Mourão anuncia sua nova política ambiental-publicitária

ClimaInfo

O Palácio do Planalto está montando uma ofensiva diplomática e de comunicação para conter as preocupações de investidores e empresas internacionais sobre a situação do meio ambiente no Brasil. Ontem, destacamos a articulação que vem sendo feita pelo vice-presidente Mourão para organizar conversas com investidores e representantes estrangeiros críticos à política ambiental e à situação dramática em que os Povos Indígenas estão sendo submetidos no país.

Na Folha, Gustavo Uribe e Danielle Brant informam que o governo pretende investir pesado em uma frente de comunicação e marketing, com uma campanha publicitária na Europa e o desenvolvimento de um serviço internacional de notícias da EBC, com o objetivo de fazer um contraponto às críticas ao Brasil na imprensa estrangeira. O Planalto pretende também convidar embaixadores da União Europeia para sobrevoar a Floresta Amazônica e verificar o estado da preservação florestal. Segundo a matéria, os representantes de Alemanha e Noruega, que negociam atualmente a retomada do Fundo Amazônia com o Brasil, já foram convidados.

Já o ministro Ricardo Salles, distante dessas articulações depois de ser alvo de boa parte das críticas recentes ao Brasil no exterior, anunciou ontem a criação de dois programas de conservação florestal. O primeiro, chamado “Adote Um Parque”, pretende facilitar a participação de empresas privadas nacionais e estrangeiras na gestão de Unidades de Conservação. Nós ficamos nos perguntando o que Salles vai efetivamente vender, já que ele mesmo desmontou grande parte da capacidade operacional do ICMBio. O segundo projeto, o “Floresta Mais”, será, nas palavras de Salles, o “maior programa de pagamentos por serviços ambientais no mundo na atualidade”. O projeto premiará “boas práticas” de conservação no Brasil, com recursos advindos de um montante de R$ 500 milhões obtido pelo governo federal com o Fundo Verde do Clima (GCF) da ONU. Ficaremos de olho no que será feito com o recurso.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

20 − dezoito =