Efeitos de Brumadinho causam morte e anomalias em peixes da região

Pesquisa demonstra que mero contato com a água do rio Paraopeba afeta embriões de peixe por conta da alta toxicidade

Por Caroline Aragaki, Jornal da USP

Uma pesquisa, realizada pelo Instituto Butantan, Universidade Estadual Fluminense e Universidade Federal do Rio de Janeiro, mostrou que os efeitos do derramamento de rejeito de mineração em Brumadinho (MG) podem causar morte e anomalias em embriões de peixes. O alerta dos pesquisadores é que as consequências a longo prazo para a saúde humana e animal decorrentes do rompimento da barragem da Vale devem ser acompanhadas com extremo rigor. O estudo incluiu dosagem de poluentes, quantificação de micro-organismos potencialmente perigosos e testes ecotoxicológicos. O Jornal da USP no Ar conversou sobre o tema com Mônica Lopes Ferreira, doutora em Imunologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da USP e pesquisadora do Instituto Butantan.

(mais…)

Ler Mais

CPT Rondônia divulga carta em memória aos 40 anos de presença no estado

Reunidos em Assembleia entre os dias 17 e 19 de maio, agentes pastorais relembraram os 40 anos de existência da CPT Rondônia e divulgaram carta em memória às quatro décadas de atuação no estado. O documento, além de fazer memória também é composto por testemunhos de camponesas e camponeses e traz apreensões e cobranças quanto à situação fundiária em Rondônia.

CPT

Veja abaixo a nota na íntegra:

CARTA DA XVI ASSEMBLEIA DA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA DE RONDÔNIA

(mais…)

Ler Mais

Fundo Amazônia: Uma conquista do Brasil em risco!

Na Abong

A Amazônia é o maior bioma de floresta ainda existente no Planeta Terra. É responsável pelo equilíbrio ambiental do planeta. Sua preservação e manejo sustentável é essencial para sua manutenção. Por isso, populações indígenas, comunidades tradicionais e organizações da sociedade civil brasileira e internacionais não poupam iniciativas para sua preservação. O Governo Brasileiro é o gestor legítimo destes esforços e sua postura deveria ser favorável a sua preservação sem perder a soberania nacional sobre este território.

(mais…)

Ler Mais

SEPROMI faz visita técnica para o autorreconhecimento de comunidades tradicionais no sudoeste da Bahia

Por Equipe Sul/Sudoeste da CPT Bahia

Representantes da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (SEPROMI) do Estado da Bahia realizaram uma visita técnica em comunidades de Fecho de Pasto, nos dias 07 e 08 deste mês. Essa foi mais uma etapa do processo de autorreconhecimento, iniciado em dezembro de 2018, pelas comunidades de Sambaiba, Olho D´Água, Tapera do Marcelo, Campo Grande e Renegada, do município de Cordeiros; e Lavador, do município de Piripá.

(mais…)

Ler Mais

MPF quer garantir participação popular em debates sobre área de proteção ambiental no litoral norte paulista

Fundação Florestal deve apresentar cronograma de trabalhos para plano de manejo que inclua novas consultas a comunidades tradicionais

Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

O Ministério Público Federal cobrou da Fundação Florestal informações detalhadas sobre o andamento dos trabalhos para a implementação do plano de manejo da Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Norte (APAMLN). Comunidades tradicionais da região têm relatado que as consultas sobre os encaminhamentos foram suspensas e manifestado receio de que o texto acabe aprovado sem que moradores e pescadores artesanais sejam ouvidos.

(mais…)

Ler Mais

Para querer bem o Brasil

O trabalho, em suas múltiplas formas. As comunidades tradicionais. Gente sob descaso e abandono: a imagem como forma de recuperar histórias ignoradas pela sociedade. Começa projeto para organizar o acervo de João Roberto Ripper, um dos grandes fotojornalistas brasileiros

Por Cibelih Hespanhol, em Outras Palavras

Um homem segura sua carteira de trabalho, e sorri para a câmera. Seus dentes são tortos e falhos, suas rugas de expressão se assemelham aos rasgos do chapéu, e sua alegria é simples, como se tivesse entre as mãos um passarinho capturado na infância.

(mais…)

Ler Mais

Famílias atingidas pela UHE São Roque (SC) lutam por seus direitos

No Mab

Ontem, 9 de maio, famílias atingidas organizadas no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) se reuniram em assembleia em acampamento próximo ao canteiro de obras da UHE de São Roque, no Rio Canoas, onde cerca de 50 famílias estão acampadas há seis anos sem indenização, entre os municípios de Vargem e São José do Cerrito, em Santa Catarina. O objetivo era discutir a situação de violações dos direitos das famílias atingidas da região.

(mais…)

Ler Mais

Sociedade civil denuncia Vale na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Grupos apresentaram 13 medidas a serem tomadas pelo Estado brasileiro contra postura da mineradora em relação aos crimes

Bruna Caetano, Brasil de Fato

Motivados pela ausência de respostas efetivas para os crimes praticados pela mineradora Vale, com o rompimento das barragens do Fundão, em Mariana (MG) e do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), membros da sociedade civil levaram denúncias para o 172º Período de Sessão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). A audiência aconteceu nesta quinta-feira (9), em Kingston, na Jamaica.

(mais…)

Ler Mais

Sob comando militar, ICMBio ignora convite para diálogo com povos tradicionais

Alvo de críticas, nova gestão do órgão não enviou representantes para mesa de diálogo organizada pelo Ministério Público; lideranças de povos e comunidades tradicionais celebram legado de Chico Mendes e exigem manutenção de conselhos participativos

Por Bruno Stankevicius Bassi, em De Olho nos Ruralistas

“O governo não priorizou essa agenda, a abertura desse diálogo”. A avaliação de Cláudia Pinho, presidente do Conselho Nacional dos Povos e Comunidades Tradicionais (CNPCT), resumiu o sentimento geral de desapontamento entre os participantes da mesa de diálogo “Direito a Território e Políticas Públicas das Comunidades Tradicionais”, que ocorreu nesta quarta-feira (08/05), na sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília.

(mais…)

Ler Mais