III Fórum Nacional dos Museus indígenas do Brasil

De 19 a 21 de outubro de 2017 – Comunidade indígena de Nazaré – Povo Tabajara

No Observatório Socioambiental

O III Fórum Nacional dos Museus Indígenas do Brasil ocorrerá no período de 19 a 21 de outubro, na Comunidade indígena de Nazaré, povo Tabajara (Lagoa de São Francisco, no estado do Piauí). O evento é organizado pela Rede Indígena de Memória e Museologia Social.

O Fórum Nacional dos Museus Indígenas é o principal encontro de povos indígenas que protagonizam processos museológicos comunitários e participativos em seus territórios no Brasil.

As duas primeiras edições deste encontro, que aconteceram nos estados do Ceará (Museu dos Kanindé, aldeia Sítio Fernandes, Aratuba-CE, maio de 2015) e de Pernambuco (Museu Kapinawá, aldeia Mina Grande, Buíque-PE, agosto de 2016), possibilitaram o crescimento desta Rede, a ampliação de seus participantes e o conhecimento mútuo entre as diversas coletividades que vem atuando com projetos de memória, patrimônio cultural e museologia comunitária no Brasil.

Em sua terceira edição, o Fórum Nacional de Museus Indígenas acontecerá nos dias 19, 20 e 21 de outubro de 2017 na comunidade Nazaré do povo Tabajara, localizada na zona rural do município de Lagoa de São Francisco, estado do Piauí, região Nordeste do Brasil. O encontro será promovido através de uma parceria entre a Rede Indígena de Memória e Museologia Social e as organizações que dela participam, a Associação dos Povos Indígenas Tabajara Tapuio Itamaraty da Comunidade Nazaré e os demais povos indígenas do estado do Piauí.

O III Fórum Nacional de Museus Indígenas tem como principais objetivos efetuar um intercâmbio entre povos indígenas para a troca de experiências, conhecimentos e saberes, a articulação interinstitucional e a formação em rede. Além de indígenas de todo país, o encontro contará também com a participação de representantes da Red America de Museos Comunitarios e da Unión de Museos Comunitarios de Oaxaca (UMCO), configurando a culminância de um diálogo efetuado entre integrantes da Rede Indígena de Memória e Museologia Social e representantes de museus indígenas e comunitários da América Latina que estão organizados através de redes.

QUEREMOS SEU APOIO!

Campanha de financiamento para realização do III Fórum Nacional de Museus Indígenas. Colaborando, o seu nome estará na lista de apoiadores!

Acesse aqui ou na guia abaixo e conheça as recompensas.

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO COLABORATIVO 

Nessa reta final da campanha de financiamento colaborativo para contribuir com a realização do III Fórum Nacional de Museus Indígenas do Brasil estamos divulgando os brindes que foram reunidos entre os integrantes da Rede Indígena de Memória e Museologia Social e parceiros.

Cada pessoa que efetuar uma doação terá direito a escolher um brinde de acordo com o valor, que será enviado diretamente à sua casa ou entregue no Piauí, no primeiro dia de Fórum!

Não deixem de conhecer os brindes super interessantes que estão disponíveis para quem contribuir nesta construção coletiva!!! São livros, artes e artesanatos, roupas e revistas, documentários e catálogos e muito mais!!!

Sobre a Rede Indígena de Memória e Museologia Social no Brasil

A rede indígena de memória e museologia social surgiu em 2014, com o objetivo de aproximar as populações indígenas que possuem museus comunitários no Brasil, através da realização de encontros, intercâmbios e processos de formação para a auto-Gestão museológica. Realizaram-se dois encontros nacionais, nos estados do Ceará (Museu dos kanindé, Aldeia Sítio Fernandes, Aratuba-CE, maio de 2015) e de Pernambuco (Museu Kapinawá, aldeia mina grande, Buíque-Pe, agosto de 2016 ), que contribuíram para o alargamento dos seus participantes e para o conhecimento mútuo entre as diversas coletividades étnicas que atuam com projetos de memória, Patrimônio Cultural e museologia no território brasileiro.

INSCRIÇÕES ABERTAS

III Fórum Nacional de Museus Indígenas do Brasil.

Data: 19 a 21 de outubro de 2017

Local: Comunidade indígena de Nazaré, povo Tabajara (Lagoa de São Francisco, Piauí)

Realização: Rede Indígena de Memória e Museologia Social do Brasil.

Faça aqui a sua inscrição

Contatos e informações:

Email: redememoriaindigena@gmail.com

Página no Facebook: @redeindigenamemoria

Comments (1)

  1. Que bacana perceber o crescimento da indianidade no Piauí, minha terra natal. Cerca de doze anos atrás estive trocando idéias com alguns apoiadores do movimento dos Itacoatiara de Piracuruca. Nos últimos dez anos o movimento cresceu. Lamentavelmente não tenho tempo para participar do evento sobre museus, ainda que como mero ouvinte, visto que não tenho expertise no campo museológico.
    A propósito, fico sem entender porque a UFBA não destina uma melhor função educativa e cultural ao seu Museu de Arqueologia e Etnologia. Ano passado enviei-lhes uma carta amistosa, com sugestões e pedido de informações – sequer tiveram a delicadeza de confirmar o recebimento.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.