Amós, Oseias e Isaías: injustiça social e idolatria religiosa, NÃO! Por Gilvander Moreira*

Ao celebrarmos os 45 anos da Comissão Pastoral da Terra (CPT) – 1975 a 2020 – importante se faz recordarmos os ensinamentos e a atuação dos profetas Amós, Oseias e Isaías. Na Bíblia, no livro de Amós, nos capítulos 1 a 9, de meados do século VIII antes da era cristã, encontramos literatura de protesto e resistência. “O acento principal da mensagem de Amós está na crítica social e no anúncio de um juízo iminente de Deus na história, bem como na tênue, mas clara exigência do restabelecimento da justiça como alicerce das relações sociais” (REIMER, 2000, p. 171). A profecia de Amós constitui-se como uma exigência veemente pelo restabelecimento da justiça social[1]. Segundo Haroldo Reimer, no artigo “Amós – profeta de juízo e justiça”, a profecia de Amós é: “Uma crítica veemente e contundente aos agentes e mecanismos de exploração e opressão dos camponeses empobrecidos sob o governo expansionista de Jeroboão II e sob as condições de um incremento de relações de empréstimos e dívidas entre pessoas do próprio povo no século VIII a.C.” (REIMER, 2000, 188).

(mais…)

Ler Mais

NOTA DE REPÚDIO: CPT-RJ denúncia violência contra trabalhadores rurais no Rio de Janeiro

Nota de Repúdio da Comissão Pastoral da Terra – RJ ao ataque violento contra trabalhadores rurais e homicídio qualificado no Acampamento Emiliano Zapata da FETAGRI-RJ. Mesmo em tempos de pandemia, 40 famílias foram vítimas da violência em São Pedro da Aldeia (RJ).

CPT

“Quem é você, que só fala bonito e não ajuda em nada,
que tem a alma seca e a terra abandonada?”

Leia a nota na íntegra:

(mais…)

Ler Mais

Empresa imobiliária derruba cercas, árvores e intimida famílias agricultoras do Engenho Batateiras, em Maraial (PE)

Famílias denunciam empresa imobiliária por violações de direitos e ameaças para que saiam do local onde vivem há várias gerações.

Na CPT NE2

Mais um conflito fundiário praticado por empresas imobiliárias contra famílias agricultoras posseiras na Zona da Mata Sul de Pernambuco é relatado à Comissão Pastoral da Terra. Desta vez, a situação de conflito atinge as famílias do Engenho Batateiras, localizado no município de Maraial. Segundo moradores do local, as famílias estão enfrentando ameaças de expulsão, intimidações e destruições realizadas pela empresa IC – Consultoria e Empreendimentos imobiliários LTDA, de origem Alagoana.

(mais…)

Ler Mais

Nota de esclarecimento

Direção nacional do MST no Mato Grosso esclarece fake news sobre invasão a terras indígenas

MST

“Direitos humanos não se pede de joelhos, exige-se de pé!”
Dom Tomas Balduíno.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra no Mato Grosso vem a público informar que as notícias que circulam nas mídias digitais (Portal Campo Novo e Noticias Agrícolas), que trazem o MST como suposto invasor das terras indígenas da aldeia Ponte de Pedra do povo paresi-haliti, em Campo Novo dos Parecis, não tem cunho verdadeiro.

(mais…)

Ler Mais

MPF recomenda ao Incra a retificação do cadastro ambiental rural coletivo de assentamento em Alenquer (PA)

À Semas foi reiterada a recomendação para cancelamento de cadastros individuais; medidas buscam evitar grilagem

Ministério Público Federal no Pará

O Ministério Público Federal (MPF) enviou recomendação nesta terça-feira (7) ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para que a superintendência do instituto no oeste do Pará retifique o Cadastro Ambiental Rural (CAR) coletivo do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Paraíso, em Alenquer, no baixo Amazonas.

(mais…)

Ler Mais

“Somos prova de que é possível”: MST é referência em agroecologia

Famílias sem terra do Paraná dão exemplos de cooperativismo, produção orgânica e solidariedade em meio à pandemia

Por Pedro Stropasolas, em Brasil de Fato

Enquanto o agronegócio avança e busca hegemonizar a economia rural no Brasil, é a produção agroecológica nos assentamentos e acampamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) que vem alimentando a população mais vulnerável.

(mais…)

Ler Mais

Presidente da CDHM pede ao governo do Paraná investigação sobre destruição de lavoura

Por Pedro Calvi / CDHM

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Helder Salomão (PT/ES), pediu ao governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior, ao Procurador-Geral de Justiça do Paraná, Ivonei Sfoggia e ao Secretário de Estado da Segurança Pública do Estado, Rômulo Soares, providências sobre a destruição de uma lavoura no acampamento Valdair Roque. O acampamento fica em Quinta do Sol, na região central do Paraná. A denúncia foi feita à CDHM pela Organização Terra de Direitos e a solicitação foi enviada nesta terça-feira (7).

(mais…)

Ler Mais

Acampamento São José: 17 anos de resistência nas Terras de Atalaia

Em Atalaia, interior de Alagoas, o acampamento organizado pelo MST produz alimento e resistência há quase duas décadas

Por Rafael Soriano, da Página do MST

Desde a primeira ocupação onde hoje se firma o território do acampamento São José já se vão 17 anos, de lutas, enfrentamento, plantio e partilha, organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Na Zona Rural do município de Atalaia (a 45 km de Maceió), o acampamento abriga mais de 70 famílias que vivem da terra e dela tiram seu sustento, alimentando a cidade. Durante todo este tempo os camponeses organizados resistiram ao desejo de um consórcio de fazendeiros e políticos, ligados as oligarquias locais e estaduais, de reconcentrar a terra.

(mais…)

Ler Mais

Luta pela terra é também luta espiritual e profética. Por Gilvander Moreira*

Assim como há ciências, há também teologias que sistematizam a luta pelo bem comum a partir de uma fé emancipatória – fé no Deus da vida e no Evangelho de Jesus Cristo. Na realidade conflituosa e contraditória da sociedade capitalista em que vivemos, marcada por uma das maiores concentrações fundiárias do mundo e por um povo religioso, torna-se necessário analisar a luta pela terra também sob o ponto de vista da teologia bíblica. Em inúmeras passagens  bíblicas, as profetisas e os profetas bradam, em nome do Deus da vida: “Queremos a justiça e o direito”! Isso não se mendiga, conquista-se na luta coletiva e organizada.

(mais…)

Ler Mais