CPT na Paraíba divulga Nota sobre assassinatos de militantes do MST

Em Nota, a CPT na Paraíba manifesta repúdio em relação à violência no campo, que, no sábado, dia 08 de dezembro, vitimou Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva (conhecido como Orlando), ambos coordenadores do acampamento Dom José Maria Pires. Confira:

Na CPT

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) do estado da Paraíba vem de público repudiar a barbárie praticada contra os dois companheiros Orlando e Rodrigo, na noite deste sábado (08 de dezembro), no acampamento Dom José Maria Pires, situado no município de Alhandra, litoral sul do estado.

Os dois eram militantes do MST e animavam a luta pela terra na região. A brutalidade do latifúndio – acompanhado pela ganância e pela especulação do capital – tem se alimentado por uma onda de ódio de classes sociais e por um sentimento, espalhado nos últimos meses, de justiça pelas próprias mãos, pregado pelas “lideranças” políticas do país.

Nossa solidariedade às famílias do acampamento Dom José Maria Pires, às famílias enlutadas e aos companheiros e companheiras do MST. Que o Deus da Vida seja nossa fortaleza. Temos a responsabilidade de continuar o sonho dos dois companheiros. Não vão nos calar!

Orlando e Rodrigo: presente! Presente! Presente!
Dom José Maria Pires, rogai por nós!

09 de dezembro de 2018
Comissão Pastoral da Terra do estado da Paraíba

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

dezesseis + 5 =