Temer, o homem que era quinta-feira, por José Ribamar Bessa Freire

No Taqui Pra Ti

“A literatura é uma das formas de felicidade; talvez nenhum outro escritor tenha
me proporcionado tantas horas felizes como Chesterton”. (Jorge Luis Borges)

Quando o procurador-geral da República (PGR), Rodrigo Janot, disparou nesta quinta-feira (14) suas flechas de bambu, acertou com pontaria certeira o chefe do Poder Executivo Michel Miguel Elias Temer Lulia, acusando-o de chefiar uma organização criminosa que embolsou mais de meio bilhão de reais em propinas. A notícia me evocou dois personagens: o padre Brown, sacerdote-detetive, e o homem que era quinta-feira, criados pelo escritor inglês G.K. Chesterton, autor de contos e romances policiais. (mais…)

Ler Mais

MP-MS diz que obra de arte apreendida pela polícia não faz apologia à pedofilia e polícia agrediu cultura

‘Agressão à arte e à cultura’, diz procuradora. Polícia apreendeu quadro no Museu de Arte Contemporânea (Marco) de Campo Grande após deputados estaduais registrarem boletim de ocorrência, alegando apologia à pedofilia

No G1 MS

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) se manifestou sobre a apreensão da tela “Pedofilia”, da artista plástica mineira Alessandra Cunha, e afirmou não considerar a obra uma apologia à pedofilia. Afirmação vai contra o que o delegado Fábio Sampaio declarou ao apreender o quadro: “existiu sim o crime de apologia”. (mais…)

Ler Mais

Delação Premiada: mercadoria do Estado Pós-Democrático

Por Rubens Casara, no Justificando

Para compreender criticamente a “colaboração premiada” é necessário contextualizar esse instituto. Para além da previsão legal e da importação acrítica desse instituto, só é possível perceber o funcionamento concreto da colaboração premiada à luz da razão neoliberal como nova razão do mundo, na linha defendida por Christian LavalPierre Dardot e Antonie Garapon. (mais…)

Ler Mais

Trate-me Leão, doutora

Por Luiz Eduardo Soares, no Justificando

Os mais jovens talvez não saibam, mas as leitoras e os leitores de minha geração certamente se lembram do “Trate-me Leão”, obra prima que projetou o grupo teatral Asdrubal Trouxe o Trombone e seu elenco recheado de novos talentos. O ano era 1977. O sucesso em todo o país foi extraordinário. Filas viravam esquinas. Víamos e revíamos, encantados, todo fim de semana. Era o programa da galera descolada. Ali, desbundados e engajados se uniam. A alegria era a prova dos nove. Vivíamos sob censura e ameaças constantes. Corriam os anos mais violentos da ditadura civil-militar. “Trate-me” abria as janelas da casa mofada e deixava o sol entrar. (mais…)

Ler Mais

A pergunta que não quer calar: e o Aécio?

Por George Marques, no The Intercept Brasil

Delações, inquéritos, denúncias, sentenças. A cada dia não param de surgir nomes de políticos envolvidos em escândalos nos quatro cantos do país. Com a divulgação da delação da JBS há quatro meses, um nome dado como certo para cair de vez nas garras da Justiça era o do senador e candidato derrotado à presidência em 2014, Aécio Neves (PSDB-MG). Gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, dono da empresa, ele chegou a ser afastado de suas funções parlamentares, mas retornou em julho. Agora, procura ser discreto, enquanto aguarda que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida por um pedido de prisão pendente, feito pela Procuradoria Geral da República (PGR). Ao todo, Aécio responde a nove inquéritos na Corte, mas segue incólume. (mais…)

Ler Mais

Financiado com dinheiro público, evento do MP-RJ, hoje, conta com palestra de Kim Kataguiri

No Justificando

Acontece nessa sexta feira, 15, o seminário “Segurança Pública como direitofundamental”, evento oficial do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), que dentre tantas curiosidades traz o jovem Kim Kataguiri do Movimento Brasil Livre, como palestrante no encerramento, lugar normalmente reservado à maior atração do evento. O evento, que contará com a presença do Procurador Geral de Justiça Eduardo Gussem, tem organização própria do MPRJ e é pago com dinheiro público. (mais…)

Ler Mais

Em primeira viagem ao Norte, Temer ‘inaugura’ ponte inexistente

Por Carla Araújo, enviada especial, O Estado de S.Paulo

XIMBIOÁ – O calor de quase 40 graus na região do rio Araguaia, entre as cidades de Ximbioá (TO) e São Geraldo (PA), foi o palco escolhido pelo presidente Michel Temer para anunciar uma ponte que não ficará pronta até o final de sua gestão. Foi a primeira vez dele como chefe do Executivo na Região Norte do País. A visita mudou a rotina de Ximbioá, que tem apenas 11.645 habitantes. As pequenas ruas – muitas sem asfalto – foram tomadas por homens do Exército que mantiveram o presidente e sua comitiva blindados de qualquer possível incidente. A  região foi palco da guerrilha do Araguaia, entre o final da década de 1960 até o final de 1974. (mais…)

Ler Mais

Seminário “Reforma Política: por que e para quem?”

ABPC

Em meio a um cenário de crise econômica e política, permeado por denúncias de corrupção, de agravamento da descrença na política e nas instituições democráticas, e com as tramas cada vez mais exigentes do jogo político volta à tona a discussão em torno da reforma política. Ela aparece como uma tentativa de reatar os laços com os cidadãos e, ao mesmo tempo, também age como instrumento de barganha política. (mais…)

Ler Mais