A posse

Por Lília Diniz

Tá bom senhor presidente, respondendo a sua inoportuna mensagem, que invadiu meu celular, confirmo que:

além de não levar a mim mesma para sua posse, informo que dona poesia também não irá! Ela estará em delírio gozoso com Gullar, Mercedes Sosa, Violeta Parra, Brecht, Maiakovski, Artur Gomes, Adeilton Lima, Celso Borges, Margô, Marina Mara, Edmilson Souza, Neruda… cantando para o proletariado e para quem tiver ouvidos de ouvir e coração de sentir.

Não irá a boniteza do povo indígena que rasgueia a floresta e resiste ao trator da ganância com urucum, jenipapo e cocares nascidos de uma sabedoria inatingível aos senhores da devastação e da monocultura.

Não irá a alegria do povo negro. Nesse dia o Rei de Aruanda descerá a terra para defumar os terreiros dos corações infestados pela erva daninha da ganância e desmanchar demanda dos portadores da desesperança.

Também, não participará da farsa toda aquela gente que samba, canta e sabe que “amanhã será outro dia”.

Não irão as mãos cavouqueiras que acariciam o milharal florido nos campos da reforma agrária, como se fosse os cabelos da pessoa amada.

Não serás presenteado com a felicidade dos casais homoafetivos que sabem amar e desarmam a hipocrisia e o medo com beijos e afetos.

Tampouco o artista que constrói sua arte com leveza, suor, trabalho e horas de êxtase para o gozo sublime dos que sabem gozar.

A empregada doméstica e sua carteira assinada não desfilarão no tapete da mentira, estarão limpando e enfeitando de flores os porões nefastos da pátria mãe gentil.

Não irá a dignidade do cotista que honra sua própria história e sabe de onde veio e para onde vai, estarão reescrevendo o presente no aqui agora da liberdade, sem hipocrisia.

As mulheres libertárias estarão muito ocupadas tecendo a liberdade com os fios de ouro da igualdade, da justiça e da fraternidade. Não irão! Contudo os sussurros delas chegarão aos seus ouvidos, como o vento cortando o tempo: #elenão

Certamente, somente os que andam desacompanhados de si mesmos ao teu lado estarão.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

oito + quinze =