Pais de alunos de escola no RJ tentam censurar livro sobre cultura africana

Diante de reclamações de pais com relação à adoção do livro “Omo-Oba – Histórias de Princesas”, que trata sobre cultura africana, a escola Firjan/Sesi de Volta Redonda (RJ) resolveu substituí-lo por outro. Depois da repercussão negativa e de comentários da própria autora da obra, escola voltou atrás

Na Fórum

Viralizou nas redes sociais a postagem da mãe de um aluno negro da escola Firjan/Sesi de Volta Redonda (RJ) denunciando o comunicado da instituição de que trocaria um livro sobre cultura africana indicado aos alunos em uma disciplina por outro após reclamações de alguns pais. (mais…)

Ler Mais

Reforma da Previdência: Globo levou 1/3 dos milhões que Temer queimou em publicidade. Temos a lista

, The Intercept Brasil

A INTENSA EMPREITADA do governo Temer para aprovar a reforma da Previdência nadou, nadou e morreu na praia. Mas, antes, deixou mais gordos os cofres do maior conglomerado de mídia do país. Dados conseguidos pela agência Livre.jor com a Secretaria de Comunicação da Presidência, via Lei de Acesso à Informação, revelam que o Grupo Globo faturou R$ 38,6 milhões para propagandear a necessidade de mudanças nas regras de aposentadoria dos brasileiros. O valor equivale a pouco mais de um terço de tudo o que foi gasto com a campanha publicitária: R$ 110 milhões. (mais…)

Ler Mais

PA – Famílias sem terra ficam abandonadas após sofrerem fumigação com agrotóxicos

Até o momento, nenhuma equipe de assistência à saúde visitou a comunidade

Rafael Garcia, Rádio Brasil Atual, no Brasil de Fato

Nieves Rodrigues, da coordenação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra no estado do Pará, fala sobre a situação das cerca de 300 famílias acampadas na fazenda Fortaleza, na região de Marabá, no sul do estado, atingidas por uma “chuva de veneno” lançada por um avião pulverizador de agrotóxicos no último sábado. (mais…)

Ler Mais

Desembargadora que ofendeu Marielle criticou Zumbi dos Palmares e pediu fuzilamento de Jean Wyllys

Marília de Castro Neves Vieira também afirma que Lei Maria da Penha pode ser usada “covardemente” contra homens

Por Gil Alessi, no El País Brasil

Para a desembargadora Marília de Castro Neves Vieira, da 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o líder negro Zumbi dos Palmares é um “mito inventado”, que serviria para “estimular um racismo que o Brasil até então não conhecia”. A magistrada, que ganhou os holofotes ao escrever no Facebook mentiras sobre a vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no dia 14, coleciona posts de cunho machista e homofóbicos na rede social. Sobre o fundador do quilombo dos Palmares, o maior do Brasil, Vieira afirma que “talvez o povo entenda que investir na educação não é (…) inventar mitos históricos como Zumbi para estimular um racismo que o Brasil até então não conhecia”. (mais…)

Ler Mais

Precisamos falar sobre Anderson Gomes

Por Roberta Maia Gresta, no Justificando

Diante da imensa mobilização política (no sentido mais amplo da palavra) que seguiu se seguiu ao assassinato da Vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro, algumas vozes começam a protestar contra o que seria, aparentemente, um “privilégio fúnebre” negado a outras pessoas mortas de forma violenta. Dentre as vítimas supostamente relegadas a segundo plano, estaria Anderson Gomes.

Anderson era o motorista de Marielle Franco. Casado, tinha um filho bebê. Foi morto porque quem foi matar Marielle pouco se importava com quem eliminaria junto. Sua morte mostra a banalização da violência. É resultado monstruoso de uma coincidência: estar no lugar errado na hora errada. (mais…)

Ler Mais

Não deixe que a política radical de Marielle seja explorada ou apagada, como o Fantástico tentou fazer

Glenn Greenwald, The Intercept Brasil

No último domingo, a Rede Globo dedicou 45 minutos de seu popular programa “Fantástico” à execução de Marielle Franco e ao assassinato de seu motorista, Anderson Gomes. Essa história vem dominando as manchetes no Brasil durante a última semana, e continua recebendo destaque em órgãos de imprensa do mundo todo. (mais…)

Ler Mais

Funcionários denunciam que EBC vetou cobertura de manifestações por Marielle

Direção da emissora restringe cobertura de protestos contra execução da vereadora sob a desculpa de que são “repetitivos e cansativos”

No Socialista Morena

Os jornalistas e radialistas da Empresa Brasil de Comunicação, emissora pública, estão denunciando o veto pela direção à cobertura de manifestações sobre a execução da vereadora Marielle Franco, do PSOL. O site teve acesso a um e-mail que mostra o gerente-executivo da Agência Brasil, Alberto Mendonça Coura, orientando a equipe a não cobrir mais os protestos porque seriam “repetitivos e cansativos”. (mais…)

Ler Mais

Em debate sobre privatização das águas, PFDC defende maior controle do Estado sobre atividades das grandes corporações

Encontro fez parte da programação do Fórum Mundial Alternativo da Água (Fama) e colocou em destaque as violações de direitos humanos provocadas pelo uso inapropriado dos recursos hídricos

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC)

“Eu acho que nós temos como pensar agora em responsabilizar Estado e grandes corporações por esses danos que causam ao conjunto das populações”, defendeu a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, durante o debate “Privatização e contaminação das águas”, realizado no último domingo (18) na Universidade de Brasília (UnB). O encontro fez parte da programação do Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama) e colocou em debate aspectos relacionados a ameaças aos povos, comunidades tradicionais e às mulheres; saúde; comprometimento da segurança e da soberania alimentar; captura corporativa das águas e a arquitetura da impunidade aos responsáveis pelas violações de direitos.  (mais…)

Ler Mais

Quilombo do Curiaú terá apoio dos MPs para solução de problemas na comunidade

Instituições vão cobrar dos órgãos públicos que atendam às demandas dos remanescentes de quilombo do Curiaú

Ministério Público Federal no Amapá

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual (MPAP) estiveram no Quilombo do Curiaú para ouvir demandas da comunidade sobre questões ambientais, fundiárias e de segurança pública. Moradores pediram apoio das instituições para cobrar dos órgãos responsáveis, senão a solução, alternativas para amenizar os problemas que têm ocorrido no território. A audiência pública, promovida pela Associação de Moradores do Quilombo do Curiaú, ocorreu na última sexta-feira (16), na Escola José Bonifácio, na zona norte de Macapá.  (mais…)

Ler Mais