Prefeitura de Itatiba, SP, promove curso de ‘atirador’ para crianças de 11 a 13 anos

Tania Pacheco

Alunos e alunas do 6º ao 8º ano, com idades entre os 11 e os 13 anos, estão sendo convidados a se inscrever hoje, 16 de abril, no “Projeto Atirador Mirim 2019”, promovido pela Prefeitura de Itatiba em parceria com o Tiro de Guerra. Vão aprender a atirar, a partir dos 11 anos de idade.

Verdade que é necessária a presença d@s responsáveis para que a matrícula seja aceita. Verdade também que a notícia veiculada pela Prefeitura diz que os objetivos do projeto são “proporcionar uma convivência integrada ao contexto social, comunitário, voltada para a valorização da vida em grupo, para o culto aos valores Cívicos, Éticos e Patrióticos”. Mas a ‘concretude’ da iniciativa é que essas crianças muito provavelmente desejarão continuar a atirar e, como consequência natural, também muito provavelmente desejarão ter uma arma. Ou seja: das ‘arminhas’ feitas com as mãos, passamos agora ao incentivo direto, levando crianças de 11 anos a começar a conviver com armas?

Por que não de 10, de 9, de 8, de 7, de 6? Ou de 5 anos, como o presidente da República diz ter feito com os filhos?

Abaixo, texto da notícia divulgada na página da Prefeitura e nos jornais e sites da região:

“No próximo dia 16/04, das 13h30 às 16h, serão realizadas as inscrições para o Projeto Atirador Mirim 2019. Poderão participar os alunos dos 6º ao 8º ano, que tenham entre 11 e 13 anos, das escolas municipais. É preciso levar RG ou certidão de nascimento da criança e 1 foto 3×4, e a inscrição, que acontecerá na Sede do Tiro de Guerra 02-070 (Av. Antonio Galvão de Camargo, 430 – Jd. de Lucca) só será feita com a presença dos pais/responsável. O número de vagas é limitado às 50 primeiras crianças.

O Projeto Atirador Mirim é uma parceria entre o Tiro de Guerra TG 02-070, a Prefeitura de Itatiba e a Sociedade Civil, e tem como objetivo atender os alunos das Escola Públicas de Ensino Fundamental do Município de Itatiba, a fim de proporcionar uma convivência integrada ao contexto social, comunitário, voltada para a valorização da vida em grupo, para o culto aos valores Cívicos, Éticos e Patrióticos.

Durante as aulas, os alunos têm a oportunidade de aprender lições sobre cidadania, ordem unida, ética e civismo, meio ambiente, dentre outros temas, além de participarem de eventos comemorativos como o desfile de 7 de setembro, formatura dos Atiradores e Dia da Bandeira.”

Até onde vamos?

***

Comments (1)

  1. Acho que está faltando o que fazer nessa Prefeitura: “a fim de proporcionar uma convivência (…), voltada para a valorização da vida em grupo”. Claro que tem dinheiro do contribuinte nisso, isso envergonha nossa cidade, tantos problemas para resolver e estamos andando para trás.

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

treze − 7 =