas são profundamente preocupantes”, disse o porta-voz da ONU para Direitos Humanos, Rupert Colville, complementando: “Problemas estruturais preexistentes, tais como superlotação crônica e condições anti-higiênicas, aliados à falta de acesso adequado à saúde, possibilitaram a rápida disseminação da COVID-19 em muitas instalações”, disse. O especialista também destacou que essa situação tem provocado tentativas de fugas. Como exemplo, citou centros de detenção na Argentina, Colômbia, México e Brasil.

(mais…)

Ler Mais

Coronavírus dentro das penitenciárias brasileiras pode materializar a pena de morte. Entrevista especial com Petra Silvia Pfaller

Religiosa aponta falta de informação sobre contaminações nos presídios, enquanto detentos e agentes penitenciários adoecem. Assim, pandemia tem tornado o cárcere mais fechado do que nunca.

Por: João Vitor Santos, em IHU On-Line

As cadeias contemporâneas têm se constituído como verdadeiros calabouços. Superlotadas, fétidas e sem a menor condição de higiene na maioria dos casos, transformam-se facilmente em fértil terreno para a propagação de doenças, convertendo a detenção em praticamente sentença de morte. E, em plena pandemia de covid-19, os riscos dessas sentenças são ainda maiores. “Não é possível fazer isolamento dentro das prisões, pois elas estão superlotadas”, destaca Petra Silvia Pfaller, coordenadora nacional da Pastoral Carcerária. Ela ainda questiona: “Como um preso vai ficar a dois metros de distância do outro em uma cela onde não há espaço nem para deitar e dormir? Como os presos vão se higienizar se há um racionamento de água constante em muitas unidades? Como eles vão ter imunidade, se a comida que recebem é azeda?”.

(mais…)

Ler Mais