‘O Exército matou meu filho’, diz mãe de catador baleado em ação com 80 tiros em Guadalupe, Rio

Luciano Macedo tentou ajudar uma família no carro fuzilado por militares e acabou atingido por três tiros. Ele considerava o bairro seguro por ser próximo da Vila Militar, contou a mãe.

Por Gabriel Barreira, no G1

O corpo da segunda vítima que morreu após a ação do Exército com 80 tiros em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, foi enterrado nesta sexta-feira (19), no Cemitério do Caju, Zona Portuária do Rio.

(mais…)

Ler Mais

Despindo o governo. Por Sonia Guajajara

Na Mídia Ninja

Hoje é dia 19 de abril. Dizem que é “o dia do índio”. Não fosse feriado, veríamos pelas ruas crianças não indígenas saindo das escolas com o rosto pintado com tinta guache e com peninhas de cartolina presas à cabeça em forma de cocar. Esse indígena exótico, a sociedade brasileira gosta de reverenciar, reforçando o mito do “bom selvagem”, de um indígena sempre pronto a servir. As pinturas e as penas realmente representam nossa cultura, mas também é nossa cultura defender e lutar por nossas terras. Ensinar as crianças sobre a importância da demarcação já não pega tão bem com as associações de pais e mestres, não é? Ainda mais em tempos de “escola sem partido”. A propriedade privada costuma ser mais valiosa que a vida no Brasil. Nossos companheiros do MST e do MTST estão aí para engrossar esse coro. Questionar a propriedade não é uma possibilidade diante do patrulhamento ideológico que o governo e seus aliados têm feito, ameaçando professores, intimidando estudantes.

(mais…)

Ler Mais

“Caveirão voador” é usado como plataforma de tiro, dizem moradores

No Rio de Janeiro, instrução normativa do estado proíbe rajadas a partir de helicópteros da polícia, mas disparos aéreos com intervalos são permitidos; moradores relatam rasantes com tiros em direção às comunidades

Por José Cícero da Silva, na Agência Pública

Em outubro de 2018, o então secretário estadual de Segurança do Rio, general Richard Nunes, baixou a Instrução Normativa Seseg nº 03, visando orientar as operações policiais em “áreas sensíveis”, ou seja, nas comunidades densamente povoadas do Rio de Janeiro onde se dão tiroteios rotineiros entre policiais e traficantes.

(mais…)

Ler Mais

Brasileiros são a favor de democracia e de protestos. Só que não

Pesquisa da Artigo 19 e Talk aponta que maioria da população se diz a favor da democracia e de manifestações, mas ao mesmo tempo apoia a repressão a protestos e se diz contrária aos partidos

Por Fausto Salvadori, da Ponte, no Diálogos do Sul

A democracia é o melhor sistema de governo para 87% dos brasileiros. Boa notícia? Talvez não, porque brasileiro tem uma visão muito própria do que seja uma democracia. No sistema democrático desejado pelos brasileiros, não cabem partidos políticos nem liberdade: apenas 36% concordam que as pessoas podem expressar ideias e opiniões sem serem reprimidas e 83% são contrários à participação de partidos políticos em protestos.

(mais…)

Ler Mais

Nota do CIR-Conselho Indígena de Roraima sobre o encontro de indígenas de Roraima com o presidente Bolsonaro

O discurso do Presidente Jair Bolsonaro contra nós, povos indígenas de Roraima, não é novidade. Também não é de hoje que parlamentares de Roraima tentam dividir nosso movimento indígena, através de promessas econômicas. Na quinta, 17, em uma transmissão ao vivo na página do facebook, o presidente incentivou mais uma vez a invasão das terras indígenas, ignorando a diversidade cultural, e alimentando o preconceito aos povos indígenas ao afirmar que o Estado de Roraima não cresce economicamente porque não explora os recursos minerais, apontando que essas riquezas estão nas terras indígenas.

(mais…)

Ler Mais

Lindomar Terena: ‘Não é nesse governo que os povos indígenas vão baixar a cabeça’

Liderança indígena afirma que manifestação programada para o dia 23 ocorre todos os anos com o objetivo de defender os direitos dos índios previstos na Constituição

Na RBA

São Paulo – O tradicional Acampamento Terra Livre, que este ano está marcado para ocorrer entre os dias 24 e 26, nunca protagonizou violência. A afirmação é do líder indígena Lindomar Terena, integrante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib). Terena considera a decisão do ministro da Justiça, Sergio Moro, de convocar a Força Nacional de Segurança para atuar em Brasília pelos próximos 33 dias uma demonstração de incapacidade de conviver com a democracia e de respeitar os direitos dos índios.

(mais…)

Ler Mais

Cercados pelo monocultivo de eucalipto, quilombolas apostam na agroecologia

Por Vitor Taveira, da Rádio Brasil de Fato

A agroecologia vem sendo uma aposta para a retomada do território tradicional e fortalecimento da cultura quilombola no Norte do Espírito Santo. Entre os municípios de Conceição da Barra e São Mateus se encontra o chamado território do Sapê do Norte, onde há o maior número de comunidades quilombolas do estado.

(mais…)

Ler Mais

CNDH reúne cerca de 150 membros da Terra Indígena Tupinambá de Serra do Padeiro

O encontro reuniu cerca de 150 Tupinambá e alguns pequenos produtores da região, além da vice-presidente do CNDH, Deborah Duprat

Por Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) / CIMI

Em missão ao sul da Bahia para tratar de violações a direitos de indígenas, o Conselho Nacional dos Direitos Humanos – CNDH visitou anteontem (16) a Terra Indígena Tupinambá de Serra do Padeiro, próximo aos municípios de Buerarema e Canavieiras, onde vive o cacique Babau, ameaçado de morte.

(mais…)

Ler Mais

Semana dos Povos Indígenas: Alto lá, essa terra é nossa!!

Por Lígia Apel, Cimi-Tefé

Teve início nesta segunda feira, 15, as comemorações da Semana dos Povos Indígenas em Tefé, que este ano está sendo realizada e organizada pelas instituições parceiras: Centro de Estudos Superiores de Tefé da Universidade do Estado do Amazonas (Cest/UEA), FUNAI/CTL Tefé, Secretaria Municipal de Educação de Tefé (SEMED), Coordenação de Educação Escolar Indígena de Tefé, Coordenação de Educação Física da SEMED e Coordenação de Assuntos Indígenas da prefeitura de Tefé. A solenidade de abertura aconteceu na área de convivência do CEST/UEA, com a presença da comunidade acadêmica, dos parceiros e de representantes dos povos Tikuna, da aldeia Barreira da Missão do Meio; Kokama, da Aldeia Boara de Cima; Kaixana, da aldeia Mapi, e dos Kambeba, da aldeia Barreira do Meio.

(mais…)

Ler Mais