Quebradeiras de Coco Babaçu se reúnem em São Domingos do Araguaia (PA)

Pela primeira vez em terras paraenses, o VIII Encontrão das Quebradeiras de Coco Babaçu teve início nesta quinta-feira, 7, e segue até sábado, dia 9 de fevereiro, no município de São Domingos do Araguaia, no Pará

CPT, com informações do MIQCB

Cerca de 300 quebradeiras de coco babaçu dos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Pará, além de organizações e movimentos sociais parceiras do MIQCB participam do evento, cujo tema é “Mulheres quebradeiras de coco: Resistência nos babaçuais”.

Entre os temas abordados no evento estão: o desafio do acesso livre ao território onde estão os babaçuais; a queima das florestas do coco babaçu e das pindovas (palmeiras jovens de babaçu); as violências físicas e psicológicas sofridas pelas quebradeiras de coco babaçu.

Durante os três dias de programação, além da eleição para a coordenação geral do MIQCB e confirmação das coordenadoras regionais (eleitas ao longo da realização dos Encontrinhos), será definido o Planejamento Estratégico do movimento para os próximos cinco anos e apresentado o seu novo Estatuto.

Preparação

Em novembro de 2018 começaram a ser realizados os “encontrinhos” nas seis Regionais do MIQCB nos estados do Maranhão, Pará, Piauí e Tocantins. Durante as atividades foram trabalhados três eixos estratégicos para o movimento: acesso livre ao território e babaçu; educação contextualizada; e acesso ao conhecimento e economia solidária.

 As dificuldades e oportunidades levantadas ao longo dos “encontrinhos” serão consolidadas no Planejamento Estratégico.

O Encontrão é realizado pelo MIQCB, e conta com o apoio da União Europeia, Fundação Ford, ActionAid, DGM Brasil, e ASW.

Imagem: Thomas Bauer – CPT Bahia

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

quatro × 2 =