PFDC e Movimento de Mulheres Camponesas firmam termo de cooperação

Protocolo estabelece o acompanhamento de denúncias de violências e outras ações arbitrárias. Somente em 2018, quase um milhão de pessoas estiveram envolvidas em conflitos agrários no Brasil

Na PFDC

Contribuir para a proteção dos direitos de mulheres trabalhadoras no campo – em especial, no que se refere à vida, à dignidade, à função social da propriedade e também à liberdade de expressão e de associação. Com esse objetivo, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão – órgão que integra o Ministério Público Federal – firmou na quinta-feira (23) um termo de cooperação com o Movimento de Mulheres Camponesas. O coletivo reúne trabalhadoras rurais em 18 estados brasileiros e atua em defesa do direito à terra, da justiça social e pelo fim de todas as formas de violência e opressão.

(mais…)

Ler Mais

“O presidente trata quem tem outra opinião como inimigo e idiota”, diz dom André de Witte, da CPT

por Joel Santos Guimarães, no Marco Zero Conteúdo

Os graves problemas sociais e econômicos que assolam o país e seu povo não “estão entre as preocupações do presidente, que nestes quase cinco meses de governo demonstrou despreparo para a função”. Quem afirma é dom André de Witte, bispo da diocese de Rui Barbosa (Bahia) e presidente da Comissão Pastoral da Terra (CPT). Para ele, Bolsonaro “vem agindo como se pudesse mandar e desmandar em tudo, considerando e tratando quem tem outra opinião como inimigo e idiota”.

(mais…)

Ler Mais

Caso Chevron-texaco: milhares de atingidos pelo maior crime ambiental já registrado seguem desassistidos

Em nota dirigida ao presidente do Uruguai, centenas de organizações exigem que a petroleira estadunidense seja responsabilizada. Atos ocorrem em 11 países

Na Terra de Direitos

Organizações sociais e redes de direitos humanos de várias partes do mundo manifestaram nesta terça-feira (21), em carta dirigida ao presidente do Uruguai, Lenín Boltaire Moreno Garcés, e em atos realizados em 11 países, o repúdio à impunidade à petroleira estadunidense Chevron-texaco e as comunidades afetadas no que foi reconhecido como o maior crime ambiental já registrado.

(mais…)

Ler Mais

CPT Rondônia divulga carta em memória aos 40 anos de presença no estado

Reunidos em Assembleia entre os dias 17 e 19 de maio, agentes pastorais relembraram os 40 anos de existência da CPT Rondônia e divulgaram carta em memória às quatro décadas de atuação no estado. O documento, além de fazer memória também é composto por testemunhos de camponesas e camponeses e traz apreensões e cobranças quanto à situação fundiária em Rondônia.

CPT

Veja abaixo a nota na íntegra:

CARTA DA XVI ASSEMBLEIA DA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA DE RONDÔNIA

(mais…)

Ler Mais

CPT lançará relatório Conflitos no Campo Brasil 2018 em São Luís (MA)

CPT

Hoje, 21 de maio, às 14 horas, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) no Maranhão lançará a publicação  Conflitos no Campo Brasil 2018 no Auditório do Departamento de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), na capital São Luís. Essa é a 34ª edição do relatório anual que reúne dados sobre os conflitos e violências sofridas pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo brasileiro, neles inclusos indígenas, quilombolas e demais povos tradicionais. Além dos dados sobre o estado, também serão debatidos as informações sobre a região da Amazônia Legal.

(mais…)

Ler Mais

Ruralistas do Congresso possuem terras em áreas de conflitos sociais e ambientais

Invasão de terras indígenas, devastação do ambiente e tensão com camponeses e quilombolas são marcas das regiões onde políticos mantêm propriedades; em alguns casos, identificados a partir do Mapa das Terras dos Parlamentares, eles protagonizam as disputas

Por Leonardo Fuhrmann, em De Olho nos Ruralistas

As cidades de Santa Luzia do Pará e Viseu (PA) têm mais em comum além das propriedades da família do deputado Paulo Bengtson (PTB-PA). Ambas estão numa rota de desmatamento e furto de madeira da Terra Indígena Alto Rio Guamá. A Fundação Nacional do Índio (Funai) teve de entrar na Justiça para garantir a desintrusão de brancos do território dos povos originários. Paulo Bengtson declarou no ano passado à Justiça Eleitoral uma propriedade rural em Viseu, cujo tamanho não consta na declaração.

(mais…)

Ler Mais

Manifestantes protestam contra mina de carvão na Região Metropolitana de Porto Alegre

Por Marco Weissheimer, no Sul21

Uma articulação de moradores de Porto Alegre, de cidades da Região Metropolitana e de representantes de movimentos ambientalistas e populares realizou, na manhã desta terça-feira (14), em Porto Alegre, um protesto contra o projeto de instalação de uma mina de carvão a céu aberto, em um território que abrange os municípios de Eldorado do Sul e Charqueadas, às margens do rio Jacuí. A manifestação foi realizada em frente ao Hotel Plaza São Rafael, no centro da capital, no momento em que iniciava o Seminário “Novos aproveitamentos para o carvão mineral do RS – Tecnologias inovadoras”, promovido pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (SERGS) com o objetivo de debater a implantação de um Pólo Carboquímico no Estado.

(mais…)

Ler Mais

CPT, em MG, 40 anos de luta por justiça agrária ao lado dos/as camponeses/sas. Por frei Gilvander Moreira[1]

No Brasil, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) nasceu em junho de 1975, em plena ditadura militar-civil-empresarial. Em Minas Gerais, a CPT foi criada em 1979. Em 2019, a CPT-MG celebra 40 anos de luta por justiça agrária ao lado dos camponeses e das camponesas. Segundo Ivo Poletto, o primeiro secretário da CPT, “os verdadeiros pais e mães da CPT são os peões, os posseiros, os índios, os migrantes, as mulheres e homens que lutam pela sua liberdade e dignidade em uma terra livre da dominação da propriedade capitalista” (POLETTO, 2015)[2].

(mais…)

Ler Mais

Armas liberadas: “residente em área rural” representa 16% da população brasileira

Nada menos que 30 milhões de pessoas vivem no campo, segundo o IBGE; especialistas são unânimes em afirmar que decreto de Bolsonaro, discutível do ponto de vista constitucional, radicaliza a exposição da população mais vulnerável à violência

Por Maria Lígia Pagenotto, em De Olho nos Ruralistas

O último decreto sobre armamento do presidente Jair Bolsonaro, assinado na terça-feira (07/05), é claro: o cidadão “residente em área rural” poderá portar e usar armas de fogo dentro de suas propriedades. Desde que se encaixe em alguns requisitos, entre eles ter mais de 25 anos.

(mais…)

Ler Mais

Relatório da CPT é lançado durante a VI Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária em Goiás

Na noite da última sexta-feira, dia  3, a Comissão Pastoral da Terra (CPT) lançou a publicação Conflitos no Campo Brasil 2018 no Instituto de Estudos  Socioambientais (IESA), na Universidade Federal de Goiás (UFG). O lançamento ocorreu dentro da programação da VI Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária em Goiás (JURA).

CPT Nacional

Na abertura do evento foi realizada uma homenagem a dom Tomás Balduino, bispo emérito da Cidade de Goiás (GO) e um dos fundadores da CPT, que faleceu há cinco anos, no dia 2 de maio de 2014. Esse foi o primeiro de uma série de atos que farão parte da V Semana Dom Tomás, que se propõe a manter viva a memória deste grande cidadão.

(mais…)

Ler Mais