Especial FAMA 2018 Impactos da Mineração: Belo Sun

Por Pulsar Brasil

A região de Volta Grande do Xingu mais uma vez está na mira dos megaempreendimentos. A devastação causada por Belo Monte agora cede lugar para a mineradora canadense Belo Sun, que tem um projeto de exploração que prevê duas cavas de mais de 200 metros de profundidade, uma barragem de rejeitos e uma demanda de uso de água no processo de operação de mais 470 metros cúbicos por hora. Qual a consequência disso para as comunidades ribeirinhas e originárias que vivem na região? Confira a reportagem especial sobre a Belo Sun e descubra mais sobre o preço do progresso.

A Pulsar Brasil  lança a série especial FAMA 2018 – Impactos da Mineração. Ao todo são dez reportagens radiofônicas que abordam os danos socioambientais causados por uma das principais atividades econômicas do país.  A tragédia de Mariana, a exploração de minérios na Amazônia, as modificações na paisagem e a destruição do ecossistema em nome do progresso, são alguns dos temas presentes na série.

O Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA), que ocorre de 17 a 22 de março deste ano, em Brasília, foi o fio condutor das reportagens. O encontro é um evento de caráter internacional que reúne organizações da sociedade civil e movimentos sociais em defesa da água como direito elementar à vida. O FAMA é um contraponto ao Fórum Mundial da Água, que agrupa grandes corporações interessadas na privatização das fontes naturais e dos serviços públicos de água e saneamento.

Na série especial FAMA 2018 – Impactos da Mineração a Pulsar Brasil mostra o papel da água na extração do minério e o quanto este bem comum é desperdiçado pela indústria. O lado B da atividade econômica que se destaca como uma das principais financiadoras de campanhas eleitorais no país é descortinado, revelando o alto preço que a população brasileira paga pelo desenvolvimento.

Ouça AQUI.

Comments (2)

  1. As coisas funciona desde que o governo do estado e secretaria do meio Ambiente Ibama e outros orgãos, fiscalize.
    De perto que se faça jus a prifisão.
    Não faça como fizeram, e ainda estao fazendo a os trabalhos das condicionantes de UHE BELO MONTE.
    Altamira esta jogada as tracas por uma empresa que veio, trouxe projetos bons porem maus administrados todos feitos pela metades. Servicos de pessima qualidade.

  2. E incrivel como as coisas sao. Porque os Brasileiros nao retiram suas riquezas mas deixa q outros tirem. Sou morador na area de Belo Sun nao tenho nada contra em tira o ouro de la desd que o municipio estado e pais sekas beneficoado. Ninguem vem abrir porta para nos aqui nao ninguem. Meu nome e Antonio Clebio

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

cinco + três =