Retomada de desmatamento reabre conflitos nas Fazendas Góis I e II

Associação União das Aldeias Apinajé-Pempxà

As fazendas Góis I e II estão localizadas no limite Sul da TI. Apinajé no município de Tocantinópolis, Norte de Tocantins. As atividades de desmatamento nestes locais tiveram início em setembro de 2013. Os desmatamentos ocorrem em áreas de Cerrado e afetam as nascentes do Ribeirão Góis que fica dentro das fazendas do mesmo nome. Essas nascentes correm e deságuam no ribeirão Bacaba dentro da TI. Apinajé, cujos mananciais abastecem as aldeias São José, Prata, Cocal Grande, Bacabinha, Areia Branca, Brejinho e Furna Negra. Essas aldeias localizadas abaixo do empreendimento são ameaçadas e prejudicadas por essa atividade. A aldeia São José, uma das mais populosas dos Apinajé, está localizada à apenas 500 metros da referida área desmatada. (mais…)

Ler Mais

PFDC solicita local ao governo do DF para acolher participantes do Fórum Alternativo Mundial da Água

Atividade acontece em Brasília de 17 a 22 de março e deve reunir mais de cinco mil representantes de movimentos sociais, povos originários, pescadores e populações atingidas por barragens

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) – órgão do Ministério Público Federal – solicitou ao governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, que verifique a possibilidade da disponibilização de local para o acampamento dos participantes do Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama), que acontecerá em Brasília entre os dias 17 e 22 de março de 2018.

(mais…)

Ler Mais

Privatização da água ameaça meio ambiente e saúde humana

Domínio da água “mineral” sobre a “torneiral” põe em risco a sobrevivência das fontes

Cida de Oliveira, Rede Brasil Atual

A propaganda é sempre a mesma. Tenta convencer a sociedade de que o poder público não tem condições de fazer os investimentos necessários para melhorar os serviços prestados à população e que a alternativa que resta é transferir a gestão para empresas particulares. (mais…)

Ler Mais

Sentença declara extinta concessão para usina Tijuco Alto, no Vale do Ribeira (SP)

MPF quer que decisão seja ampliada para proibir o licenciamento ambiental de projetos semelhantes na região

Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

A Justiça Federal em Itapeva (SP) declarou extinta a concessão para a instalação da usina hidrelétrica Tijuco Alto, cuja barragem seria construída no Rio Ribeira de Iguape, entre os municípios de Ribeira (SP) e Adrianópolis (PR). A decisão é resultado de uma ação que os Ministérios Públicos Federal e do Estado de São Paulo moveram em 2016 contra o empreendimento da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA). Intervenções desse tipo podem causar danos irreversíveis à maior faixa contínua de Mata Atlântica do estado, localizada na região, além de trazer inúmeros riscos à população que habita o entorno. (mais…)

Ler Mais

Para especialista da UFSC, privatização da água ganha espaço na agenda nacional

Jantar de Temer com dirigente da Nestlé e realização de Fórum Mundial da Água em Brasília, em março, reforçam acordos com setor privado, que quer controlar o mais essencial direito humano, segundo a ONU

por Cida de Oliveira, da RBA

O encontro de Michel Temer com o presidente da Nestlé, o belga Paul Bulcke, no último dia 24, em Davos, na Suiça, e a realização do 8º Fórum Mundial da Água em Brasília, em março, fazem parte da mesma agenda: a consolidação de acordos entre o governo brasileiro e empresas com vistas à privatização da água no Brasil. A opinião é do  geólogo e professor emérito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Luiz Fernando Scheibe. (mais…)

Ler Mais

Brasília sediará dois eventos internacionais sobre questão hídrica

Entidades e organizações populares construíram espaço alternativo a evento corporativo

Rafael Tatemoto, Brasil de Fato

O Distrito Federal sediará, em março, dois eventos internacionais cujo foco será a governança dos recursos hídricos. Um deles será o 8º Fórum Mundial da Água, promovido pelo Conselho Mundial da Água e que ocorre entre os dias 18 e 23. Em contraposição a ele, uma série de entidades populares organiza o Fórum Alternativo Mundial da Água (Fama), previsto para ocorrer entre os dias 17 e 22.  (mais…)

Ler Mais

Encuentro de Temer y CEO Nestlé revela interés en la privatización del agua en Brasil

Rechazo de población brasileña a privatización del agua parece haber influido en hacer una reunión más discreta en Davos

Franklin Frederick* – Brasil de Fato

En el Foro Económico Mundial una nueva elite burguesa, ya no solo europea, sino mundial, se reúne en Davos para celebrarse a sí misma, sus realizaciones y su visión del mundo. (mais…)

Ler Mais

Risco ambiental: cresce resistência ao projeto de Alckmin de retirar água de rio em Bertioga

Conselho Municipal de Meio Ambiente derruba autorização para a transposição das águas do rio Itapanhaú e reforça luta da comunidade. Apesar de ação civil pública, tucano quer iniciar obras em março

por Cida de Oliveira, da RBA

Em sua corrida à Presidência da República, o pré-candidato e governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), quer mostrar serviço. E apagar de sua biografia o fantasma da crise hídrica que arranhou sua popularidade em 2014, quando os reservatórios chegaram a níveis críticos e o Sistema Cantareira teve de apelar a seu volume morto. Para isso, ele pretende retirar de 2 mil litros de água por segundo do rio Itapanhaú e transferir para o Sistema Produtor Alto Tietê, que abastece a capital e  a região metropolitana. (mais…)

Ler Mais

Dependentes do rio Doce, com medo da água

Mais de dois anos após o desastre que enlameou o rio Doce com rejeitos da mineração, a população de Governador Valadares espera a retomada dos processos na Justiça e não confia na qualidade do que chega às torneiras

Por Bruno Fonseca, Luiz Guilherme Ribeiro, da Agência Pública

Davi Sales não confia na água tratada do rio Doce que chega às torneiras de sua casa, em Governador Valadares, Minas Gerais. Motorista e vendedor de frutas, ele utiliza água mineral engarrafada para beber e cozinhar para si e a esposa – grávida do primeiro filho. A rotina que já dura mais de dois anos consumiu cerca de R$ 1,5 mil de seu orçamento familiar. (mais…)

Ler Mais