Livro aborda a presença negra na história da educação no ES. Lançamento dia 25

Na UFES

Vozes Negras na História da Educação: Racismo, Educação e Movimento Negro no Espírito Santo (1978-2002). Esse é o título do primeiro livro do professor do Departamento de Educação da Ufes Gustavo Forde, que será lançado no dia 25 de março, às 18h30, no auditório do prédio IC-IV, campus de Goiabeiras. O evento contará com uma palestra e um momento de autógrafos. A entrada é gratuita.

A obra é resultado de pesquisas desenvolvidas pelo professor durante seu período de doutoramento, realizado sob orientação da professora Regina Helena Silva Simões. Forde realizou entrevistas com militantes negros e analisou documentos governamentais, jornais e periódicos capixabas, além de publicações produzidas por organizações negras.

Segundo o professor, o objetivo da pesquisa era investigar a constituição histórica e os significados atribuídos à educação pelo movimento negro capixaba. “Minha ideia era obter respostas a questões como ‘de que modo a educação foi constituída como pauta central do movimento negro no Espírito Santo?’; ‘de que maneira a militância negra movimentou e mobilizou seus espaços-tempos para o combate ao racismo na educação?’; e ‘quais implicações o movimento negro tem produzido no contexto da educação escolar?’”, explica.

Forde afirma que o livro visa contribuir para o preenchimento de lacunas historiográficas relativas à presença da população negra na educação capixaba.

Capítulos

O livro está estruturado em quatro capítulos: A constituição da militância negra capixaba pós-78 e sua dimensão educativaO silêncio nas fontes prescritoras da educação capixaba e a historiografia da educaçãoA constituição da pauta e a institucionalização da negritude na educação; e A ressignificação do ser negro e a internacionalização da luta contra o racismo.

A obra é destinada a estudantes, professores, pesquisadores, estudiosos, produtores culturais, artistas e ativistas sociais interessados na temática educação e população negra no Estado do Espírito Santo. “O livro visa contribuir, especialmente, para a formação de professores com referência à presença da população negra na constituição histórica da educação do Espírito Santo”, finaliza o autor.

Vozes Negras na História da Educação é uma produção do Núcleo Capixaba de Pesquisa em História da Educação (Nucaphe) do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Ufes. Em 2017, foi contemplado com prêmio concedido pelo Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo – Funcultura, da Secretaria de Cultura do Estado do Espírito Santo (Secult).

O livro será vendido no dia do lançamento e estará disponível, posteriormente, em diversas livrarias de Vitória.

O autor

O capixaba Gustavo Forde é professor do Centro de Educação da Ufes, atuando na área de Educação das Relações Étnico-Raciais. Doutor em Educação, exerce também a função de pró-reitor de Assuntos Estudantis e Cidadania.

É membro do Núcleo Capixaba de Pesquisa em História da Educação (Nucaphe/Ufes) e do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (Neab/Ufes). Desenvolve estudos e pesquisas em afrodescendência e relações étnico-raciais na educação, com interesse especial nos campos da história da educação da população negra, do movimento negro e do ensino de matemática.

Texto: Adriana Damasceno
Edição: Thereza Marinho

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

19 + 16 =