A legislação brasileira criminaliza a incitação ao nazismo. Por Roberto Tardelli

Na condição de secretário especial da Cultura, Roberto Alvim produziu um discurso e estética nazista para um número incontável de pessoas

Na Carta Capital

Vamos falar sobre o medo. Não há ser vivo na face da Terra que não sinta medo, que eu despretensiosamente diria ser decorrente de uma certeza de morte. A caça foge de medo de seu predador, esteja ou não ele faminto, porque sabe, nesses saberes pré-constituídos, que pode morrer, por ele atacada. Temos medo da polícia porque sabemos tratar-se de uma força estatal, superiormente armada. Temos medo. Temos medo de altura, temos medo de situações desconhecidas, temos medo que nos trazem nossos repertórios de vivências pessoas ou coletivas.

(mais…)

Ler Mais

Demissão é pouco, apologia ao nazismo é intolerável

O Pacto pela Democracia repudia com veemência o pronunciamento do Secretário Especial da Cultura Roberto Alvim, que divulgou ontem (16) vídeo institucional parafraseando trechos do discurso de Joseph Goebbels, Ministro da Propaganda de Hitler.

Para defender um projeto de cultura ultranacionalista, Alvim toma como inspiração expressões e estética usadas por um dos idealizadores do nazismo e figura reconhecidamente antissemita. Seu discurso é ultrajante à memória de milhões de vítimas que foram perseguidas e exterminadas pelo nazismo. Nenhum regime democrático deve admitir referências e apologias a um dos períodos mais sombrios da história.

(mais…)

Ler Mais

Roberto Alvim é demitido da Secretaria de Cultura após copiar discurso nazista

Ao se defender, ele disse que não conhecia o discurso e colocou a culpa em assessores; Bolsonaro lamentou

Erick Gimenes, Brasil de Fato

Roberto Alvim não é mais secretário da Cultura do governo Bolsonaro. Ele foi desligado do cargo nesta sexta-feira (17), um dia após copiar o discurso do ministro nazista Joseph Goebbels em um vídeo oficial (leia a comparação entre as falas mais abaixo).

(mais…)

Ler Mais

Secretário da Cultura copia discurso de ministro de Hitler e gera polêmica

Roberto Alvim parafraseia trecho de discurso de Joseph Goebbels para divulgar novo Prêmio Nacional das Artes e é criticado nas redes sociais. Rodrigo Maia e Confederação Israelita pedem afastamento de secretário.

DW

O governo do presidente Jair Bolsonaro se viu nesta sexta-feira (17/01) envolvido em mais uma polêmica associada ao nazismo, depois de o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, ter copiado um trecho de um discurso do líder nazista Joseph Goebbels, que foi ministro da Propaganda de Adolf Hitler.

(mais…)

Ler Mais

Inspirações para Bolsonaro. Por Janio de Freitas

Criação de escolas militarizadas foi decisiva para infiltração do nazismo

Na Folha

O governo Bolsonaro não tem a direcioná-lo uma doutrina, nem de arremedo, que lhe dê fisionomia como razão de ser e de propósito. O nível médio de ignorância entre os que o habitam não permitiria lidar com ideias, rasas que fossem, nem com noções de ordem cultural, simplistas embora.

(mais…)

Ler Mais

Jeremy Dronfield: “Las atrocidades ocurren cuando la gente deshumaniza lo que teme”

Por Victoria R. Ramos, no Zenda

Historiador, biógrafo, asesor literario y, sobre todo, escritor, Jeremy Dronfield (Reino Unido, 1965) es un autor con amplia experiencia a la hora de investigar y reconstruir hechos ocurridos durante la Segunda Guerra Mundial. En El chico que siguió a su padre hasta Auschwitz (Planeta) narra en forma de no ficción novelada las vivencias de una familia de judíos vieneses —incluyendo las de aquellos que lograron escapar a otros países— reconstruidas a partir del diario del cabeza de familia, el tapicero Gustav Kleinmann, que logró resistir junto a su hijo Fritz durante seis años en cinco de los peores campos de exterminio nazi.

(mais…)

Ler Mais

Ameaça de alunos nazistas assusta professores de escola para surdos no Rio

Ameaças fizeram Ines (Instituto Nacional de Educação de Surdos) suspender aulas na semana passada e acionar Polícia Federal; aluno teria ameaçado com um ‘Dia D’

Por Leonardo Coelho, especial para Ponte

Servidores do Ines (Instituto Nacional de Educação de Surdos) denunciam a existência de um grupo de alunos que se declaram nazistas e teriam ameaçado funcionários e outros alunos do espaço, localizado na zona sul da cidade do Rio de Janeiro. As ameaças fizeram a direção do Instituto, referência no ensino aos surdos, suspender as aulas na última sexta-feira (5/4) e enviar um comunicado interno informando que havia denunciado o caso às Polícias Federal, Civil e Militar e reforçado a segurança do prédio.

(mais…)

Ler Mais

Nazistas brasileiros odeiam a esquerda e veneram Bolsonaro

Por João Filho, no The Intercept Brasil

Jair Bolsonaro mais uma vez virou chacota internacional. Após visitar o Memorial do Holocausto em Israel, escreveu no livro de visitas do museu: “aquele que esquece seu passado está condenado a não ter futuro”. Minutos depois, em entrevista aos jornalistas brasileiros, Bolsonaro desrespeitou a memória das vítimas do holocausto ao dizer que o nazismo foi um movimento de esquerda. É uma versão fabricada por doentes que não encontra respaldo de nenhum historiador vivo ou morto, de esquerda ou de direita, mas que virou um hit da internet na Nova Era. Nunca houve dúvidas de que o nazismo abominava os ideais de esquerda, tanto que judeus dividiam os campos de concentração e as câmaras de gás com esquerdistas.

(mais…)

Ler Mais

Partidos alemães condenam absurdo de Bolsonaro sobre nazismo

Distorção e falsificação da história e difamação da memória das vítimas foram algumas das reações de parlamentares à declaração do presidente e seu chanceler de que o nacional-socialismo teria sido movimento de esquerda.

Clarissa Neher , na DW

Políticos de todos os partidos que compõem o Parlamento alemão  condenaram as declarações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, de que o nazismo teria sido um movimento de esquerda. Deputados ouvidos pela DW consideraram inaceitável a comparação feita pelo governo brasileiro.

(mais…)

Ler Mais