Governo pretende entregar 20 parques nacionais para a iniciativa privada

Decisão acontece mesmo após críticas de oito ex-ministros do Meio Ambiente contra o desmonte das políticas ambientais

No Brasil de Fato

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles informou que pretende conceder 20 unidades de conservação para a iniciativa privada. Entre as propriedades estão Jericoacoara(CE), Lençóis Maranhenses (MA), Chapada dos Guimarães (MT) e Aparados da Serra (RS).

Salles afirmou que a concessão para que empresas explorem as regiões, com oferta de serviços e turismo, deve acontecer ainda esse ano. Ele também disse que a ideia é criar o mínimo de restrições e define o modelo como “toma que o filho é teu”.

Hoje, os parques que devem entrar no pacote são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Diversidade (ICMBio). Entre eles estão algumas das regiões de belezas naturais mais conhecidas do Brasil. As quatro primeiras unidades que serão ofertadas recebem cerca de 450 mil pessoas por ano.

O ministro disse ainda que a decisão tem como objetivo fazer com que as unidades de conservação tenham uma destinação econômica, diminuindo assim, a dependência do orçamento público.

Desmonte

Ainda de acordo com reportagem do Estado de São Paulo, essa decisão faz parte de uma política maior, que pretende revisar a criação de todas as 334 unidades administradas pelo ICMBio. 

O governo quer alterar a categoria das unidades para permitir a exploração comercial das áreas. Essas mudanças só podem ser feitas por meio de projeto de lei e precisam ser analisadas e aprovadas pelo Congresso Nacional.

Ação histórica

As decisões de Ricardo Salles dentro do Ministério do Meio Ambiente foram duramente criticadas por uma frente inédita, formada por oito ex-ministros da pasta.

O grupo acusa o governo de Jair Bolsonaro de promover uma “política sistemática, constante e deliberada de destruição das políticas ambientais”.

Rubens Ricupero, Gustavo Krause, José Sarney Filho, José Carlos Carvalho, Marina Silva, Carlos Minc, Izabella Teixeira e Edson Duarte se reuniram na última quarta-feira (08) para lançar um alerta para a sociedade brasileira e para todo o mundo. 

Edição: Luiz Albuquerque

Imagem: ALAI

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

16 + 13 =