Governo libera mais 42 agrotóxicos, chegando a um total de 239 em 2019

Destes, 18 são considerados extremamente tóxicos para a saúde humana

Da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, na Página do MST

O governo Jair Bolsonaro  bateu um novo recorde de liberação de agrotóxicos: são 239 novos venenos somente em 2019, após a concessão de 42 novos registros nesta segunda-feira (24). A lista consta no Ato nº 42, publicado na mesma data no Diário Oficial da União (DOU).

Estatísticas anteriores já apontavam que o governo vinha em linha ascendente na autorização desse tipo de produto. Nos primeiros dois meses do ano, foram 86 novos registros. Ao final de março, o total chegou a 121. Agora, ao atingir a marca de 239, o país atualiza o número total de agrotóxicos para 2.305, considerando os herbicidas em circulação no mercado. A Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida organizou uma planilha com as liberações de 2019.

Entre as liberações de hoje, apenas 2 são produtos biológicos. 12 liberações são de produtos formulados, ou seja, novos produtos que vão ser vendidos nas lojas, e os outros 30 são produtos técnicos, utilizados na fabricação de produtos formulados. Quanto à periculosidade ambiental, 23 são Altamente ou Muito Perigosos ao Meio Ambiente, e 18 são Extremamente ou Altamente Tóxicos para a saúde humana.

Foto: Eduardo Tavares / De Olho nos Ruralistas

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

três + cinco =