Ministro contraria Ibama, Funai, MPF e Constituição e diz que plantação em área indígena não é ilegal

De Folhapress, no Bem Paraná

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou neste sábado (16) que a plantação de soja em área indígena embargada que ele visitou na última quarta-feira (13) não é ilegal. A declaração vai de encontro ao que diz o Ibama, o Ministério Público Federal e até o Ministério da Agricultura.

“A plantação não é ilegal, tanto que ela foi feita durante 13 anos. Eles começaram a plantar desde 2005 e de repente, apenas em 2017, é que os órgãos tanto de meio ambiente quanto de controle específicos do estado [do Mato Grosso] foram lá e tomaram posições que vão contra essa atividade indígena que já era feita há 13 anos”, declarou ele.

(mais…)

Ler Mais

Ministros de Bolsonaro visitaram plantio ilegal em Terra Indígena embargada pelo Ibama em MT

Embargo foi feito em junho de 2018 após a confirmação do cultivo de OGMs (Organismos Geneticamente Modificados) em terras indígenas

Por Fabiano Maisonnava, na Folha

Os ministros Tereza Cristina (Agricultura) e Ricardo Salles (Meio Ambiente) estiveram nesta quarta-feira (13) em uma plantação de soja ilegal, feita em área embargada pelo Ibama, na Terra Indígena Utiariti, noroeste de Mato Grosso.

A visita recebeu elogios. Segundo a assessoria de imprensa do governo de Mato Grosso, Tereza Cristina disse que os produtores indígenas estão fazendo uma revolução na agricultura, mostrando que é possível produzir e também ser indígena, e estão lado a lado com os maiores agricultores do país.

(mais…)

Ler Mais

MPF/MT esclarece pontos da matéria divulgada pelo MAPA sobre agricultura mecanizada em terras indígenas (atualizada)

Na matéria, foi informado que haveria um acordo entre Ibama, MPF, Funai e indígenas que permitiria o plantio mecanizados nas terras indígenas

No Ministério Público Federal

Sobre a matéria divulgada nesta quarta-feira (13/02) pelo MAPA, o MPF/MT esclarece os seguintes pontos:

1) O MPF defende, diuturnamente, o respeito aos termos da Convenção n. 169 da OIT que asseguram aos povos indígenas a autonomia e a autodeterminação, de modo que possam escolher, livres de pressões externas, qual atividade econômica desenvolver.

(mais…)

Ler Mais

O mal-ajambrado Código Moro. Por Patrick Mariano

Na Cult

No mesmo dia em que veio a tona um possível texto da “reforma” da previdência, o ex-juiz Sergio Moro apresentou para alguns governadores um documento que intitulou Projeto de Lei Anticrime. No ambiente virtual, notícias como “65 anos como idade mínima e 25 anos de contribuição” se misturavam a outras como “legítima defesa para policiais” e endurecimento das penas, entre outros termos relativos.

(mais…)

Ler Mais

A mentira se tornou símbolo nacional e a corrupção valor familiar

Bolsonaro construiu sua imagem apenas com palavras, sem nenhuma atitude que legitime o que vomita. Hoje vemos a corrupção entranhada na instituição que ele tanto valorizou: sua própria família

Por Raphael Fagundes e Wendel Barbosa*, na Fórum

A nossa capacidade de expressão, verbal ou não verbal, é algo singular no processo de comunicação. É algo que envolve troca de informações ou ideias e se utiliza de signos e símbolos diversos. A construção desses símbolos se constitui como um instrumento de comunicação. E, tal construção, muitas vezes, tem por finalidade moldar o imaginário popular.

(mais…)

Ler Mais

Calotes, mentiras e ameaças – conheça Luis Miranda, o Youtuber eleito deputado federal pelo DEM

Por João Filho, no The Intercept Brasil

Os primeiros 15 dias de governo mostram que o bolsonarismo é mesmo o terraplanismo aplicado à política. Nada precisa fazer sentido. Basta se apegar a uma crença, ignorar a realidade dos fatos e seguir em frente. Até agora tem dado certo.

Depois de se elegerem ostentado um anticomunismo insano, parlamentares da bancada do PSL e outros bolsonaristas foram convidados pelo Partido Comunista da China para conhecer a tecnologia de reconhecimento facial em locais públicos — o Big Brother do regime. E lá foram cerca de 20 anticomunistas passear durante dez dias para conhecer as maravilhas tecnológicas daquele país. Toda essa mamata da trupe de Bolsonaro, incluindo hotel de luxo e passagem aérea em classe executiva, foi financiada pelo comunismo.

(mais…)

Ler Mais

Queiroz é o de menos. Por Janio de Freitas

Na Folha

O inquérito sobre a arrecadação financeira do assessor e amigo dos Bolsonaros, Fabrício Queiroz, não foge à regra brasileira: se o caso tem evidência e pode ser acompanhado, a constatação de alguma coisa esquisita não tardará. O que pode se dar tanto na ação da polícia como do Ministério Público, quando não de um juiz.

Esse caso motivou estranheza logo de início, mas por conta própria. Despontou já trazendo, na ainda pequena bagagem, um lote de seis cheques de Queiroz para a senhora Bolsonaro, totalizando R$ 24 mil que o marido Jair explicou, com demora de três dias, restituírem um empréstimo de R$ 40 mil não declarado no Imposto de Renda.

(mais…)

Ler Mais

Novo chefe do Serviço Florestal, Colatto adquiriu terras públicas em Rondônia durante a ditadura

Incra tentou reaver a fazenda em Vilhena ao constatar que as terras são improdutivas; imóvel foi ocupado por posseiros, mas Justiça decidiu no fim de 2017 que propriedade não seria destinada à reforma agrária

Por Leonardo Fuhrmann, no De Olho Nos Ruralistas

Anunciado como novo chefe do Serviço Florestal Brasileiro, o deputado federal Valdir Colatto (MDB-SC) mantém terras improdutivas em um assentamento no município de Vilhena, em Rondônia. A propriedade de mil hectares havia sido concedida durante a ditadura pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e, na avaliação do instituto, não cumpria com sua função social, condição para a manutenção da concessão. Para completar, estava inadimplente no cumprimento das regras do contrato.

(mais…)

Ler Mais

Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos suspeitos em 1 mês, no total de R$ 96 mil

Trecho do documento, obtido com exclusividade pelo Jornal Nacional, mostra a movimentação financeira do senador eleito, entre junho e julho de 2017.

Por Arthur Guimarães e Paulo Renato Soares, Jornal Nacional

Jornal Nacional teve acesso, com exclusividade, a um trecho de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre movimentações bancárias suspeitas de Flávio Bolsonaro. Em um mês, foram quase 50 depósitos em dinheiro numa conta do senador eleito pelo Rio de Janeiro, no total de R$ 96 mil.

(mais…)

Ler Mais

Debaixo da toga de Fux, bate um coração. Por Conrado Hübner Mendes

Para surpresa geral da nova era, ninguém menos que Flávio Bolsonaro, o filho que sorria enquanto o pai criticava o foro privilegiado, desafiou o STF a rejeitar o precedente que acabara de criar

Na Época

“Aqui no Supremo, debaixo da toga de todo mundo, bate um coração.”
(Luiz Fux em entrevista ao Estadão, 16/10/2016)

No tempo em que Jair Bolsonaro dizia, ao lado de um filho sorridente e candidato a senador, “Não quero essa porcaria de foro privilegiado”, e que o outro filho, para não perder espaço no coração paterno, corria às redes e declarava: “Sou pelo fim do foro privilegiado”, o foro privilegiado sintetizava a política degenerada, símbolo maior da “velha era”.

(mais…)

Ler Mais