Seu churrasco tem soja? Um filme de Thomas Bauer

Por Campanha em Defesa do Cerrado

No Brasil, consumimos grandes quantidades de carne per capita e ano. O nosso alto consumo, bem como a demanda mundial por carne, gera um grande impacto ao planeta. A soja – produto base na produção da carne bovina, suína, aves e outras – domina hoje dois terços das terras férteis do mundo. O Brasil é um dos maiores exportadores de grande parte desta soja. Mas quais são as consequências do boom da soja onde ela é cultivada? O que significa para as populações locais o avanço do chamado “ouro verde”? (mais…)

Ler Mais

Documentário “Seu churrasco tem soja?” será lançado neste sábado no FICA, em Goiás

CPT

Por se tratar de uma produção austro-brasileira, o documentário foi lançado no mês de março em diversos estados da Áustria. E neste sábado, 24, o documentário será exibido pela primeira vez no Brasil durante a Mostra da Universidade Estadual de Goiás (UEG) na 19º edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), realizado entre os dias 20 e 25 de junho na Cidade de Goiás (GO). (mais…)

Ler Mais

Na mira do MPF, irregularidades na CTNBio vêm à tona com a cana transgênica

Se confirmadas, ligações do comando do órgão com canavieiros e a indústria de sementes e agrotóxicos podem respaldar ação do MP para anular sessão que aprovou a planta geneticamente modificada

Por Cida de Oliveira, da RBA

São Paulo – Os conflitos de interesses envolvendo integrantes da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) estão na mira dos procuradores da Câmara de Meio Ambiente do Ministério Público Federal (MPF). Entre outras coisas, eles apuram ligações de ex e atuais integrantes com entidades voltadas ao lobby pró-transgênicos, com indústrias de sementes, de agrotóxicos e de alimentos que terão lucros com a biotecnologia, bem como posicionamentos públicos em desacordo com a função que ocupam na comissão. É o caso de componentes que assinam cartas abertas à comunidade científica em defesa desses organismos geneticamente modificados (OGM). (mais…)

Ler Mais

‘O modelo agroexportador brasileiro é completamente contrário ao Acordo de Paris’

Por André Antunes – EPSJV/Fiocruz

O presidente Michel Temer regulamentou na semana passada o Acordo de Paris, que estabelece metas de redução das emissões de gases causadores do efeito estufa. O gesto, que foi interpretado como uma tentativa de buscar apoio em meio à crise política que ameaça seu governo, veio poucos dias após o anúncio, pelo presidente Donald Trump, da retirada dos Estados Unidos do Acordo, firmado em 2015 durante a Cúpula do Clima de Paris, a COP 21. O doutor em Ciências Atmosféricas e professor da Universidade Estadual do Ceará (UECE) Alexandre Costa, fala, nesta entrevista, sobre o significado geopolítico da saída dos Estados Unidos, segundo maior emissor mundial de gases de efeito estufa, do Acordo de Paris, e também sobre o que significa sua regulamentação pelo governo brasileiro. Segundo ele, ao que tudo indica o gesto deve ser apenas simbólico, uma vez que uma das principais bases de sustentação do governo Temer é a bancada ruralista, que vem se mobilizando para garantir a aprovação, no Congresso Nacional, de inúmeros projetos que flexibilizam a legislação ambiental brasileira. De acordo com Alexandre, o avanço da agenda da bancada que representa os interesses do agronegócio no Congresso significa retrocessos para o combate ao desmatamento, a principal causa de emissão de gases de efeito estufa no Brasil. O professor da UECE fala também sobre as limitações do Acordo de Paris, que ele considera insuficiente, e sobre a resistência da indústria dos combustíveis fósseis ao avanço das medidas de combate ao aquecimento global. (mais…)

Ler Mais

‘Temos um pacote do veneno tramitando no Congresso Nacional’, alerta procuradora

Por Marco Weissheimer, no Sul21

Em março de 2015, a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (Iarc), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), publicou um artigo que sistematizou pesquisas sobre o potencial cancerígeno de cinco ingredientes ativos de agrotóxicos realizadas por uma equipe de pesquisadores de 11 países, incluindo o Brasil. Baseada nestas pesquisas, a agência classificou o herbicida glifosato e os inseticidas malationa e diazinona como prováveis agentes carcinogênicos para humanos e os inseticidas tetraclorvinfós e parationa como possíveis agentes carcinogênicos para humanos. Destes, a malationa, a diazinona e o glifosato são amplamente usados no Brasil. Herbicida de amplo espectro, o glifosato é o produto mais usado nas lavouras do Brasil, especialmente em áreas plantadas com soja transgênica. (mais…)

Ler Mais

Agricultura familiar: políticas públicas e a alimentação saudável nas escolas

Frente Brasil Popular aposta em um orçamento de R$ 2 bilhões para governo garantir produtos sem veneno

Por Rute Pina, Brasil de Fato

Na hora do intervalo, cerca de 40 mil alunos de escolas públicas do estado de Pernambuco comem diariamente bolo de macaxeira, de cenoura, de chocolate — produzido sem manteiga nem leite — ou pães de abóbora, de beterraba e de gergelim. Os alimentos são feitos com a produção livre de agrotóxicos do Assentamento Normandia, em Caruaru, município situado no agreste pernambucano. (mais…)

Ler Mais

“Nosso Deus não é o deus do agrotóxico”, afirma dom Leonardo Steiner em encontro da Repam

Por Guilherme Cavalli, da Assessoria de Comunicação – Cimi

No segundo dia do Encontro de Comunicadores da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM), que acontece em Brasília de 06 a 11 de junho, Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), criticou a ações que “não pensam no futuro, mas no dinheiro”. “Nosso Deus não é o deus do agrotóxico”, ressaltou ao lembrar de suas experiências de pastor em São Félix do Araguaia, no estado do Mato Grosso. (mais…)

Ler Mais

Mulheres Apinajé, Krahô, Karajá Xambioá, Xerente e Canela do Tocantins, reunidas em Miracema, debatem a questão das Mudanças Climáticas, na vida dos povos indígenas

Por Associação União das Aldeias Apinajé – Pempxà

Nós mulheres indígenas dos povos Apinajé, Krahô, Karajá de Xambioá, Xerente e Kanela do Tocantins, reunidas nos dias 16 a 18 de maio no Centro de Treinamento de Lideranças – CTL, da Diocese de Miracema do Tocantins, participantes do Seminário“Mudanças climáticas: impactos e ameaças à Mãe Terra e à vida das mulheres indígenas”. Viemos aqui manifestar a nossa preocupação com a situação que está vivendo no nosso país. (mais…)

Ler Mais

O Custo Humano dos Agrotóxicos: fotojornalista argentino retrata vítimas da contaminação

Por Luís Eduardo Gomes, no Sul 21

O fotojornalista argentino Pablo Ernesto Piovano, que trabalha no jornal Página 12, apresentou nesta sexta-feira (12), durante o FestFoto, realizado no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, em Porto Alegre, o trabalho fotográfico “O Custo Humano dos Agrotóxicos”. A obra documental é o resultado de cinco viagens que ele fez a regiões agrícolas do país vizinho para retratar vítimas de contaminação por venenos agrícolas. São imagens de pessoas com manchas e caroços na pele, mãos, braços e pernas deformadas, crianças com problemas resultantes de malformações fetais. (mais…)

Ler Mais

20ª Romaria das águas e da terra de Minas Gerais, no noroeste de MG, coração do agronegócio

Por frei Gilvander Luís Moreira[1], da CPT

Com o Tema: “Povos da Cidade e do Sertão Clamando por Água, Terra e Pão”; e com o Lema: “Povos, Rios, Veredas e Nascentes são Dons de Deus em Romaria e Resistência”, a 20ª Romaria das águas e da terra de Minas Gerais está acontecendo de forma processual no Noroeste de Minas, na Diocese de Paracatu, e terá celebração final dia 23 de julho de 2017, na cidade de Unaí. Estão acontecendo várias pré-romarias nas seguintes cidades: Uruana, Buritis, Chapada Gaúcha, Arinos, Urucuia, Bonfinópolis, Unaí, Boqueirão, Paracatu, etc. Convocada pela memória subversiva do Evangelho da Vida e da Esperança, fiel ao Deus dos pobres, à terra, às águas de Deus e aos pobres da terra e das águas, também ouvindo o clamor que vem dos biomas violentados – Cerrados, Mata Atlântica, Amazônia, Caatinga, Pampas e Pantanal – e seguindo a prática de Jesus, a Comissão Pastoral de Terra (CPT), há quatro décadas, vem realizando em todo Brasil, romarias da Terra, que com o passar dos anos, foi ampliada para Romaria das águas e da terra. (mais…)

Ler Mais