Aluna da UnB é espancada por sete pessoas por segurar a mão da namorada

Em nota divulgada nesta segunda-feira (5), o Departamento de Antropologia repudiou atos de violência e disse estar empenhado em lutar contra ações de preconceito dentro e fora da universidade

Na Fórum

Uma estudante da Faculdade de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB) foi espancada por sete pessoas na quinta-feira (1º) durante uma happy hour no Câmpus Darcy Ribeiro, na Asa Norte, em Brasília. O espancamento teria sido motivado por homofobia, quando a estudante andava de mãos dadas com a namorada.

Em nota divulgada nesta segunda-feira (5), o Departamento de Antropologia repudiou atos de violência e disse estar empenhado em lutar contra ações de preconceito dentro e fora da universidade.

Segundo o departamento, este não foi um ato isolado de violência direcionada às minorias no campus. “Nós nos solidarizamos com as estudantes e incentivamos que sejam feitas denúncias de atos de intolerância e violência. Reiteramos que a universidade é um espaço aberto e de liberdade e deve seguir sendo. Nosso esforço tem que ser por desfazer a violência no seu âmago.”

A direção do Instituto de Ciências Sociais, do qual faz parte o DAN, se manifestou por nota, em solidariedade às alunas. “Tais atos não podem ser tolerados e nos empenharemos para evitar que se repitam”, declarou. O caso está sendo acompanhado de perto por uma professora, mas, como a aluna está muito traumatizada, no momento, nenhuma das duas vai se pronunciar.

Leia a nota do Departamento de Antropologia da UnB:

Publicado por Departamento de Antropologia da UnB – DAN em Segunda, 5 de novembro de 2018

Comments (1)

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dezoito − quinze =