Polícia expulsa mais de 400 famílias de acampamento sem terra em Jaciara (MT)

Acampamento existe há dois anos e meio e o terreno é da prefeitura

Redação Brasil de Fato

Uma grande operação policial na cidade de Jaciara, no Mato Grosso, na segunda-feira (2), promove o despejo de 400 famílias que vivem no acampamento  Padre José Tenente Cate.

O pedido de despejo foi feito pela gestão do prefeito o Dr. Abdo (PSDB). Segundo as lideranças Sem Terra, as famílias estão numa área da prefeitura há dois anos e meio onde cultivam diversos tipos de alimentos, que além de usar para garantir a sobrevivência tem sido feita várias doações nos municípios do Vale do São Lourenço.

Ultimamente essas famílias reduziu em 10 hectares as suas lavouras para que a empresa Millenium Bioenergia possa se instalar na área. De acordo com o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), a despejo das famílias tem como objetivo final favorecer a expansão do agronegócio na região.

O MST denuncia ainda que  postura do atual prefeito é irresponsável e injustificável, pois, a prefeitura não tem necessidade fazer do uso imediato da área onde está o acampamento. As famílias não tem para onde ir.

O Brasil de Fato entrou em contato com a prefeitura de Jaciara, porém, a gestão municipal não respondeu ao pedido de entrevista e dados feito por e-mail.

Edição: Juca Guimarães.

Imagem: Objetivo de expulsar os agricultores da área é abrir espaço para a expansão do agronegócio no Sul do Mato Grosso / MST

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

11 − 7 =