Após ataque contra indígenas Guarani Kaiowá, foto de uma criança na retomada Ñhanderú Marangatú em município de Antonio João. Foto de Dionedison Terena

Operação Uroboros: MPF/MS denuncia cinco por fraudes em registro de indígenas no INSS

Organização criminosa teria causado prejuízo de mais de R$ 1 milhão

MPF MS

O Ministério Público Federal em Ponta Porã (MPF/MS) denunciou um servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai) e outras 4 pessoas por fraudes em registros de indígenas no INSS de Amambai, sul do estado. Vinte e três fatos criminosos foram imputados aos acusados, que não tiveram os nomes divulgados porque a ação tramita em segredo de justiça. (mais…)

Ler Mais

Djalmila Ribeiro, mestre em filosofia política, ativista feminista e secretária-adjunta de Direitos Humanos de São Paulo. Foto: Ricardo Matsukawa

Djamila Ribeiro: “É preciso discutir por que a mulher negra é a maior vítima de estupro no Brasil”

Ao EL PAÍS, pesquisadora fala sobre a importância de combinar a luta contra o machismo e o racismo. Mestre em filosofia política, é uma das principais referências no movimento feminista negro

Por Marina Novaes, em El País

O estupro coletivo de uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro provocou um intenso debate sobre a cultura do estupro, além de uma série de manifestações pelo país contra o machismo —e também contra o racismo. O motivo: a violência contra mulheres negras disparou e, embora há quem queira desqualificar o debate (chamando-o de um mimimi feminista), além desse episódio (a vítima era uma jovem negra e pobre), dados do Mapa da Violência de 2015 confirmam o problema. Para Djalmila Ribeiro, 35 anos —uma das mais conhecidas ativistas do movimento feminista negro atual—, somente desconstruindo o mito de país harmônico livre de racismo é que será possível criar políticas eficazes para enfrentar a violência de gênero. (mais…)

Ler Mais

vera mirim bessa

O último sonho de Verá Mirim, por José Ribamar Bessa Freire

No Taqui Pra Ti

O Brasil, o Rio de Janeiro e os índios acabam de perder um sábio sonhador. No último domingo (17), o  cacique Verá Mirim, de 103 anos, fechou os olhos e dormiu o seu último sono. Desta vez, sem sonhos. Durante dois dias, seu corpo foi velado na Opy – a Casa de Reza – na aldeia Sapukai, em Angra dos Reis (RJ). Vindos de muitas aldeias, inclusive de São Paulo e Espírito Santo, os Guarani se despediram na quarta-feira (20), com cantos sagrados entoados ao som de ravé (violino), mbaraká (violão), mbaraká mirim (chocalho), no ritual fúnebre do último adeus. (mais…)

Ler Mais

Foto: internet

Em nome do bife: Como direitos trabalhistas são moídos na cadeia da carne (JBS)

Por Piero Locatelli, da Repórter Brasil, no blog do Sakamoto

Da fazenda ao curtume, trabalhadores ligados à JBS queixam-se do desrespeito a direitos básicos em todas as etapas da indústria da carne. Em 15 de julho, essas condições de trabalho viraram caso de polícia em Santa Catarina. Determinado pelo Ministério Público do Trabalho, o inquérito conduzido pela Polícia Federal irá investigar a submissão de trabalhadores à condição análoga a de escravo, jornadas exaustivas, lesão corporal e exposição dos funcionários a graves riscos devido às condições de um frigorífico em São José, na grande Florianópolis. (mais…)

Ler Mais

Foto: Daniel Marenco / Agencia O Globo

Alexandre de Moraes, e a carreira pavimentada a sangue

Por Luís Nassif, no GGN

Delegados da Polícia Civil de São Paulo cunharam o apelido de Kojak para o então Secretário de Segurança Alexandre de Moraes. Em parte, pela calva. Muito pela fixação nos holofotes. Fazia questão de ser comunicado sobre as operações mais irrelevantes, para ser a pessoa a anunciar a operação e os resultados para a TV.

O carnaval em torno dos supostos terroristas que criavam galinhas seguiu essa linha. Mas, aí, com uma irresponsabilidade monumental. O estardalhaço em cima de um factoide não só ajudou a carregar mais nuvens sobre os céus das Olimpíadas, como a chamar a atenção dos malucos sobre a possibilidade de atentados terroristas no evento. (mais…)

Ler Mais

pm palhaco

PM Coringa é identificado e afastado das ruas

Militar agora cumprirá funções administrativas e responderá processo por ameaçar jovem com machado

Por André Caramante e Luís Adorno, na Ponte

O PM Coringa, fotografado ameaçando um jovem negro com um machado e uma pistola .40, foi identificado pela Corregedoria (órgão fiscalizador) da Polícia Militar de São Paulo. 

Ele foi afastado do policiamento nas ruas do Jardim Ângela, zona sul de São Paulo, e passará a desenvolver trabalhos administrativos. As informações são da Rádio Jovem Pan. (mais…)

Ler Mais

Foto: The Mirror.

Nova chefe do Ibama em São Paulo é ficha suja e foi cassada pelo TSE

Nomeado na Bahia tem multa ambiental de R$ 133 mil. Ministério Público baiano soltou nota contra nomeação. Michel Temer troca o comando do Ibama em 9 Estados. BA, RN, MS, SE, PR, PE, GO, SP e PI têm novos chefes

Por Fernando Rodrigues, em seu blog

O presidente interino, Michel Temer, já autorizou a troca de 9 superintendentes do Ibama nos Estados. Alguns estão tendo seus nomes contestados. Em São Paulo, a nova chefe do órgão de controle ambiental é Vanessa Damo. Ela foi deputada estadual pelo PMDB. Em abr.2016, foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). (mais…)

Ler Mais

povo truka tupa

Sabotagem em estrutura deixa indígenas sem água e fazendeiros os impedem de acessar o São Francisco

No Cimi

A sabotagem da principal bomba d’água que abastece a aldeia do povo Truká-Tupã no Alto do Aratikum, município de Paulo Afonso, na Bahia, no início dessa semana, levou a comunidade a trancar a principal via de acesso da zona rural da região por algumas horas nos últimos dias. Um incêndio, denunciado pelos indígenas como de origem criminosa, interrompeu o abastecimento de água ao povo; o plantio de hortaliças, principal cultivo e fonte de renda da comunidade, está prejudicado. Por outro lado, fazendeiros impedem os indígenas de acessarem o rio São Francisco em busca de água e peixe.

Conforme o vice-cacique Adriano Rodrigues, a falta de regularização fundiária do território tradicional motivou o ataque. Grupos da região contrários à demarcação têm adotado estratégias violentas contra o povo. “A perícia da polícia esteve conosco no local e já sabe que o incêndio foi provocado por gente aqui de perto da aldeia. O caso foi passado pra Polícia Federal e estamos aguardando. Como a gente não consegue chegar ao rio, tá ruim de água”, explica o vice-cacique. (mais…)

Ler Mais

Segundo o próprio ministro, são 2.500 municípios no país que só contam com médicos do Mais Médicos
(Luciano Lanes/PMPA)

Ministro da Saúde sinaliza com o fim do programa Mais Médicos

Sem estipular prazos, Ricardo Barros afirmou que a contratação de médicos é prerrogativa dos municípios e que carreira de Estado para esses profissionais feriria o pacto federativo

por Redação RBA

O ministro da Saúde do governo interino, Ricardo Barros, afirmou ontem (21) que o programa Mais Médicos é provisório. Em entrevista à Folha de S.Paulo, ele disse que a contratação de médicos cabe aos municípios, e não ao governo federal. “São eles que deveriam contratar os médicos. Mas temos 2.500 municípios que só têm médicos do Mais Médicos”, afirmou Barros, que não determinou prazo para o fim do programa. (mais…)

Ler Mais

censura

Escola sem Partido é inconstitucional e contra o pluralismo, afirma MPF

Nota de Combate Racismo Ambiental: leia a íntegra da Recomendação AQUI.

Do UOL

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do MPF (Ministério Público Federal), encaminhou nesta sexta (22) ao Congresso Nacional uma nota técnica em que aponta a inconstitucionalidade do projeto de lei 867/2015, que inclui o programa Escola sem Partido entre as diretrizes e bases da educação nacional.

O projeto de lei tramita na Câmara, com autoria do deputado Izalci Lucas (PSDB-DF). Outra proposta de teor semelhante tramita no Senado, assinada pelo senador Magno Malta (PR-ES), integrante da bancada evangélica. Uma consulta pública aberta na última segunda (17), sobre a matéria, já somava quase 700 mil participações até a tarde desta sexta. Segundo o MFP, porém, o documento que servirá como subsídio para a análise do projeto da Câmara valerá também “para todas as proposições legislativas correlatas”. (mais…)

Ler Mais