Denunciado por fraude contra credores em frigorífico, deputado lidera lobby por perdão de dívidas

Membro da “bancada do Refis”, Kaefer era o deputado mais rico na eleição de 2014 e deve R$ 52,8 milhões ao Fisco; ele é considerado um dos aliados mais fiéis do Planalto no Congresso

De Olho nos Ruralistas

O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu na semana passada duas denúncias da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o deputado federal Alfredo Kaefer (PSL-PR). De acordo com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o deputado praticou diversos crimes visando obter vantagens ilícitas para suas empresas falidas, causando danos aos credores públicos e privados. A PGR pede o bloqueio de R$ 341 milhões e a indisponibilidade dos bens das 14 empresas ligadas a Kaefer. (mais…)

Ler Mais

Grilagem: um em cada cinco presos em operações de terras públicas no DF é servidor público

Entres os investigados estão bombeiros, PMs, funcionários de empresas públicas e até trabalhadores da Agência de Fiscalização (Agefis)

Por Mirelle Pinheiro, na Metropoles

A cobiça por terras públicas no Distrito Federal levou 50 pessoas para a cadeia em 2017. Chama atenção que, entre os grileiros presos em operações da Polícia Civil, muitos deveriam justamente zelar pelo patrimônio do governo. Desse total, de cada cinco detidos pelo crime de parcelamento irregular do solo, um é servidor público. (mais…)

Ler Mais

Temer diz que não vão com sua cara. Falta afeto? Não, sobra racionalidade, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

”Às vezes, as pessoas não vão com a minha cara. Dizem ‘não vou com a cara desse Temer’. Não tem problema. O problema é analisar de maneira fria o que está sendo feito no meu governo.”

A declaração de Temer a uma rádio na Bahia, nesta quarta (31), é intrigante. Qual será a razão das pessoas não irem com  a cara dele? (mais…)

Ler Mais

Promotores proíbem FGV de medir danos causados pela tragédia de Mariana para Samarco

Reportagem do EM já tinha denunciado em novembro do ano passado um conflito de interesses no contrato, em função de a Vale, que é controladora da Samarco, ter suplente para ocupar vaga na instituição

Mateus Parreiras – Estado de Minas

A Procuradoria das Fundações do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro (MPRJ) não autorizou a contratação da Fundação Getulio Vargas (FGV) pela Samarco para avaliar e mensurar os danos socioeconômicos ao longo da Bacia Hidrográfica do Rio Doce causados pelo rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana, em 2015. E, diante do posicionamento contrário do MPRJ, as forças-tarefas do Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público de Minas Gerais (MPE-MG) entenderam que a celebração do contrato deveria ser suspensa até esclarecimento da questão, o que já foi comunicado ao juiz da 12ª Vara Federal de Belo Horizonte. Vários vícios teriam sido encontrados no contrato, que é parte das medidas aditivas ao Termo Transacionado de Ajustamento de Condutas (TTAC) impostas pela força-tarefa Rio Doce, em novembro do ano passado. (mais…)

Ler Mais

Febre amarela seria menor se país tivesse um Ministério do “Vai Dar Merda”, por Leonardo Sakamoto

Blog do Sakamoto

Sei que pode parecer insensato sugerir o aumento no número de ministérios, ainda mais em um momento em que a crise econômica aperta o cinto do país. Mas dentre todas as pastas que cuidam de assuntos importantes para a vida dos brasileiros, poucas seriam tão fundamentais quanto um Ministério do Vai Dar Merda. (mais…)

Ler Mais

Advogados trabalhistas recorrem ao STF para suspender novamente posse de Cristiane Brasil

Por Edson Sardinha, no Congresso em Foco

O Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati) entrou com pedido de liminar no Supremo Tribunal Federal, no fim da noite desse sábado (20), para voltar a suspender a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho. O grupo é responsável pela ação que barrou a nomeação da petebista por três semanas e só foi derrubada ontem pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), após três decisões na primeira e na segunda instâncias. (mais…)

Ler Mais