Empresas escondem intoxicações de trabalhadores rurais por agrotóxico

Levantamento inédito revela que empresas não notificam casos de 2 em cada 3 trabalhadores com carteira assinada intoxicados por pesticida

Por Bruno Fonseca, Pedro Grigori, Thays Lavor, Agência Pública/Repórter Brasil

Na última década, 7.163 trabalhadores rurais foram atendidos em hospitais e diagnosticados com intoxicação por agrotóxico dentro do ambiente de trabalho ou em decorrência da atividade profissional. É o que revelam dados da base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do Ministério da Saúde, de 2010 a 2019, obtidos via lei de acesso à informação pela Agência Pública e Repórter Brasil. No entanto, mesmo com o diagnóstico médico, apenas 787 trabalhadores tiveram a comunicação de acidente de trabalho (CAT) enviada ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Desses, só 200 receberam auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez.

(mais…)

Ler Mais

Impunidade em Minas Gerais e descaminhos da proteção ambiental

Relator especial da ONU sobre direitos humanos e substâncias tóxicas e rejeitos, Baskut Tuncak, disponibilizou seu relatório referente à visita ao Brasil realizado em 2019

por Coletivo de Comunicação MAB MG

O relator especial esteve em visita à Brumadinho e ouviu os relatos dos atingidos e atingidas sobre o crime. Além disso, o relator também participou de reunião na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, onde ouviu o relato do MAB sobre os impactos dos resíduos dos rompimentos das Barragens do Fundão e do Córrego do Feijão na saúde das populações.

(mais…)

Ler Mais

Rejeitos formaram crostas no leito do Rio Doce, perpetuando a contaminação

Estudo é inédito e destaca altos teores de cádmio e arsênio também na água e em toda a cadeia alimentar

Por Fernanda Couzemenco, Século Diário

Crostas impermeáveis de resíduos de mineração, oriundos do rompimento da barragem de Fundão, da Samarco/Vale-BHP, se formaram sobre os sedimentos naturais do leito do Rio Doce, produzindo impactos físicos e perpetuando impactos bioquímicos também sobre a água e a biodiversidade, atingindo, provavelmente, toda a cadeia alimentar do rio.

(mais…)

Ler Mais

Ribeirinhos/as de Sento Sé exigem informações sobre mineração de ferro na Serra da Bicuda

Na CPT Bahia

“A gente se sente ninguém, é como se aqui não tivesse gente”. Esse é o sentimento da população de várias comunidades ribeirinhas, do município de Sento Sé (BA), que estão localizadas próximas à Serra da Bicuda. Cerca de 2.000 famílias, de 11 comunidades, estão vivendo assustadas, sem qualquer informação oficial sobre a mineração que será implantada próximo a suas casas.

(mais…)

Ler Mais

“Guardiões da floresta” encontram fazenda de gado dentro de território indígena no MA

Área desmatada tem 136 hectares; indígenas já coletaram provas e comunicaram às autoridades

Mariana Castro, Brasil de Fato

Indígenas que integram o grupo conhecido como “guardiões da floresta” identificaram em agosto uma fazenda de gado dentro da Terra Indígena (TI) Arariboia, no sul do Maranhão. Mais de 136 hectares já foram desmatados na área, que fica ao lado da aldeia Lago Branco.

(mais…)

Ler Mais

Projeto de Lei propõe moratória de 5 anos nos desmatamentos da Amazônia

Objetivo é proteger a floresta e recuperar áreas já devastadas pelo agronegócio

Catarina Barbosa, Brasil de Fato

O deputado federal Nilto Tatto (PT-SP) apresentou o Projeto de Lei (PL) 4531/2020, que estabelece uma moratória por um período de 5 anos para conter o desmatamento na Amazônia. A ideia é que a medida garanta um desmatamento próximo a zero, com exceções previstas.

(mais…)

Ler Mais

Nota de apoio da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares Ceará – RENAP/CE às Professoras e aos Professores da Faculdade de Direito da UFC

Expressamos nossa solidariedade às professoras Beatriz Rego Xavier e  Cynara Monteiro Mariano, bem como aos professores Felipe Braga Albuquerque, Gustavo César Machado Cabral e Newton de Menezes Albuquerque, todos professores da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará – UFC, diante dos atos de arbitrariedade e perseguição política por parte do diretor daquela casa universitária e do Reitor da referida universidade.

(mais…)

Ler Mais

Padre Julio Lancellotti: “Não se humaniza a vida numa sociedade como a nossa sem conflito”

Líder religioso, conhecido por seu trabalho com a população em situação de rua em São Paulo, fala ao EL PAÍS sobre seus 35 anos de sacerdócio. Alvo de críticas da extrema direita, ele voltou a sofrer ameaças durante a pandemia

por Felipe Betim, em El País

São oito horas da manhã de quinta-feira, 17 de setembro, e o padre Julio Lancellotti (São Paulo, 1948) veste jaleco branco, avental laranja, sandálias pretas, luvas de látex e uma máscara respiratória rosa com filtro embutido. Há uma fila de centenas de pessoas para tomar café da manhã no Núcleo de Convivência São Martinho de Lima, da prefeitura da capital paulista, e é o religioso quem aponta um termômetro para a testa de cada uma delas. Aos 71 anos, pertence ao grupo mais propenso a desenvolver complicações da covid-19, mas nem uma pandemia tão longa e mortífera freou sua convivência diária com a população que vive nas ruas de São Paulo.

(mais…)

Ler Mais

“Não podemos compactuar com atos de violação de direitos humanos e crimes financeiros”, diz bispo angolano sobre ruptura com Edir Macedo

Em entrevista à Pública, o bispo Felner Batalha, o primeiro a ser ordenado em Angola, explica a origem da revolta dos religiosos angolanos e diz que o líder da Universal tinha conhecimento dos problemas da igreja no país africano, mas não agiu para coibir os delitos

Por Tatiana Merlino, em Agência Pública

“Eu prefiro morrer do que perder essa causa para um negro.” “Não se deve dar pérolas aos porcos.” “Os africanos cheiram mal.” “Os negros têm lábios grossos e nariz avantajados porque seus antepassados olhavam para gorilas e macacos nas selva.” Essas são algumas das frases racistas que líderes religiosos brasileiros da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), entre eles seu líder máximo, Edir Macedo, teriam dito a bispos e pastores em Angola, onde a igreja está instalada desde 1992.

(mais…)

Ler Mais