Articulação Camponesa desocupa Ferrovia Norte-Sul no Tocantins

Nós, famílias camponesas e remanescentes de quilombo, unidos na Articulação Camponesa de Luta pela Terra e Defesa dos Territórios do Tocantins, juntamente com a Via Campesina, comunicamos o fim da paralisação da Ferrovia Norte-Sul, no trecho de Palmeirante (TO), após cerca de 36 horas de mobilização.

Na CPT

A desocupação se deu na noite desta terça-feira (10), mediante deliberação coletiva das famílias. A decisão foi tomada após a Ouvidoria Agrária Nacional (OAN) garantir a realização de uma reunião nos dias 18 e 19 de outubro, em Palmas, envolvendo representantes nacionais do Incra e do Programa Terra Legal e o presidente do Instituto de Terras do Tocantins (Itertins), além da presença do Ministério Público Federal e da Defensoria Pública Agrária. (mais…)

Ler Mais

Nota de esclarecimento da Articulação Camponesa à sociedade tocantinense: Por que paralisamos trecho da Ferrovia Norte-Sul?

Na CPT

Nós, famílias camponesas e remanescentes de quilombo, unidos na Articulação Camponesa de Luta pela Terra e Defesa dos Territórios do Tocantins, que representa comunidades de Araguaína, Babaçulândia, Bandeirantes, Barra do Ouro, Campos Lindos, Darcinópolis, Goiatins, Palmeirante e São Bento, juntamente com a Via Campesina, vimos a público para denunciar a inoperância e omissão dos órgãos de âmbito federal (Incra, Programa Terra Legal, Ibama) e estadual (Instituto de Terras do Tocantins e Naturatins). (mais…)

Ler Mais

Novas leis trabalhistas podem aumentar desigualdade no campo

Trabalhadores rurais podem receber menos e ter que trabalhar mais a partir de novembro, quando passam a valer as regras da reforma trabalhista. Críticos apontam que novas regras devem aumentar a desigualdade

Ana Magalhães – Repórter Brasil

Eduardo [nome fictício], 44 anos, trabalha de pé. Passa pelo menos seis horas por dia percorrendo uma extensa plantação de cana no interior de São Paulo. Nas costas, carrega um vasilhame cheio de herbicida, usado para o controle de ervas daninhas. Há oito anos, ele faz a mesma coisa: acorda às 5 horas da manhã, pega o ônibus da empresa às 6h30, fumiga, fumiga, fumiga, espera ansioso pelos intervalos de descanso e sombra até voltar cansado para casa no final da tarde. (mais…)

Ler Mais

Moradores de santuário ecológico em MG cobram proteção de Mata Atlântica

Local guarda resquícios de biodiversidade e pelo menos dez mineradoras atuam na região

ALMG, no Brasil de Fato

A estadualização da Área de Proteção de Ambiental (APA) do Santuário Ecológico de Pedra Branca, em Caldas (Sul de Minas), de modo a garantir maior proteção contra a exploração desenfreada de granito. Essa foi a principal reivindicação apresentada à Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), em audiência pública nesta quarta-feira (30/8/17). O requerimento para a atividade é de autoria do deputado Rogério Correia (PT). (mais…)

Ler Mais

Nota pública das organizações da sociedade civil diante das arbitrariedades do governo Jatene contra povos indígenas e comunidades tradicionais visando a construção da ferrovia paraense

No dia 23 de agosto, em Belém do Pará, aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA) a reunião técnica referente à construção da Ferrovia Paraense S.A., convocada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (SEDEME), cujo titular é Adnan Demachki. (mais…)

Ler Mais

MST denuncia a criminalização na luta pela terra em São Paulo

Tais ações acarretam na decretação de prisões preventivas arbitrárias contra agricultores e lideranças sociais, em virtude da luta desempenhada para que as terras que não cumprem sua função social sejam destinadas à Reforma Agrária.

Na Página do MST 

Diante da intensa repressão e criminalização que os movimentos populares vês sofrendo no último período, a resistência se transforma de pólo protetor fundamental para seguirmos em luta, diante disso o MST lança uma nota para mais uma vez denunciar as arbitrariedades desferidas contras aqueles que lutam pela Reforma agrária.  (mais…)

Ler Mais

Intercâmbio reúne 150 camponesas em defesa de uma vida digna no campo

“Elas estão chegando, chegando como um vento forte, chegando com vida e norte, chegando para questionar, chegando pra mudar”. E foi assim que, oriundas de sul a norte de Mato Grosso, cerca de 150 mulheres chegaram ao Centro de Formação da Agricultura Familiar de Colíder, na sexta-feira (28), para participar do III Intercâmbio Estadual de Mulheres Camponesas, com o tema “Mulher, fruto de fé e esperança”

 Andrés Pasquis – CPT

O lema desses Intercâmbios, organizados pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e parceiros, explica que “a organização coletiva das Mulheres transforma a sociedade”. Ou seja, o foco dos eventos é o empoderamento feminino, com base na troca de experiências, saberes e vivências, afastando assim a sensação de isolamento. Através de solidariedade e cumplicidade entre elas, é possível a criação e melhor articulação de grupos de mulheres organizados, que graças à geração de renda, conquistam autonomia financeira e pessoal, junto com o respeito da comunidade e da própria família. Esses são pontos imprescindíveis para a defesa de um modelo alternativo, baseado na Agricultura Familiar Agroecológica. (mais…)

Ler Mais

La Vía Campesina llama a intensificar la lucha contra el agronegocio, unidxs por la soberanía alimentaria

“Alimentamos a los pueblos y construimos movimiento para cambiar el mundo”

La Vía Campesina 

La Vía Campesina, un movimiento internacional de campesinos que representa a más de 170 organizaciones y movimientos en aproximadamente 72 países del mundo, ha concluido su séptima Conferencia Internacional el sábado 22 de julio, en Derio, en el País Vasco. El evento fue clausurado con una poderosa declaración que llama a intensificar la resistencia contra el agronegocio transnacional, los acaparamientos de tierras a gran escala, la criminalización de las luchas populares, y la creciente xenofobia, racismo y patriarcado. (mais…)

Ler Mais

Festa da Cultura Camponesa celebra 20 anos do Assentamento Zumbi dos Palmares (RJ)

A celebração das duas décadas do assentamento ocorreu na área do Zumbi 4, no  município de Campos dos Goytacazes (RJ). Nesse mesmo dia também se realizou, em Nova Iguaçu, a 3º Festa da Partilha de Sementes e Mudas

Por Setor de Comunicação da Secretaria Nacional da CPT

Os 20 anos do maior assentamento da Reforma Agrária do Rio de Janeiro, o Zumbi dos Palmares, foram comemorados neste sábado, 22, com a Festa da Cultura Camponesa. O evento teve início às 18 horas, no Assentamento Zumbi 4, no município de Campos dos Goytacazes (RJ). Também foi comemorado o Dia do Trabalhador e da Trabalhadora Rural. (mais…)

Ler Mais