Brasil pós-reformas: é esse o País que queremos?

As mudanças propostas têm como fio condutor a redução do Estado e o posicionamento do País nos elos menos virtuosos das cadeias globais de valor

Por Tiago Oliveira e Clóvis Scherer, do Brasil Debate, na Carta Capital

Reflexões e estatísticas recentes sobre desigualdades socioeconômicas demostram que padrões mais igualitários de distribuição de renda e de riqueza só foram atingidos nos países desenvolvidos, no período compreendido entre o imediato pós-guerra e a década de 1970, em resposta aos efeitos devastadores provocados pelas guerras mundiais e mediante um consenso social, forjado naquele contexto. (mais…)

Ler Mais

Débora Nunes relata o cenário político para o campesinato brasileiro

“O desafio que se coloca é justamente articular as diversas resistências num processo único, numa articulação e ação global que possa enfrentar o capitalismo”.

Por Rafael Soriano, da Página do MST

O Brasil enfrenta mudanças políticas desde a crise que resultou na saída de Dilma Roussef da presidência. Alguns setores da sociedade, contudo, sofrem medidas específicas no corte de direitos e nas violações de direitos humanos. Neste contexto, o MST sustenta a luta por uma Reforma Agrária Popular, que construa soberania alimentar para famílias que vivem no campo e na cidade. (mais…)

Ler Mais

Lembrança de Marco Aurélio Garcia

Esta é a lembrança mais constante que tenho dele: sorridente e feliz, engraçado e irônico, profundo e grave nos momentos necessários, mas sempre pronto para um pique veloz na direção da alegria e do bom humor.

Por Flávio Aguiar, no blog da Boitempo

O ponta deu uma arrancada veloz em direção à linha de fundo. Conseguiu alcançar a pelota que lhe fora lançada desde a sua intermediária. Dominou-a com maestria e centrou para a área adversária, onde o centro-avante não teve dificuldades para marcar o gol, levando a torcida ao delírio. (mais…)

Ler Mais

Insucesso na busca de prova leva Moro ao descontrole das argumentações, por Janio de Freitas

Na Folha

Novidade destes tempos indefiníveis, sentenças judiciais substituem a objetividade sóbria, de pretensões clássicas como se elas próprias vestissem a toga, e caem no debate rasgado. Lançamento de verão do juiz Sergio Moro, nas suas decisões iniciais em nome da Lava Jato, o “new look” expande-se nas centenas de folhas invernosas da condenação e, agora, de respostas a Lula e sua defesa. Tem de tudo, desde os milhares de palavras sobre o próprio autor, a opiniões pessoais sobre a situação nacional, e até sobre a sentença e sua alegada razão de ser. Dizem mais do juiz que do acusado. O que não é de todo mal, porque contribui para as impressões e as convicções sobre origens, percurso e propósitos deste e dos tantos episódios correlatos. (mais…)

Ler Mais

O quadro, a cena, a forca

Por Rosane Borges, no blog da Boitempo

Desde o parecer favorável do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) para que o Supremo Tribunal Federal (STF) possa julgar a denúncia de que o presidente golpista/ilegítimo cometeu crime de corrupção passiva no caso JBS, muita água rolou debaixo da ponte na semana que passou. Aos fatos: foi aprovada a Reforma Trabalhista, que abate impiedosamente os trabalhadores; o presidente Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro (sic); a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara rejeitou, por 40 votos contra 25, a denúncia contra Temer, contestando o parecer do relator. (mais…)

Ler Mais

Finalmente, um evento que honra o que é o Ministério Público

Brenno Tardelli – Justificando

Fico muito feliz em saber que finalmente o Ministério Público [RJ] organizou um evento à altura de seu trabalho em desfavor da população. Quem conseguiu a proeza do sincericídio foi a sucursal do Rio de Janeiro que chamou seus melhores think tanks para brindar-nos todos com brilhantismo de suas análises sobre a bandidolatria, o democídio e com reflexões de Kim Kataguiri sobre segurança pública.  (mais…)

Ler Mais