Nota da ABRA em defesa da democracia e contra o golpe

A Associação Brasileira de Reforma Agrária – ABRA, entidade civil sem fins lucrativos, fundada em 1967, torna pública a sua manifestação em defesa do Estado Democrático de Direito e contra o golpe em curso contra a Democracia.

A corrupção, em nenhum momento da história brasileira, foi tão combatida por instituições do Estado, que, desde 2003, têm sido fortalecidas nas suas estruturas.

Nada pode justificar, entretanto, sob o pretexto de combater a corrupção, que se violem garantias e direitos individuais e coletivos pela ação arbitrária de autoridades e instituições que deveriam zelar pelo fiel cumprimento da Constituição Brasileira.

O processo de impeachment em curso, desprovido de fundamento constitucional, é golpe. As manifestações pacíficas são legítimas, mas a soberania popular das urnas tem que ser respeitada por todos. Ao contrário, seria um retrocesso político e civilizatório.

O Brasil é um país de herança colonial e escravista. A pior das corrupções é a corrupção histórica das desigualdades sociais. A miséria e a exclusão social são intoleráveis. A revolta dos escravos escandalizava, mas o açoite neles não. A luta dos movimentos sociais por direitos escandaliza, mas a repressão a eles não. Urge uma nova abolição.

Além da dimensão política, a democracia possui as dimensões social e econômica. A cidadania exige respeito às garantias e aos direitos individuais e coletivos. Fora do Estado de Direito é a barbárie. A Nação exige respeito à legalidade democrática.

Conclamamos a população, do campo e das cidades, às manifestações de 31 de Março.

EM DEFESA DA DEMOCRACIA E CONTRA O GOLPE!

Brasília (DF), 28 de março de 2016.

Diretoria e Conselho Deliberativo da ABRA.

Deixe um comentário

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

quatro × 4 =