Representantes dos Povos Indígenas no Ceará ocupam Coordenação Regional da Funai contra nomeação de gestora por indicação política

Por Janete Melo – Observatório Socioambiental

Representantes dos Povos Indígenas no Ceará ocuparam na manhã desta terça-feira, 21/2, e por tempo indeterminado, a Coordenação Regional Nordeste II da Fundação Nacional do Índio, em Fortaleza, contra a medida autoritária do Governo Federal que, através de ato do Ministério da Justiça, exonerou o atual coordenador e nomeou, sem consulta prévia aos povos indígenas no estado, uma nova coordenadora que é totalmente desconhecida das organizações indígenas. As representações afirmam que não irão aceitar a nomeação de uma pessoa que, acreditam, não irá contribuir em nada para atual conjuntura em que se encontra o órgão indigenista e, principalmente, que desconhece a realidade da situação fundiária, das lutas e dos direitos indígenas. As lideranças afirmam que só deixarão a sede quando o ato do MJ for revogado.

(mais…)

Ler Mais

Pueblos aislados de Bolivia en riesgo por proyecto petrolero

Un proyecto de hidrocarburos en Bolivia está a punto de acabar con el estilo de vida de comunidades en aislamiento. Pese a las advertencias de la CIDH, las labores de exploración continúan por parte de la petrolera YPFB. ¿Y la plurinacionalidad?

Por José Carlos Díaz Zanelli – Servindi

Un nuevo atentado contra la autonomía de los pueblos indígenas y en aislamiento voluntario está a punto de cometerse en Bolivia. Esto debido a que la compañía china de petróleo BNG estaría realizando labores de exploraciones en territorio reservados para pueblos en aislamiento. Lo que agravaría todo es que la obra se da por encargo de la petrolera estatal YPFB. (mais…)

Ler Mais

Alertan inconstitucionalidad de DL 1333 que facilitará despojo de tierras

Dirigente campesino y especialista expresan preocupación por creación de APIP, órgano autónomo que decidirá el destino de territorios indígenas

Servindi

“El gobierno nos está aplicando medidas neoliberales que pretenden sacarnos de nuestros territorios a las comunidades campesinas y nativas, con el supuesto de grandes inversiones” manifestó Marcelino Bustamante, líder nacional de la Confederación Nacional Agraria (CNA). (mais…)

Ler Mais

Em memória de Sepé Tiaraju, povo Guarani Mbya reafirma luta pelos territórios tradicionais

Por Conselho de Articulação do Povo Guarani (CAPG), no Cimi

A luta e o martírio Guarani Sepé Tiaraju foram lembrados nesta terça-feira, dia 7, pelo povo do grande líder. Lideranças Mbya Guarani do Rio Grande do Sul promoveram um encontro do Conselho de Articulação do Povo Guarani (CAPG). A reunião refletiu ainda sobre o contexto sócio-político do país, além dos desafios para a consolidação e garantia dos direitos indígenas. (mais…)

Ler Mais

Avança destruição do Rio Xingu

Oswaldo Braga de Souza e Isabel Harari – Correio da Cidadania

A empresa canadense Belo Sun anunciou a concessão da licença de instalação do projeto Volta Grande de Mineração, vizinho à hidrelétrica de Belo Monte, em Senador José Porfírio (PA), antes de o governo paraense formalizar a medida. A mineradora publicou um release em inglês com a notícia antes do fim da reunião da equipe da Secretaria de Meio Ambiente estadual (Semas) que discutiria a autorização. O governo do Pará é chefiado por Simão Jatene (PSDB). (mais…)

Ler Mais

O que o velho Araweté pensa dos brancos enquanto seu mundo é destruído?, por Eliane Brum

O Brasil etnocida avança na Amazônia paraense: primeiro Belo Monte, agora Belo Sun

No El País Brasil

Ele era um ancião. Seu povo, Araweté. Tinha o corpo vermelho de urucum. O cabelo num corte arredondado. E estava sentado ereto, as mãos abraçando o arco e as flechas à sua frente. Ficou assim por quase 12 horas. Não comeu. Não vergou. Eu o olhava, mas ele jamais estabeleceu um contato visual comigo. Diante dele, lideranças indígenas dos vários povos atingidos por Belo Monte se revezavam no microfone exigindo o cumprimento dos acordos pela Norte Energia, a empresa concessionária da hidrelétrica, e o fortalecimento da Funai. Ele, como outros, não entendia o português. Estava ali, sentado numa cadeira de plástico vermelho, no centro de convenções de Altamira, no Pará. O que ele via? Há 40 anos, ele e seu povo nem mesmo sabiam que existia algo chamado Brasil. Possivelmente isso siga não fazendo nenhum sentido, mas agora ele está ali, debaixo de luminárias, sentado numa cadeira de plástico vermelho, aguardando seu destino ser decidido em português. O que ele via? (mais…)

Ler Mais

Mineração e povos indígenas: Brasil e Canadá estão no mesmo barco

Empresa canadense Belo Sun planeja a extração de 600 toneladas de ouro nos próximos 12 anos na Volta Grande do Rio Xingu

Por Leonardo Barros Soares*, Brasil de Fato

A mineradora Belo Sun planeja a extração de ouro na Volta Grande do Xingu, com a previsão de produção de 600 toneladas de ouro nos próximos 12 anos. Só de impostos arrecadados está prevista a soma de R$ 235 milhões, destinados ao município de Senador José Porfírio. O estudo de viabilidade ambiental é assinado pelo mesmo engenheiro indiciado no caso do rompimento da barragem de rejeitos em Mariana, com as conhecidas repercussões socioambientais conhecidas. Lembrando o famoso livro de Gabriel García Márquez, a crônica de uma tragédia anunciada, dessa vez não por uma empresa brasileira, mas canadense. (mais…)

Ler Mais

Congresso reunido, recomeça o pesadelo

Três decretos legislativos e dois projetos de lei podem facilitar licenciamento ambiental de obras devastadoras. Bacia do Tapajós é alvo central. Bancada ruralista tem pressa

Por Mauricio Torres e Sue Branford – Outras Palavras

Um Congresso Nacional conservador como não se via há tempos alinha-se para aprovar uma enxurrada de normas que, juntas, desmantelarão grande parte da legislação nacional que protege o meio ambiente e garante direito aos povos indígenas e comunidades tradicionais. Um esforço que, ao que tudo indica, se intensificará em 2017. (mais…)

Ler Mais

Para onde caminha o mundo do trabalho?

por Carla Clemente*, no Jornal Santista

No dia 28 de janeiro de 2004, quatro funcionários do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) foram brutalmente executados enquanto realizavam uma diligência de rotina para apurar sérias denúncias de abuso e exploração contra trabalhadores em fazendas no município de Unaí (MG) localizada a apenas 160 quilômetros de Brasília. (mais…)

Ler Mais

A autodemarcação da Terra Indígena Tupinambá no Baixo Tapajós

Para os Tupinambá, a luta em defesa do território é por todos. Se a mata for derrubada, os efeitos negativos atingirão a todos os moradores, e não distinguirão indígenas de não-indígenas 

Por Fábio Zuker, no Nexo

“Êee Fábio… imagina tudo isso aqui virar soja”. Com um sorriso algo apreensivo, e um olhar receoso, o comentário de Seu Braz, cacique geral dos Tupinambá no Baixo Tapajós, logo no primeiro dia de intensa caminhada na floresta, era um desabafo sincero acerca dos perigos que rondam a região. Os motivos que levaram o cacique, morador da aldeia de São Francisco localizada na Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns (Resex Tapajós-Arapiuns) em Santarém (Pará), a organizar a abertura de uma picada junto a outros guerreiros Tupinambá e demarcar, de maneira autônoma, o seu território milenar são diversos: de um lado, as ameaças crescentes com a expansão do agronegócio, as madeireiras e a mineração, de outro, a inação da Funai e do governo federal para proteger os direitos das populações indígenas. (mais…)

Ler Mais