O truque da corrupção. Por Marcio Sotelo Felippe

Na Revista Cult

Em 1954 havia o “mar de lama”, a corrupção do governo Getúlio (que, oh coincidência! Envolvia também o filho do presidente). Jânio Quadros fez sua meteórica carreira tendo como símbolo a vassourinha, com a qual ia varrer a corrupção. O golpe de 1964 teve como um dos motes o combate a “corruptos e subversivos”. Collor se elegeu como caçador de marajás, os altos funcionários que ganhavam altos salários. As mordomias e regalias dos altos funcionários ocuparam o imaginário político por muito tempo, décadas atrás.

(mais…)

Ler Mais