Índios fazem bloqueio parcial em estrada de acesso a Belo Monte

Circulação de veículos particulares é liberada a cada meia hora

Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil 

Cento e cinquenta indígenas de seis aldeias estão bloqueando parcialmente a estrada de acesso à Usina Hidrelétrica de Belo Monte, na Bacia do Rio Xingú, no centro do Pará, próxima a Altamira. O bloqueio é feito com quatro ônibus do consórcio Norte Energia, responsável pela usina.

De acordo com cacique Leo Xitaya, o bloqueio começou às 17 horas de sexta-feira (26). Segundo ele, a cada 30 minutos, carros particulares, ônibus e caminhões têm a barreira liberada. Ambulâncias têm passe livre constante. Apenas os veículos identificados com o consórcio estão com a circulação impedida.

O bloqueio ocorre devido à insatisfação dos índios com as novas empresas contratadas pela Norte Energia para executar atividades produtivas descritas no Plano Básico Ambiental – Componente Indígena (PBA-CI), estabelecido como compensação ao impacto ambiental da hidrelétrica.

Segundo Xitaya, os indígenas não foram consultados durante a contratação das empresas e desejam a volta dos antigos prestadores de serviço. De acordo com ele, apesar terem manifestado a insatisfação junto à Norte Energia não obtiveram nenhum retorno da empresa.

“Estamos cansados de ouvir promessas e eles não resolverem”, reclamou o cacique, que prevê a possibilidade de bloqueio total caso não venham a ser atendidos.

Agência Brasil fez contato com a empresa por meio da central de atendimento da usina (0800 091 2810), mas não obteve resposta dos responsáveis ou nota da assessoria de imprensa sobre o bloqueio e o andamento do PBA-CI.

A Norte Energia é formada com o capital da estatal Eletrobrás (49,98%), mais seis empresas e dois fundos de pensão.

O ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, e o presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, visitaram em março as obras de compensação da Norte Energia em Altamira (PA). Segundo o site da Funai, a visita se deu a pedido das lideranças indígenas.

Edição: Maria Claudia

Índio durante protesto em área da obra da usina hidrelétrica de Belo Monte. Foto: Glaydson Castro / TV Liberal

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

11 − seis =