Carta do 5º Encontro Tocantinense de Agroecologia

Em Associação União das Aldeias Apinajé –PEMPXÀ

Inspiradas e inspirados pela mística das histórias de lutas e resistências das quebradeiras de coco babaçu, nós, povos originários Apinajé, Krahô, Kanela do Tocantins, Tapuia, Xerente, Krahô Takaywrá, agricultores(as) familiares, camponeses(as), quilombolas, pescadores(as) artesanais, ribeirinhos(as), quebradeiras de coco, estudantes, juventudes rurais, pesquisadores, professores, assessores(as), entidades de apoio e movimentos sindical e social, pastorais sociais de todas as regiões do Tocantins e dos estados do Piauí, Maranhão, Pará e Goiás, convidados nacionais e internacionais,  reunidos com mais de 600 pessoas no V Encontro Tocantinense de Agroecologia, que teve como tema inspirador ‘’Territórios Agroecológicos: Tecendo resistências e esperança para o campo e a cidade na construção da democracia popular e do Bem Viver’’, na Comunidade Sete Barracas, município de São Miguel do Tocantins (TO),  realizado entre 24 e 27 de outubro de 2019, denunciamos:

(mais…)

Ler Mais

#16Octubre: Llamado de Acción LVC- ¡Soberanía Alimentaria con Derechos Campesinos YA!

La Vía Campesina

La Vía Campesina y sus aliados en todo el mundo conmemoran, este 16 de Octubre, el Día Internacional de Acción por la Soberanía Alimentaria de los Pueblos y contra las transnacionales. Como cada año llaman a afirmar que es sólo con Soberanía Alimentaria y Agroecología Campesina que se puede acabar con el hambre en el mundo.

(mais…)

Ler Mais

Guardiãs e guardiões de sementes crioulas partilham grãos como forma de resistência

“Saber popular se contrapõe ao monopólio de grandes multinacionais”, afirma produtor

Por Lu Sudré, em Brasil de Fato / MST

De geração em geração, de família em família. O cultivo de sementes crioulas, grãos de alimentos naturais sem qualquer alteração genética ou mutação por produtos químicos, é uma valiosa herança defendida e transmitida por agricultores que lutam pela produção saudável de alimentos desde sua germinação.

(mais…)

Ler Mais

No Semiárido, organizações debatem conjuntura e constroem ações unitárias em PE

Plenária da Articulação Semiárido Brasileiro em Pernambuco reúne movimentos populares para debater estratégias de luta

Vanessa Gonzaga, Brasil de Fato

Nesta terça (24), a cidade de Triunfo, no Sertão pernambucano, recebe a Plenária Ampliada da Articulação do Semiárido Brasileiro com os Movimentos Sociais. Com representações de movimentos populares de mulheres, juventude, sindicatos, cooperativas e Organizações não Governamentais, a proposta da atividade é fazer uma síntese dos processos de luta, formação e organização protagonizados pelas organizações em todo o estado, tanto no campo quanto na cidade, fortalecendo a organização popular em torno da defesa da Agroecologia. 

(mais…)

Ler Mais

Filme sobre agroecologia e MST será exibido na Cúpula Climática da ONU

Vídeo apresenta a produção agroecológica do assentamento Contestado, localizado na Lapa (PR), a 60 quilômetros de Curitiba

Por Setor de Comunicação e Cultural do MST-PR / Da Página do MST

A produção agroecológica do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) terá espaço na Cúpula Climática da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, Estados Unidos, nesta segunda-feira (23). Isso porque o curta-metragem “O que é agroecologia” venceu o Concurso Global de Vídeos da Juventude sobre Mudanças Climáticas – TVEBioMovies 2019, promovido pela ONU. 

(mais…)

Ler Mais

Livre uso da biodiversidade, do território e do conhecimento tradicional: pilares da autoproteção dos povos

Reunida no Assentamento Contestado (PR), articulação nacional se debruça sobre experiências agroecológicas como meio de nutrir a resistência.

Por Terra de Direitos

Organizações sociais, movimentos populares e redes de resgate de sementes crioulas que compõem o Grupo de Trabalho Biodiversidade da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), realizaram, em seminário entre os dias 11 e 13 de setembro, na Escola Latino Americana de Agroecologia (ELAA), localizada no Assentamento Contestado, na Lapa (PR), a troca de experiências entre práticas que fortalecem processos organizativos e promovem a sócio e agrobiodiversidade brasileira. 

(mais…)

Ler Mais

“Reforma Agrária é o grande programa ambiental”

A afirmação é da engenheira florestal Cláudia Sonda, do Instituto Ambiental do Paraná. Segundo ela, experiências mostram que agroecologia é o caminho pra proteger o meio ambiente

Por Alan Tygel, em Página do MST

Duas semanas após os incêndios na Amazônia que chocaram o mundo, a cidade de Curitiba recebeu a 18ª edição da Jornada de Agroecologia. A praça Santos Andrade virou palco para centenas de camponesas e camponeses que produzem alimentos saudáveis, geram renda para as suas famílias e de quebra preservam e recuperam o meio ambiente.

(mais…)

Ler Mais

Em seminário, sociedade civil discute soberania alimentar, redução de agrotóxicos e acesso à terra

Debate defendeu a agroecologia como caminho para levar comida saudável para à população brasileira

Por Iris Pacheco e Hony Riquison, em Página do MST

Nesta terça-feira (03) ocorreu o Seminário Terra e territórios: alimentação saudável e redução de agrotóxicos, realizado no Auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados, em Brasília

(mais…)

Ler Mais

Mulheres do Sertão do São Francisco debatem feminismo e agroecologia

Liberdade, empoderamento, respeito, organização e coragem. Estas foram algumas das palavras escritas em pétalas que formaram uma grande margarida no primeiro dia da 18ª Assembleia da Rede Mulher do Sertão do São Francisco, na Bahia. 

CPT Juazeiro

Além da força dos sentimentos escritos, o símbolo escolhido para o início do encontro foi bastante representativo. A flor fez memória à 6ª Marcha das Margaridas, que aconteceu no mês passado, em Brasília, e levou 100 mil mulheres às ruas.

(mais…)

Ler Mais

Comer é um ato político: sociedade civil se mobiliza por uma alimentação saudável e acesso à terra

Pedro Calvi, CDHM

Nesta terça-feira (3/9), quatro comissões da Câmara dos Deputados reuniram agricultores familiares, estudantes, empresários e organizações não-governamentais (ONGs) no seminário “Terra e Territórios: Alimentação Saudável e Redução de Agrotóxicos”. A ideia de reunir todos os segmentos que produzem alimentação saudável e são ligados à democratização do acesso à terra surgiu diante dos retrocessos nas políticas públicas e de participação social. E, principalmente, para articular setores rurais e urbanos, agrários e ambientalistas diante do aumento da disputa pela terra nos territórios brasileiros. O seminário é uma parceria entre as comissões de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), de Legislação Participativa (CLP), de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e de Agricultura (CMADS), Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR).

(mais…)

Ler Mais