Mulheres camponesas do TO lançam vídeo sobre produção agroecológica e resistência na pandemia

Vídeo faz parte da #SemanaDaMulher Flores de Sucupira, que também terá espaços virtuais de diálogos e transmissão de live

CPT

Nesta quarta-feira (03), a Rede de Proteção Mulheres Camponesas Flores de Sucupira, da CPT Regional Araguaia-Tocantins, lança o vídeo Mulheres Camponesas Tecendo SaberesProdução Agroecológica e Resistências em Tempos de PandemiaO vídeo faz parte da programação da Semana da Mulher e apresenta depoimentos de mulheres que vivem em áreas de conflitos com o agronegócio e grandes projetos de ferrovia e hidrelétrica. Em seus testemunhos, as camponesas abordam os desafios e as formas de resistência no enfrentamento às violações de direitos que não entraram em quarentena durante esse período de pandemia da Covid-19. Também são destacadas por elas, as condições de vida e as vivências na comunidade, a organização coletiva das mulheres, a geração de renda, a produção de alimentos e a dinâmica do dia a dia das camponesas para se conectarem aos meios digitais e terem acesso a estudos e comercialização de produtos.

(mais…)

Ler Mais

Cimi Regional Maranhão: nota de apoio à Comissão Estadual de Prevenção à Violência no Campo e na Cidade

A Comissão, que tem como objetivo mediar conflitos fundiários, é vital em um estado que apresenta índices crescentes de violências e assassinatos no campo e nas florestas

No Cimi

O Conselho Indigenista Missionário – Cimi Regional Maranhão vem manifestar  apoio à Comissão Estadual de Prevenção à Violência no Campo e na Cidade – COECV – e reafirmar sua constitucionalidade. A Comissão foi criada pela Lei Estadual nº 10.246/2015, composta por representações públicas e de entidades da sociedade civil, tendo como objetivo mediar conflitos fundiários no campo e na cidade, conforme a Convenção 169 da OIT, a Declaração Universal dos Direitos Humanos (de 1948, artigo XXV), o Pacto Internacional de Direitos Humanos, Econômicos, Sociais e Culturais da Organização das Nações Unidas – ONU/PIDESC – (ratificado pelo Decreto Federal nº 591/1992) e a Convenção Americana de Direitos Humanos (Pacto de San José da Costa Rica, ratificado pelo Decreto Federal no 678/1992).

(mais…)

Ler Mais

Comunidade comemora imissão posse no Sertão da Paraíba

Na CPT NE2

Após onze anos de reivindicações, as 18 famílias que formam a comunidade posseira do Sítio Macacos, no município de Sousa, Sertão da Paraíba, comemoram a imissão na posse pelo Incra/PB das terras em que vivem há pelo menos 90 anos. Na última segunda-feira (22), ocorreu o ato de posse na comunidade com a presença do Superintendente da autarquia, Kleyber Oliveira da Nobrega. As famílias também comemoram a conquista com uma missa comunitária celebrada pelo bispo da Diocese de Cajazeiras, dom Francisco de Sales, acompanhado do padre Wandemberg Ferreira. Todos os cuidados e protocolos de segurança em razão da Covid-19 foram tomados. 

(mais…)

Ler Mais

Comunidades em conflito na Mata Sul participam de audiência de conciliação convocada pelo TJPE

Na Comissão Pastoral da Terra Nordeste II

Camponeses e camponesas que vivem em áreas de conflitos fundiários na Mata Sul de Pernambuco, mais precisamente nos municípios de Maraial e Jaqueira, foram convocados para uma audiência pública de conciliação realizada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TPJE) nesta próxima quinta-feira (25), às 10h, na Vara Única da Comarca de Maraial.  A audiência será realizada de forma presencial, mas poderá ser acompanhada também virtualmente.

(mais…)

Ler Mais

Itamar Vieira Junior e seu “Torto Arado”, uma declaração de amor à terra

Autor baiano explica de que forma seu trabalho com comunidades tradicionais influenciou a escrita do premiado romance e como é ser servidor do Incra sob o governo Bolsonaro

Por Anna Beatriz Anjos, Agência Pública

Com o romance Torto Arado (Todavia), que conta a história das irmãs Bibiana e Belonísia em uma fazenda no sertão da Bahia, o escritor baiano Itamar Vieira Junior, de 41 anos, alcançou importantes prêmios literários nacionais e internacionais, como o Jabuti, conquistado em novembro passado. Mas ele garante que há coisas mais valiosas na vida do que essas distinções. “Tudo que aprendi com os camponeses, quilombolas e trabalhadores rurais eu não trocaria por nenhum título acadêmico ou prêmio”, afirma.

(mais…)

Ler Mais

Nota Pública – Desmatamento, invasão de terras e ameaças: fim de ano violento para trabalhadores rurais e agentes da CPT no Maranhão

Acirramento de conflitos no Maranhão e ações de intimidação contra comunidades tradicionais e agentes da CPT-MA estão em curso já neste início de ano. Em decorrência do agravamento do contexto fundiário e social no Estado, sobretudo nas comunidades rurais do território Campestre, zona rural de Timbiras, e em defesa das pessoas que vivenciam e acompanham o conflito, a CPT-MA emite nota em que a cobra proteção dessas pessoas; investigação das violações de direitos; e continuidade dos processos de titulação de terras das comunidades tradicionais.

Leia nota na íntegra:

(mais…)

Ler Mais

Liminar da justiça garante manutenção de posse para famílias da comunidade de Batateiras, em Maraial (PE)

Desde junho, os(as) agricultores(as) denunciam à CPT, à FETAPE e aos órgãos do governo estadual o processo de tentativa de tomadas de terras, a invasão de suas posses pelo empresário Walmer Almeida da Silva e as ameaças das quais se tornaram vítimas.

Por CPT NE II

Após meses de violência em um dos conflitos fundiários mais graves de Pernambuco, a Justiça determinou, em decisão liminar concedida nessa última terça-feira (5), a manutenção da posse de famílias camponesas posseiras que vivem na comunidade do Engenho Batateiras, em Maraial, Zona da Mata Sul. A juíza que deferiu a liminar, Carolina de Almeida Pontes de Miranda, ainda proibiu o empresário Walmer Almeida da Silva, representante da empresa IC Consultoria em Empreendimentos Imobiliários, de entrar nas posses dos/as agricultores/as e provocar ações de turbação, sob pena de multa de até R$ 30 mil.  

(mais…)

Ler Mais