Ambición climática y alternativas indígenas debate Cumbre Amazónica

“Vamos a luchar juntos para salvar el planeta” sostuvo representante de organización noruega.

Coica / Servindi

“Los compromisos climáticos actuales son insuficientes para detener el desastre climático y estamos lejos de superar el problema” sostuvo Lars Lovold, de Rainforest Foundation Noruega (RFN), en un panel de expertos de la Cumbre Indígena Amazónica. (mais…)

Ler Mais

Mujeres rurales al rescate de la riqueza alimentaria de América Latina y el Caribe

Iniciativa Saberes y sabores busca valorar los emprendimientos y cultura alimentaria de las mujeres de la región.

Da FAO

El café del desayuno. El ceviche de pescado, la ensalada de quinua, las arepas y empanadas de la cena. El trocito de chocolate con que uno se premia tras un día difícil: detrás de cada uno de esos esos sabores hay un saber latinoamericano. (mais…)

Ler Mais

Ainda se encarcera crianças, no século 21?

Política anti-imigrantes dos EUA vai muito além. Em um ano, 38 mil foram presos, por serem estrangeiros. Um milhão de outros podem ser deportados. Crianças aprisionadas podem nunca mais encontrar os pais

Por Amanda Holpuch, no The Guardian / Outras Palavras

Um mês antes de Donald Trump promulgar uma política que permite a seu governo tirar milhares de crianças migrantes de seus pais, o presidente disse duas vezes a multidões, em seus comícios, que membros de gangues de imigrantes não eram pessoas. “Eles são animais”, afirmou em maio. No último fim de semana, surgiram vídeos e fotos  dos centros de detenção, semelhantes a gaiolas, onde crianças, separadas de seus pais, estão abrigadas. (mais…)

Ler Mais

¿Cómo aportan los pueblos indígenas en la conservación de la Amazonía?

Actualidad Ambiental / Servindi

En nuestro país, según el Ministerio de Cultura, existen 55 pueblos indígenas, de los cuales 51 habitan en la Amazonía y 4 en los Andes. La importancia de estos pueblos radica en que habitaban en nuestro territorio mucho antes de la llegada de los españoles y hasta hoy mantienen sus costumbres, ponen en práctica y comparten sus conocimientos ancestrales (medicina, modo de cultivo, conocimiento del clima), y enriquecen nuestra cultura. (mais…)

Ler Mais

Argentina: as garotas que desafiam o patriarcado

São multidão — muitas, com menos de vinte anos. Tomam as ruas. Exigem, batucam e dançam. Querem o direito ao aborto e o fim de um mundo governado por homens ricos e tristes

Reportagem do Coletivo Lavaca, em Outras Palavras

Olhar o que se passa através dos olhos da geração que está abarrotando as ruas argentinas hoje é ao mesmo tempo uma tarefa simples e complexa. As jovens falam até pelas faces pintadas com purpurina, mas o que dizem é tão interessante que faz falta algo mais que aguce a escuta para compreender o significado de cada palavra. Chiara, Laura e Angelica chegaram com uma dezena de companheiras do ensino secundário. Uma pintou a outra: os olhos, os lábios, as unhas ficaram verdes. Cada uma tem um lenço amarrado no pescoço, nos cabelos ou no braço. É o uniforme desta geração, advertiu Ofelia Fernández no recinto do Congresso. (mais…)

Ler Mais

Na Argentina, deputados aprovam aborto. No Brasil, discutem Adão e Eva

Por Maíra Kubik Mano*, especial para o blog do Sakamoto

A expectativa era imensa. Milhares de mulheres que haviam passado a noite em vigília, num frio abaixo de zero, seguravam umas nas mãos das outras aguardando os últimos votos. Quando o resultado saiu, foi uma explosão de alegrias e lágrimas: elas pularam, gritaram, se abraçaram. Viviam a emoção de ver concretizado o fruto de décadas e décadas de luta pela legalização do aborto na Argentina. (mais…)

Ler Mais

Como as mulheres argentinas venceram

Direito ao aborto: um país majoritariamente católico começou a rever seus preconceitos. O voto no Senado permanece incerto. Mas a mobilização cresce, embalada pelo movimento “Ni Una a Menos”

Por Emily Stewart | Tradução: Inês Castilho, em Outras Palavras

Em toda a América Latina, 97% das mulheres vivem em países com leis restritivas ao aborto. A Câmara de Deputados da Argentina votou nesta quinta-feira uma lei que descriminalizaria o aborto até as primeiras 14 semanas de gravidez. A votação foi apertada, de 129 a 125, e é improvável que a lei passe pelo Senado. Contudo, ativistas veem o fato de que a questão está sendo votada como um grande passo para os direitos das mulheres no país e em toda a região. (mais…)

Ler Mais