Meses após greve, funcionários do Mundial voltam a cruzar os braços e são demitidos 24h depois

Por Juliana Gonçalves, The Intercept Brasil

Em novembro, um corte nas horas extras levou os funcionários da rede de supermercados Mundial, no Rio de Janeiro, a entrarem em greve. Nos meses seguintes, os grevistas passaram a ser perseguidos e mandados embora aos poucos, por motivos diversos. Agora, nove meses depois, trabalhadores da rede cruzaram os braços novamente, mas dessa vez a reação foi mais rápida: menos de 24 horas após a paralisação, ao menos 40 pessoas foram demitidas. (mais…)

Ler Mais

Austeridade é devastadora para comunidades rurais no Brasil

Cortes em programas sociais piorou a vida no campo e devolveu 50 milhões de brasileiros à pobreza

por Anna Gross, em CartaCapital

Raimundo Miranda, 61 anos, é um pequeno agricultor e produtor de mel que vivi com a mulher e três filhos na casa que construiu perto da cidade de Campos Lindos, no Tocantins. Até 2016, sua esposa recebia apoio econômico do programa Bolsa Família, mas o benefício foi cortado subitamente. (mais…)

Ler Mais

Governo Temer e setor dos agrotóxicos tentam impor liberação do glifosato

Causador de câncer e outras doenças graves, o agrotóxico teve seu registro suspenso pela Justiça brasileira

Por Cida de Oliveira, em Rede Brasil Atual / MST

As queixas dos ruralistas são crescentes na mídia comercial: sem o glifosato, a próxima safra de milho e soja, que começa em setembro, está em risco. O recado soa como chantagem de um setor que se gaba de alimentar a população da terra e de sustentar o Produto Interno Bruto (PIB) nacional – quando na verdade 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros são produzidos pela agricultura familiar, e não por esse “agro pop, tech e tudo”, que emprega pouco e praticamente não paga impostos – inclusive o de exportação. (mais…)

Ler Mais

Boaventura: o Brasil diante de uma eleição dramática

Esquerda e Lula recuperaram imagem e influência, mas atitude hegemonista do PT bloqueia unidade. Direta assanhou-se. Será possível derrotar o golpe em outubro?

Por Boaventura de Sousa Santos*, em Outras Palavras

Estão a acelerar-se as urgências típicas de um ciclo eleitoral que se vai prolongar entre o fim de agosto e o fim de outubro. Estas urgências são particularmente desafiadoras para as esquerdas brasileiras porque o seu principal candidato e, de todos o mais bem posicionado nas sondagens, está preso e pode vir a ser considerado inelegível. (mais…)

Ler Mais

Fim de semana intenso para grevistas de fome

Greve de fome alcança três semanas e segue sem previsão de encerramento

Por Marcos Corbari, MPA e Rede Soberania

Enquanto a maior parte das pessoas desfrutava do descanso semanal para repor as energias, divertir-se ou compartilhar afeto com seus familiares, em Brasília os sete ativistas que estão desde o dia 31 de julho em Greve de Fome seguiam com seu ato extremo, pedindo por justiça no STF, respeito à democracia e defesa da constituição. “Nosso ato representa a fome contra a fome”, explica o pernambucano Jaime Amorin. Para o militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) a certeza do ideal justo é o alimento que mantém os sete em atividade, firmes em suas convicções: “Nós vamos em frente, até onde aguentarmos, vamos até o fim!”, afirma sob o olhar de concordância dos companheiros e companheiras Frei Sérgio Görgen e Rafaela Alves (ambos do Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA), Gegê Gonzaga (da Central dos Movimentos Populares – CMP), Zonália Santos e Vilmar Pacífico (ambos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST) e Leonardo Soares (do Levante Popular da Juventude) . (mais…)

Ler Mais

Governo recorreu a inverdades para desconsiderar tratados internacionais. Por Janio de Freitas

Comitê da ONU diz que país deve garantir o direito de Lula disputar a eleição

Na Folha

O Direito de Curitiba prospera, com a velocidade da regressão brasileira. O governo adotou-o para sua reação imediata ao comunicado do Comitê de Direitos Humanos da ONU pelo direito de Lula à candidatura, mesmo preso. Por intermédio de dois ministros, o governo desconsiderou um tratado e um pacto internacionais, como se tornou usual aqui com a Constituição e com os códigos penais. E recorreu a uma inverdade, como é comum e premiado nas delações dirigidas. Nada de mais, portanto, a não ser pelo comprometimento moral do país já no plano das suas responsabilidades internacionais. (mais…)

Ler Mais

17º Dia da greve de fome por justiça no STF: grevistas seguem convictos em sua causa

“Nunca como nestes dias a infâmia vestiu a toga para iludir os olhos da gente comum e fazer-se passar por Justiça” (Pedro Tierra)

Por Adilvane Spezia e Marcos Corbari, do MPA e Rede Soberania, no Cimi

Se o dia anterior foi de fortes emoções e muita atividade – com a visita de lideranças, artistas, delegações parlamentares e até um prêmio Nobel – o dia seguinte foi mais calmo para Jaime Amorin, Sérgio Görgen, Gegê Gonzaga, Zonália Santos, Rafaela Alves e Vilmar Pacífico (ambos há 17 dias sem alimentação) e Leonardo Soares (há 9 dias sem alimentação). A exceção foi o ato inter-religioso do dia, que passou a ser realizado no final da tarde, em frente ao Supremo Tribunal Federal. (mais…)

Ler Mais

Liminar pró-Lula é 3º revés do governo brasileiro na ONU em dois meses. Por Leonardo Sakamoto

No blog do Sakamoto

A decisão do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, que demandou que o Estado brasileiro garanta que Lula participe das eleições, com acesso à mídia e a seu partido político, até que se esgotem os recursos contra sua condenação, é o terceiro revés sofrido pelo governo brasileiro em instituições multilaterais nos últimos dois meses. (mais…)

Ler Mais

Brasil ‘se obriga’ a cumprir decisão da ONU sobre Lula, diz Paulo Sérgio Pinheiro

Ex-ministro do governo FHC, diplomata destaca que ordenamento jurídico brasileiro reconhece a jurisprudência das decisões do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas

por Redação RBA

O diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, ex-ministro de Direitos Humanos no governo Fernando Henrique Cardoso, afirmou que o Estado brasileiro deve acatar a decisão do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas anunciada nesta sexta-feira (17) que reafirma os direitos políticos de Lula como candidato. Pela decisão, Lula deve ter livre acesso à imprensa e não pode ter sua candidatura barrada, antes que sejam apreciados os recursos contra a sua condenação em um “julgamento justo”. Em entrevista à Rádio Brasil Atual, Pinheiro destacou o peso da decisão e a relevância do órgão, que tem jurisprudência reconhecida pelo ordenamento jurídico brasileiro.  (mais…)

Ler Mais