Eleitores do “Não” celebram os primeiros resultados do referendo, na centro de Atenas. Foto: Marko Djurica /Reuters

“Dar voz ao povo nunca é um erro”

Alexis Tsipras ganhou as eleições de janeiro, com uma defesa da dignidade nacional e a promessa de por fim aos cortes

Por Vicente Clavero , em PÚBLICO.ES

Era bastante previsível que as dificuldades do governo de Alexis Tsipras para enfrentar a situação de seu país iam a ser abundantemente utilizadas na Espanha, como munição contra o movimento Podemos. Porém, não esperava que os partidos tradicionais, a começar pelo PP (Partido Popular, de direita), fossem fazê-lo de maneira tão rápida e tão grosseira. (mais…)

Ler Mais

Rodolfo Stavenhagen

Rodolfo Stavenhagen resalta “las condiciones desoladoras de América Latina”

Analizar o lamentar el presente no basta; qué hacer es un precepto que siempre debe acompañarnos, afirma el sociólogo y antropólogo, quien por la tarde fue investido con el doctorado honoris causa de la Flacso.

Por Ángel Vargas, em Servindi

La Jornada.- Analizar o lamentar el presente no basta. La vieja preocupación de los revolucionarios de siempre es qué hacer, y ese es un precepto que debe acompañarnos también en nuestros quehaceres académicos. (mais…)

Ler Mais

bandeira - dinheirama-brasil-crise

Assim dissolve-se a democracia brasileira, por Guilherme Boulos

Guilherme Boulos escreve: elites e mídia blindam Eduardo Cunha, porque para elas impor agenda conservadora é mais importante que preservar ambiente democrático

Em Outras Palavras

O declínio da democracia brasileira teve uma noite promissora. Trucidando o regimento, cortando microfones e deixando de lado os ritos mais elementares do Parlamento, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reverteu em menos de 24 horas a votação sobre a redução da maioridade penal. (mais…)

Ler Mais

Žižek, sobre a Grécia: por uma nova heresia

Filósofo e crítico cultural marxista adverte: está em jogo a democracia; se Syriza for atropelado, vencerá uma Europa de chumbo

Por Slavoj Žižek, no Greek Left Review/Outras Palavras

A luta que se trava hoje é luta pela cultura econômica e política dominante (Leitkultur) na Europa. As potências da UE defendem o status quo tecnocrático que preserva e mantém há décadas a inércia da Europa. (mais…)

Ler Mais

reuniao apanhadores sempre-vivas

Vitória d@s apanhador@s: Proposta de recategorização de Parque Nacional das Sempre Vivas para RDS é aprovada

Por Fabiano C. César, na página do CAA-NM

Aconteceu no dia 25/06/15, em Buenopolis, MG, reunião do Conselho do Parque das no escritório do IEF. Participaram comunidades atingidas pelo parque, a Articulação Rosalino de Povos e Comunidades Tradicionais, Ministério Público Federal e professores pesquisadores da Universidade Federal dos Vales do Mucuri e Jequitinhonha – UFVJM. Na ocasião foi apresentado relatório, elaborado pelo grupo de trabalho que tinha como objetivo realizar estudo visando à solução dos conflitos territoriais das comunidades tradicionais com o parque. (mais…)

Ler Mais

Em busca do tempo perdido em Afonso Cunha

Por Mayron Regis, em Territórios Livres doBaixo Parnaíba

A cidade de Afonso Cunha parece perdida no tempo e no espaço. A imagem de cidade sossegada do interior do Maranhão não convence mais ninguém.  Que sossego é esse que desassossega? As comunidades do interior de Afonso Cunha vivem em situação de penúria sem qualquer auxilio da parte do poder publico municipal.  A prefeitura de Afonso Cunha iniciou a construção de cinco escolas em 2014. Uma delas é a escola do povoado de São Pedro e fica ao lado da casa do Antonio Luis, liderança da comunidade. Nenhuma das construções foi concluída. Buscava-se o Antonio Luis e o tempo perdido de São Pedro e das demais comunidades com relação a regularização fundiária de suas áreas.   (mais…)

Ler Mais

batalha agua mg

Disputa por recursos hídricos brota em solos de Minas

Estado já tem 57 focos de tensão oficialmente delimitados, em que briga por recursos hídricos soma 19 mil quilômetros quadrados. É quase um Sergipe, onde as batalhas por água envolvem sabotagens, ameaças e agressões, resultando em 150 ocorrências policiais desde 2014

Por Mateus Parreiras (enviado especial), no EM

Caeté, Capim Branco, Sete Lagoas, Pará de Minas e Araguar – Ao longo de corredeiras, curvas e remansos, cada litro de água é disputado com truculência. Fazendeiros, mineradores, consumidores comuns e agentes de serviços de abastecimento público batalham para garantir que sua porção seja sugada, nem que para isso recorram à polícia ou a meios menos convencionais – sabotagem, pressão, ameaças, agressões, barricadas e bloqueio de rodovias. (mais…)

Ler Mais

Meninos Arapium. Foto Ana Aranha

Quem pode dizer que eles não são índios?

Por Ana Aranha, em Repórter Brasil

Ao revelarem que o Governo do Pará autorizou planos de manejo florestal dentro de terra indígena, os Borari e Arapiuns foram acusados de serem “falsos índios”. O caso fortalece a importância da auto-denominação.

“Dói, como se fossem rasgando o nosso ventre”. Apolonildo de Souza Costa, mais conhecido como Rosí, pousa a mão sobre a barriga para explicar o que sente ao ver barcos madeireiros escoando pilhas de troncos pelos rios que banham a Terra Indígena Maró, no leste do Pará. Os outros 239 indígenas Borari e Arapiuns que vivem nesta terra também sentem, no estômago, os impactos do desmatamento: a fome é o primeiro efeito da degradação ambiental, consequência da fuga da caça e da dificuldade em coletar frutas. (mais…)

Ler Mais

leticia sabatel

PM pede a Letícia Sabatella ‘Termo de Responsabilidade’ por jovens

Ganhou repercussão nas redes sociais um episódio envolvendo a atriz Letícia Sabatella e quatro adolescentes da Rocinha. Durante passeio de bicicleta pela Gávea, no Rio, ela foi abordada pelos garotos, que pediram para fazer uma foto com a artista. Na volta pelo mesmo local, Sabatella encontrou o grupo sendo escoltado por dois policiais militares. “Perguntei se eles viam algum problema pelo fato de os meninos estarem na Gávea, se eles não teriam o mesmo direito que eu de estar ali”, escreveu. Os policiais disseram que cumpriam “ordens superiores” e pediram que ela assinasse um termo se responsabilizando pela liberação dos garotos. A PM afirmou que a conduta dos policiais não foi correta e que eles serão identificados e reorientados. (mais…)

Ler Mais