#VazaJato 6: Intercept mostra Moro ‘pautando’ nota oficial dos procuradores contra “showzinho” da defesa de Lula

Tania Pacheco

Horas depois de Sérgio Moro ter mais uma vez corroborado as reportagens do The Intercept Brasil, alegando que uma informação repassada para a Lava Jato sobre o que considerava uma possível nova denúncia contra Lula teria sido um “descuido”, Gleen Greenwald, Rafael Moro Martins, Leandro Demori e Amanda Audi publicaram mais um capítulo sobre as ações da “República de Curitiba”. E, desta vez, a reportagem (Parte 6) já é acompanhada da íntegra das trocas de mensagem nela citadas.

Agora, o interlocutor principal de Moro não é Deltan Dallagnol, mas o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que representara a Lava Jato no depoimento do ex-Presidente da República. É a ele que Moro sugere:

Moro – 22:12 – Talvez vcs devessem amanhã editar uma nota esclarecendo as contradições do depoimento com o resto das provas ou com o depoimento anterior dele
Moro – 22:13 – Por que a Defesa já fez o showzinho dela.

Ao que o procurador prontamente responde:

Santos Lima – 22:13 – Podemos fazer. Vou conversar com o pessoal.

Num dos grupos de discussão dos procuradores da LJ, Carlos Fernando dos Santos Lima sugere, entretanto, uma entrevista no dia seguinte em Recife, para onde estaria viajando, com “alguém da Globo”. Mas a ‘sugestão’ de atual ministro da Justiça de Bolsonaro acaba prevalecendo, apesar da posição contrária da assessoria de comunicação do grupo, como a reportagem também mostra.

Como diz o Intercept, “essas conversas provam que Moro estava sugerindo estratégias para que os procuradores realizassem sua campanha pública contra o próprio réu que ele estava julgando”.

A íntegra da matéria pode ser lida a partir do título abaixo.

Toda força para #GlennGreenwald e toda a turma do #TheInterceptBrasil.

***

‘A DEFESA JÁ FEZ O SHOWZINHO DELA’

Sergio Moro, enquanto julgava Lula, sugeriu à Lava Jato emitir uma nota oficial contra a defesa. Eles acataram e pautaram a imprensa.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

oito + 4 =