Europa: o Partido da Guerra perdeu. Por Antonio Martins

Avanço da ultradireita é real, mas limitado. Mídia oculta o principal: fracassaram os governos que mergulharam na política bélica de Washington e voltaram as costas à crise social. Mesmo estancada, esquerda tem alguns resultados animadores

Outras Palavras

Ao dissolver a Assembleia Nacional e convocar eleições antecipadas no domingo (9/6), logo depois de sofrer derrota política avassaladora, o presidente da França, Emmanuel Macron, deu o tom das manchetes e análises sobre o resultado da disputa pelo Parlamento Europeu. A extrema direita teria obtido, em todo o velho continente, uma grande vitória. O resultado estaria fazendo tremer as instituições. Somado à alta probabilidade de triunfo de Donald Trump nos EUA, em novembro, ele pressagiaria o pior. (mais…)

Ler Mais

Europa rende-se à extrema-direita

Um guia para entender as eleições de deputados para o Parlamento Europeu, que se encerram no domingo. Não há debate real sobre futuro do continente, e países perdem-se em picuinhas locais. Espaço para a ultradireita está mais aberto do que nunca

por Sergio Ferrari, em Outras Palavras

Entre 6 e 9 de junho, os cidadãos de 27 países elegerão os seus 720 deputados ao Parlamento Europeu por escrutínio universal, direto, proporcional e secreto. Essa complexa conjuntura continental se enquadra no possível fortalecimento da direita e da extrema direita, bem como a minimização do debate sobre questões essenciais como as mudanças climáticas. (mais…)

Ler Mais

Movimentos sociais do campo denunciam governo Caiado junto à União Europeia

Comitiva com representantes de comunidades e organizações são recebidos nesta terça-feira, 26, na sede da Delegação da União Europeia, em Brasília. Embaixador da Bélgica visita acampamento da Reforma Agrária em Formosa (GO)

Por Marília da Silva, em CPT

Representantes de movimentos do campo e organizações de defesa dos Direitos Humanos do estado de Goiás participaram nesta terça-feira, 26, de reunião na Sede da Delegação da União Europeia, em Brasília, onde apresentaram denúncias de violações de Direitos Humanos praticadas no estado contra comunidades camponesas e povos tradicionais. Estiveram presentes integrantes do MST Goiás, MAB, Fetaeg, Fetraf-GO, MCP e CPT Goiás, organizações que compõem o Campo Unitário Goiás. (mais…)

Ler Mais

UE-Mercosul: colapso de um acordo colonial

Resquício de uma globalização sem limites, ele abria a Europa ao agronegócio brasileiro, mas bloqueava a indústria e a tecnologia nacionais. Naufragará graças à crise agrícola no Velho Continente. Seu fracasso pode ensinar algo ao governo

por Antonio Martins, em Outras Palavras

Como não comemorar quando o adversário faz, ao final do jogo, um gol contra – e nos poupa de uma derrota devastadora? Nesta quinta-feira (1º/2), em Bruxelas tomada por manifestações de agricultores, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou o que já se esperava. A Comissão Europeia (UE) decidiu suspender as negociações de um acordo de “livre” comércio com o Mercosul. O compromisso era dado, dias antes, como favas contadas. Uma delegação da UE, presente ao Brasil, já negociava seus detalhes finais. E há poucos dias, uma reunião de chanceles do bloco sulamericano, em Assunção, definiu-o como prioridade máxima. Tudo foi frustrado porque a crise da agricultura europeia gerou protestos crescentes e radicalizados, e obrigou os governos a contrariar os interesses das grandes corporações, que seriam as beneficiárias do acordo. (mais…)

Ler Mais

Algo novo na esquerda europeia. Por Antonio Martins

Numa Alemanha sem rumo econômico e político, partido de Sahra Wagenknecht nasce potente e incomoda ultradireita e neoliberais. Suas posições sobre imigração e gênero são controversas. Vale a pena examiná-lo atentamente

Em Outras Palavras

Sarha Wagenknecht prefere evitar o rótulo de esquerda. Em seu país, pensa ela, é algo associado a um setor das elites intelectualizado e distante dos dramas da maioria. Porém, nem o programa do partido que ela lançou nesta segunda-feira (8/1), nem a trajetória pessoal desta deputada alemã de 53 anos, deixam dúvidas sobre o caráter de sua proposta. (mais…)

Ler Mais

Brasil não pode depender só de commodities, diz Marina Silva

Enquanto a ministra defende que o Brasil supere sua dependência de exportações de commodities, o governo segue pressionando a Europa contra as restrições comerciais antidesmatamento.

ClimaInfo

O Brasil precisa abandonar a pretensão de viver apenas do boom comercial de matérias-primas no mercado internacional, defendeu a ministra Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima) em entrevista à Bloomberg. O avanço do agronegócio sobre a floresta é um dos principais fatores por trás da alta do desmatamento na Amazônia. (mais…)

Ler Mais

Acordo com Mercosul: governo quer separar meio ambiente em conversas com União Europeia

ClimaInfo

Lula não foi à Europa apenas para discutir uma nova agenda financeira global na Cúpula para um Novo Pacto Financeiro Global e confirmar que é um ícone pop mundial, ao defender a preservação da Amazônia no festival Power Our Planet. O presidente ainda tentou destravar o acordo entre União Europeia e Mercosul, particularmente junto à França, cujo parlamento aprovou um veto ao tratado. (mais…)

Ler Mais