Vamos falar de alternativas? Por Rubens R.R. Casara

Na Revista Cult

Para Christian Laval e Pierre Sauvêtre

Neoliberalismo: compreender para se revoltar

neoliberalismo não é um fenômeno passageiro, como demonstra a facilidade com que se adapta às mais variadas circunstâncias e ideologias. Toda vez que é anunciado o fim do neoliberalismo, ele retorna repaginado e mais forte. Mais do que uma ideologia efêmera, esse modo de ver e atuar no mundo transformou o Estado, a sociedade e o indivíduo de uma maneira profunda em atenção aos interesses do mercado e dos detentores do poder econômico. As regras do mercado e a lógica da concorrência passaram a condicionar todas as esferas da vida. Criou-se um “novo sistema de normas que se apropria das atividades de trabalho, dos comportamentos e das próprias mentes. Esse novo sistema estabelece uma concorrência generalizada, regula a relação do indivíduo consigo mesmo e com os outros segundo a lógica da superação e do desempenho infinito”, como escrevem Christian Laval e Pierre Dardot em Comum: ensaios sobre a revolução no século 21 (Boitempo). Deu-se, com o neoliberalismo, uma profunda mutação antropológica que leva seres humanos a se perceberam como “empresas”, tratarem e serem tratados como objetos negociáveis e/ou descartáveis. A acumulação tendencialmente ilimitada do capital é a meta a condicionar a transformação do Estado, das relações sociais e da subjetividade.

(mais…)

Ler Mais

Aty Guasu denuncia as práticas genocidas do Governo brasileiro em carta final da Assembleia

Grande Assembleia Guarani Kaiowá contou com a participação de lideranças de 23 aldeias

No Cimi

Em carta final, a Aty Guasu, Grande Assembleia Guarani Kaiowá, principal organização política e social do povo denuncia o genocídio, as perseguições, criminalização e assassinatos dos povos indígenas. A assembleia foi realizada de 26 a 30 de novembro, na Terra Indígena Ñande Ru Marangatú, Município de Antonio João, estado de Mato Grosso do Sul. Reunindo mais de 300 lideranças indígenas de 23 aldeias.

(mais…)

Ler Mais

Os olhos do Chile

Os jovens cegos enfrentam seus algozes e dizem: “eu posso vê-los, vocês não podem… vocês não têm olhos que voam”!

Por Mauro Luis Iasi, no Blog da Boitempo

“Triste va mi canto ahora,
triste camina también mi pensamiento.
Ya no quiero adornar mi cabello,
ya no quiero cantar cuando el sol
aparezca en la mañana.

Iré a la montaña a esconderme,
para que nadie me mire,
para que nadie me mire.”

Jaqueline Caniguán (1974-),
poetisa Mapuche

Em um tempo muito antigo, depois da separação dos continentes, da fúria dos vulcões, das cordilheiras gigantes e dos montes, o sol aparecia como uma explosão de cores para nada. O dia e a noite se alternavam, luz e trevas, sem que as estrelas ou a inclemência do sol pudessem percorrer impulsos elétricos e nervos, sem que cem milhões de fotorreceptores pudessem transformar luz e cores, sem que nenhum córtex pudesse captar os impulsos e formar imagens.

(mais…)

Ler Mais

Argentina colocou seus torturadores na cadeia. Já o Brasil…

Nossos vizinhos, quando erram, saem a reparar o erro. Nós optamos por afundar na lama

Na Carta Capital

A Argentina, país que o Brasil adora odiar, terá cruzado duas vezes com o eterno rival nestes últimos dias no terreno em que os rancores costumam ser mais exacerbados: o futebol. Num amistoso pouco amistoso em Riad, na Arábia Saudita, a burocrática seleção do Tite perdeu do conjunto de Messi numa partida que, pontapés à parte, foi um convite à narcolepsia. 

(mais…)

Ler Mais

Insanidades sem sigilo. Por Janio de Freitas

Decisões vitais para a democracia estão à margem do simples conhecimento

Na Folha

Uma das características mais persistentes em Jair Bolsonaro, que nem as tem muitas, é a de servir sempre e só a segmentos do seu pequeno mundo mental. A população, o país como riqueza e futuro, os princípios gerais e seu sentido na nacionalidade têm, um a um, dimensão excessiva para a compreensão, e mesmo para a simples percepção, de Bolsonaro.

(mais…)

Ler Mais

Jovens Cabanos fazem história no PAE Lago Grande

Inspirados pela Cabanagem, revolta popular importante na região, e movidos pela necessidade de defender o território e o seu modo de vida, juventude realizou a – já histórica – I Romaria do Bem Viver

Por Patrícia Bonilha, no Greenpeace

O sol ainda nem tinha aparecido por trás do Rio Arapiuns – que mais parece um mar – quando os primeiros barcos regionais começaram a aportar na histórica e calma praia da Comunidade de Cuipiranga – último polo de resistência da Cabanagem. Um a um, eles foram chegando. Os jovens das comunidades mais distantes chegaram a viajar por 9 horas para estar ali. Refletindo o alvorecer, o rio foi tingido por um exuberante rosa-alaranjado que parecia anunciar os inesquecíveis dias que estavam para começar. Sim, para as comunidades do Projeto de Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago Grande, localizado em Santarém, na região oeste do Pará, a I Romaria do Bem Viver, realizada nos dias 16 e 17 de novembro, foi um evento inesquecível!

(mais…)

Ler Mais

As duas prisões de Lula. Por Marcio Sotelo Felippe

Sendo o outro “extremo”, o que teria feito ou dito Lula, um político de centro-esquerda, que pudesse ser a outra face de Bolsonaro? (Foto: Ricardo Stuckert)

Na Revista Cult

Linguagem é poder. O modo mais eficaz e econômico de controlar uma sociedade é controlar a linguagem. A coerção física é custosa e menos eficaz. Já a coerção por instrumentos ideológicos, que implicam o uso da linguagem, faz o cidadão supor que usa a própria racionalidade e que é um ser humano livre e senhor de suas escolhas. Quanto mais sua consciência é enredada, mais livre ele se supõe.

(mais…)

Ler Mais

O novo valor do zero. Por Janio de Freitas

Quem padece as políticas elitistas transfigura-se em arma de combate, e combate

Na Folha

Zero. É apenas um cisco de vergonha, não uma quantidade, que se encosta na verdade para estabelecer em 0,1% o crescimento econômico da América Latina neste ano, na mais recente estimativa da Cepal —a instituição mantida pela Organização das Nações Unidas para estudo da economia regional.

(mais…)

Ler Mais

ONU denuncia repressão na Bolívia e diz que situação pode sair do controle. Por Jamil Chade

No Uol

A alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, denuncia a repressão e o uso excessivo da força na Bolívia. Numa declaração neste sábado, a chilena alertou que, diante da resposta das forças de segurança, a situação no país sul-americano pode “sair do controle”.

A declaração foi feita num momento em que, dias depois da renúncia de Evo Morales, a crise na Bolívia não perdeu força. Entre observadores internacionais, o temor é de que a situação em La Paz acabe criando um segundo foco de intensa instabilidade, depois do caso da Venezuela. A região ainda chama a atenção da comunidade internacional por conta da tensão no Chile e Haiti.

(mais…)

Ler Mais

Xadrez do jogo político com a libertação de Lula. Por Luis Nassif

Há uma tentativa de criar uma terceira via indefinida, com o mercado atuando fortemente em favor de Bolsonaro, tendo a cenoura das reformas; mas, ao mesmo tempo, tentando criar uma nova alternativa com pitadas sociais, em torno de Luciano Hulk.

No GGN

A saída de Lula joga inúmeras peças novas no tabuleiro político, e muitas indagações no ar.

Peça 1 – recuperação da cidadania

(mais…)

Ler Mais