Democracia: mudança com Justiça e Paz. Nota Pública das Pastorais e outras entidades

Em Nota Pública, Pastorais Sociais, Pastorais do Campo e outras entidades analisam a conjuntura política dessas eleições de 2018, e ressaltam: “Nosso Brasil pode ter divergências, porém sem ódio. Há necessidade do crescimento da economia com diminuição da desigualdade. Com base nestes valores, temos o dever fraterno de alertar a todos os nossos concidadãos e concidadãs, para que sua escolha no 2º turno contemple os princípios aqui defendidos e o candidato que os representa, integrante de uma ampla frente democrática pluripartidária, para assegurar um futuro de Justiça e de Paz para o Brasil”. Confira: (mais…)

Ler Mais

Não é hora de ficar neutro, diz Paulo Sérgio Pinheiro

Por Eleonora de Lucena e Rodolfo de Lucena, no Tutameia

“Eles vão fazer o que eles estão dizendo, se eleitos. E vai sobrar para todo mundo. Vai sobrar para o povo, vai sobrar para as classes médias e para as elites. Está na hora de escolher o lado. Não dá para ficar neutro entre o neofascista, a extrema direita, e a frente democrática.”

É a conclamação que faz o professor Paulo Sérgio Pinheiro, que foi secretário dos Direitos Humanos no governo de Fernando Henrique Cardoso e um dos coordenadores da Comissão Nacional da Verdade. (mais…)

Ler Mais

Minha profissão de fé

Por Denise Alves, no

Meus bisavós saíram de sua aldeia Vilarinho dos Galegos, na fronteira com a Espanha, em 1896, analfabetos e com uma bebê de sete meses no colo, para pegar um navio rumo à “terra prometida”, o Brasil. Naquela aldeia, a maioria era descendente dos judeus expulsos da Espanha, tornados “cristãos novos” por decreto quatrocentos anos antes.

As passagens da travessia, em 3a classe, foram custeadas pelo governo brasileiro, tamanha era a miséria dos transmontanos que, durante três séculos, foram abandonando sua terra de origem.

(mais…)

Ler Mais

Debora Diniz: Resista sem medo e tenha esperança

Em sua nova coluna, Debora Diniz relembra as reviravoltas políticas do Brasil e pede “não tomaremos para nós a desesperança como espírito de luta”

Na Marie Claire

Há três meses minha vida sofreu uma reviravolta. Passei a ser alvo de fanáticos que ameaçam e perseguem. Dizem que sou “inimiga do Brasil” porque falo em direitos humanos, racismo ou homofobia. Levo-os a sério, registro cada mensagem fora do tom. Mas resolvi que não iria me silenciar. Nem mesmo me intimidar. Não perco o sono ou a energia para lutar com o que sei fazer: falar e ouvir, escrever e ensinar. (mais…)

Ler Mais

Virgínia Fontes: “Um Brasil de Bolsonaro será quebrado economicamente, isolado no mundo, exaurido e ensanguentado”

Por Gabriel Brito, do Correio da Cidadania

Por fora de qualquer prognóstico, o candidato neofascista Jair Bolsonaro quase levou a eleição no primeiro turno. Enquanto todos aqueles que têm ojeriza a suas ideias e princípios e às agressões de seus apoiadores se multiplicam pelo país, se organizam para derrotá-lo no segundo turno, notam-se tensões entre setores da elite econômica brasileira, historicamente lenientes com a violência de estado. Para analisar o dramático momento, o Correio da Cidadania publica longa entrevista com a historiadora Virgínia Fontes. (mais…)

Ler Mais

Depoimentos sobre o ato Mulheres Unidas Contra Bolsonaro em uma cidade brasileira: uma aliança entre mulheres, indígenas, quilombolas e LGBTQI

Por Íris Morais Araújo, para Combate Racismo Ambiental

Ouvi menção ao ato Mulheres Unidas Contra Bolsonaro, realizado no último 29 de setembro em Diversitas (nome fictício) – cidade média-pequena, turística, com diversidade socioambiental e sem tradição de manifestações públicas –, por meio de uma das organizadoras do ato, amiga de longa data. Na semana que antecedeu o evento, ela me enviou áudios de whatsapp em que relatava as dificuldades encontradas pelas mulheres, indígenas, quilombolas e LGBTQI para realizar a manifestação. (mais…)

Ler Mais

Israel, a terra prometida do Pinkwashing

Por Berenice Bento, Outras Palavras

Nada é mais estranho, inicialmente, para um/uma ativista dos direitos humanos da população LGBTTI (lésbica, gay, bissexual, transexual, travesti, intersexo) do que ver outros/as ativistas implicados/as na mesma causa, aderindo à campanha de boicote à Parada do Orgulho em Tel Aviv/Israel. Afinal, se supõe que ali, como em tantos outros lugares do mundo, esta população viva imersa numa luta constante para ter seus direitos respeitados. Então, por que artistas vinculados à luta dos direitos humanos têm recusado convites para participar do Festival Internacional de Cinema de Tel Aviv (TLVFest), evento vinculado à Parada do Orgulho? (mais…)

Ler Mais

2018: a crônica ambiental dos 30 anos

Por Sucena Shkrada Resk, no Blog Cidadãos do Mundo

O ano de 2018 é simbólico por representar o aniversário de 30 anos de importantes acontecimentos na trajetória do ambientalismo brasileiro. Apesar de não ser totalmente infundado o velho ditado de que no Brasil temos memória curta, essas histórias ainda pulsam, pois cada um de nós que vivenciamos este período é parte desse mosaico e, por diferentes linguagens, revive este período. O plano-sequência passeia nestas lembranças, que trafegam na concepção dos artigos 225, 231 e 232 da Constituição Federal de 88, que tratam respectivamente do meio ambiente e dos direitos indígenas;  e ao mesmo tempo, na triste lembrança da emboscada que resultou no assassinato do ambientalista e extrativista Chico Mendes, no Acre. O país clamava pela volta da Democracia e vivia o anacronismo das marcas da opressão. (mais…)

Ler Mais