Sábados Resistentes: “Direito ao Luto, à Memória e à Verdade: ontem e hoje”

Retomando a programação dos Sábados Resistentes deste ano, interrompida desde o mês de março devido à crise ocasionada pelo Coronavírus no país, o Memorial da Resistência, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e o Núcleo de Preservação da Memória Política retomarão esta atividade mensalmente, a partir deste mês de julho, em formato virtual. Os Sábados Resistentes é um projeto desenvolvido em parceria pelo Núcleo Memória e o Memorial da Resistência desde 2008.

A primeira edição deste novo ciclo será realizada no próximo dia 18 de julho, às 14 horas, através do Facebook  @nucleodepreservacaodamemoriapolitica

Nesse Sábado Resistente, debateremos o tema “Direito ao Luto, à Memória e à Verdade: ontem e hoje” relacionando a tragédia e o caos sanitário que estamos vivendo de forma diária, com as mortes sem sepultura, com a situação que tivemos no passado, na época da ditadura civil-militar, quando também foi negado aos familiares e amigos o direito ao luto das pessoas assassinadas ou desaparecidas.

Convidamos a todos e todas para participar desse importante debate com os nossos convidados especiais:  Maria Rita Kehl, Padre Julio Lancellotti, Paulo Pedrini e Eugenia Gonzaga. Também teremos uma curta apresentação artística no início do debate, conforme programação abaixo.

PROGRAMAÇÃO

14h00 – Boas vindas
Ana Pato (Memorial da Resistência de São Paulo)
Oswaldo de Oliveira Santos Junior (Núcleo Memória)
14h15 – Apresentação artística com Marcos Leme (ator e autor da peça “Pra quando você voltar”)
14h30 – 16h00 – Debate com os/as convidados/das com a mediação de César Rodrigues (Núcleo Memória)

CONVIDADAS/OS

Eugenia Gonzaga – Procuradora Regional da República em São Paulo. Desempenhou os cargos de Procuradora Federal Adjunta dos Direitos do Cidadão e Presidente da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos da Presidência da República até meados de 2019. Mestre em Direito Constitucional pela PUC/SP.

Maria Rita Kehl – Doutora em Psicanálise, é autora de mais de dez livros e escreve artigos sobre temas como cultura, comportamento, literatura e psicanálise para veículos brasileiros. Foi editora do jornal “Movimento”e teve participação na fundação do jornal “Em Tempo”, órgãos de jornalismo alternativo durante a ditadura. Em 2012 foi convidada a integrar a Comissão Nacional da Verdade, permanecendo como comissionada até a conclusão dos trabalhos.

Padre Julio Lancellotti –Pedagogo e presbítero católico brasileiro, monsenhor e pároco da Igreja São Miguel Arcanjo, no bairro da Mooca, na cidade de São Paulo. (A confirmar).

Paulo César Pedrini – Bacharel e licenciado em História pela PUC-SP, especialista em Direitos Humanos pelo Instituto Sedes Sapientie. Professor de História e Sociologia das redes pública municipal e estadual e coordenador da Pastoral Operaria Metropolitana de São Paulo. Membro da frente inter-religiosa dom Paulo Evaristo Arns. Participa da coordenaçãodos movimentos recém-lançados “Rede de apoio às famílias de vítimas do COVID-19” e “Memorial das Vítimas do Coronavírus no Brasil”.

SERVIÇO

Memorial da Resistência de São Paulo
Largo General Osório, 66 – Luz – Telefone: (011) 3335-4990 
faleconosco@memorialdaresistenciasp.org.br

foto: Oswaldo Oliveira

Deixe uma resposta

O comentário deve ter seu nome e sobrenome. O e-mail é necessário, mas não será publicado.

4 × dois =