No Extremo Sul da Bahia, acampamento Marisa Letícia sofre despejo

De acordo com a direção do MST, a área ocupada está improdutiva e possui irregularidades administrativas

Por Coletivo de Comunicação do MST na Bahia, da Página do MST

Na manhã desta última segunda-feira (26), cerca de 50 famílias do acampamento Marisa Letícia, localizado em Itabela, no Extremo Sul da Bahia, receberam uma liminar de despejo expedida pelo poder judiciário local.

As famílias estavam acampadas na fazenda São Francisco que pertence à família Marinho, uma das mais conhecidas na região, e desde o processo de ocupação tem avançado na produção de alimentos, como milho, feijão, manivas e a criação de animais de pequeno porte.

De acordo com direção do MST na localidade, a fazenda foi ocupada por se tratar de terras improdutivas, além de possuírem diversas irregularidades administrativas.

Neste momento, as famílias encontram-se acampadas no Assentamento Gildásio Barbosa, também em Itabela, e o movimento permanece em luta, denunciando as irregularidades e improdutividade da área.

Imagem do do acampamento Marisa Letícia/Divulgação MST

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

5 × três =